Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

IMPOSTÔMETRO

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Irã apresenta no Dia das Forças Armadas nova geração de tanques e dois novos mísseis de guerra

Irã desenvolve dois novos mísseis de guerra; um deles é "o mais rápido do mundo"

O anúncio foi feito durante as comemorações do Dia das Forças Armadas do Irã, ocasião em que foram apresentadas também as novas gerações de tanques de guerra Zolfagar, também fabricados no país

O Irã testou, “com sucesso”, três novos tipos de mísseis de defesa antiaérea desenvolvidos e fabricados integralmente no país - um dos quais é considerado “o mais rápido do mundo” -, segundo anunciou, nesta segunda-feira (18), o ministro da Defesa, Ahmad Vahidi. O anúncio foi feito durante as comemorações do Dia das Forças Armadas do Irã, ocasião em que foram apresentadas também as novas gerações de tanques de guerra Zolfagar, também fabricados no país.

"Há poucos dias, lançamos satisfatoriamente os mísseis de defesa antiaérea Shahin e Shalamcheh, que foram incorporados às nossas Forças Armadas. Também testamos o míssil de fabricação nacional Zafar, o mais rápido do mundo", afirmou o ministro
. "Com estes três mísseis e outros equipamentos novos acrescentados, conseguimos aumentar enormemente nosso poder de defesa aérea.”

No sábado, forças iranianas já haviam anunciado que também tinham testado com sucesso dois outros sistemas de escudos antimísseis, o "Mersad" e "Sayyad-2". O primeiro é capaz de perseguir e destruir aviões entre os 70 e 150 quilômetros de altitude, e o Sayyad-2 vem equipado com mísseis terra-ar e tem propriedades semelhantes. Ambos devem ser instalados por todo o país.

Com esses novos equipamentos, o Irã advertiu que dará "uma resposta demolidora" a qualquer nação que o agrida, especialmente Israel, que ameaçou o país em várias ocasiões por causa de seu controverso programa nuclear.

Apesar do embargo parcial de armas que sofre desde a década de 1980, o Irã iniciou um programa nacional de Defesa que o levou a modernizar suas Forças Armadas, em particular a Guarda Revolucionária, força militar de elite, paralela ao Exército, e de defesa ideológica do regime
.

Fonte: Agência EFE

[qual a razão de Israel, que tem se especializado em praticar genocídio contra o POVO PALESTINO – com sucessivos bombardeiros aéreos feitos contra civis palestinos confinados na Faixa de Gaza- ter armamento nuclear e o Irã ser vedado até mesmo utilizar a energia nuclear para fins pacíficos? O que dá o direito a Israel de sempre que entender conveniente bombardear supostas instalações nucleares de países com os quais não mantém relações?]


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada