Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

IMPOSTÔMETRO

quarta-feira, 27 de março de 2013

Tiraram o zíper da boca da presidente Dilma e ela desanda a falar o que não deve

Dilma diz que sua fala sobre inflação foi ‘manipulada’

Em entrevista no exterior, a presidente afirmou ser contra políticas de combate à inflação que produzem redução do crescimento

A presidente Dilma Rousseff divulgou na tarde desta quarta-feira uma nota no Blog do Planalto afirmando que foi mal interpretada em suas declarações sobre inflação em Durban, na África do Sul, onde participa da 5ª Cúpula dos Brics (grupo de países formado por Brasil, Rússia, China e África do Sul). Em entrevista a jornalistas brasileiros, a presidente afirmou ser contra políticas de combate à inflação que produzem a redução do crescimento econômico. Em nota, Dilma disse que sua fala foi manipulada e que o combate à inflação é uma preocupação permanente de seu governo "Foi uma manipulação inadmissível de minha fala. O combate à inflação é um valor em si mesmo e permanente do meu governo", afirmou na nota.

O comunicado oficial diz ainda que a explicação da presidente foi dada depois que ela foi informada de que o mercado financeiro estava interpretando de forma equivocada suas declarações. " (A clarificação) foi feita após a presidenta tomar conhecimento de que agentes do mercado financeiro estavam interpretando erroneamente seus comentários como expressão de leniência em relação à inflação. A presidenta solicitou ao presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que também desse esclarecimentos sobre o assunto", diz o texto do Blog do Planalto.

Na entrevista, em Durban, Dilma foi questionada sobre pressões inflacionárias no Brasil, ao que respondeu: - Eu não concordo com políticas de combate à inflação que olhem a questão da redução do crescimento econômico, até porque nós temos uma contraprova dada pela realidade. dada pela realidade. Nós tivemos um baixo crescimento no ano passado e houve um aumento da inflação porque teve um choque de oferta devido à crise. Um dos fatores era externo. Não tem nada que nós possamos fazer internamente, a não ser expandir a nossa produção, para conter o aumento dos preços das commodities derivado da quebra de safra nos Estados Unidos.
[atenção assessores da presidente Dilma: não permitam que a presidente fique próxima a um microfone sem ter sido devidamente programada para não falar bobagens e deve sempre existir um dispositivo que corte imediatamente o áudio. Caso contrário, a presidente vai falar bobagem. A de agora não foi a primeira e tudo indica não será a última vez em que a presidente fala inconveniências.]
 
Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada