Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Extrema-direita?

A coluna de Ancelmo Gois, no fim de semana, mostrou que o Partido Novo, à direita do PSDB, conta com 360 mil curtidas na página do Facebook, e logo abaixo disse que eu apoio a iniciativa (fato). Foi o suficiente para a esquerdalhada sair da toca e partir para cima. 

Como um dos fundadores do partido é conselheiro do Banco Itaú, um “jornalista” daqueles chapa-branca por aí deu a entender que é um partido de banqueiros. Alguém explica ao homem o que é ser conselheiro de uma empresa, por favor! A herdeira do Itaú apoia a esquerdista Marina Silva, detalhe…

O BRASIL ACABOU! QUEM PODE PARAR O PT!? 

 Mas não era disso que eu queria falar, e sim de um grave equívoco ideológico que, infelizmente, pulula no Brasil. Já teve site colocando o partido como de “extrema-direita”. Se você é pela privatização, contra cotas raciais e condena o populismo do Bolsa Família, então só pode ser de “extrema-direita”, ora bolas! 

Rótulos servem para simplificar, mas ao simplificar demais da conta, podem confundir mais que ajudar. Direita e esquerda são rótulos especialmente complicados. Mas o que quer dizer cada um? Se Stalin era extrema-esquerda e Hitler extrema-direita, isso quer dizer que eram opostos? E se Thatcher e Reagan eram de direita, então eles estavam mais perto de Hitler que este de Stalin? 

O programa do Partido dos Trabalhadores Nacional-Socialista (!!!) que levou Hitler ao poder deixa claro as similaridades com o socialismo. Defendia, por exemplo, a “obrigação do governo de prover aos cidadãos oportunidades adequadas de emprego e vida”. Alertava que “as atividades dos indivíduos não podem se chocar com os interesses da comunidade, devendo ficar limitadas e confinadas ao objetivo do bem geral”. Demandava o “fim do poder dos interesses financeiros”, assim como a “divisão dos lucros pelas grandes empresas”. 
Também pregava uma “reforma agrária para que os pobres tivessem terra para plantar”. Combatia o “espírito materialista” e afirmava ser possível uma recuperação do povo “somente através da colocação do bem comum à frente do bem individual”. Em um discurso proferido no dia do trabalho em 1927, Hitler disse:  Nós somos socialistas, nós somos inimigos do sistema econômico capitalista atual de exploração dos economicamente fracos, com seus salários injustos, com sua ultrajante avaliação de um ser humano de acordo com sua riqueza e propriedade ao invés de responsabilidade e comportamento, e nós estamos determinados a destruir esse sistema custe o que custar. 

Como fica claro, ao menos para quem já leu alguma coisa de fato sobre o nazismo, ele se aproxima bem mais dos ideais da extrema-esquerda que do liberalismo. Vários esquerdistas apoiariam boa parte do programa nacional-socialista. Mussolini, outro que é visto como de extrema-direita, foi socialista antes. Comunismo, fascismo, socialismo e nazismo disputam o mesmo tipo de alma em busca de um totalitarismo antidemocrático, antiliberal e contra o indivíduo.

 No Brasil, porém, onde há uma hegemonia de esquerda na política, até o PSDB, de centro-esquerda, é visto como “neoliberal” e de direita. Aí, quando aparece um partido com bandeiras mais liberalizantes, colocando ênfase maior no indivíduo que no estado, condenando o estado-empresário, as cotas que segregam a população com base na raça, e as esmolas do governo que compram votos, ele é logo tachado de “extrema-direita”. Seria cômico, não fosse trágico…

Por: Rodrigo Constantino

Episódios do Exército de ontem



O episódio em que o Coronel Ustra compareceu diante dessa CNV me fez lembrar do saudoso general Sylvio Frota, que no excelente “Ideais traídos”, lembra dois fatos, dos seus tempos de Realengo, para mostrar que “Era um Exército admirável! 
Amalgamados pela solidariedade militar e o espírito de classe, chefes e subordinados estavam sempre juntos nos cruciais momentos em que os brios da instituição eram feridos”.

Ao término do ano letivo de 1931, ou talvez no início do seguinte, um cadete de Artilharia cometeu transgressão disciplinar grave e passível de desligamento da Escola. Ocorre que os fatos não estavam bem esclarecidos e  o cadete foi tão veemente sua negativa que companheiros de Arma intercederam junto aos oficiais por considerarem uma injustiça. Mantido o desligamento, iniciou-se um movimento de solidariedade por alguns colegas e amigos do cadete que foi crescendo até se transformar em um “espetáculo grandioso, censurável do ponto de vista disciplinar, mas, inegavelmente, soberbo quando se pensa em coesão de uma classe: todos os cadetes, tranquilamente, sem gritos de histérica euforia nem semblantes de falsa tristeza, por dever de consciência, formaram para o desligamento. O bom senso, no entanto, conteve os ímpetos de prepotência e o aluno, pomo da discórdia, foi perdoado, voltando a Escola à normalidade”.  

O segundo foi o empastelamento do Diário Carioca, em fevereiro de 1932 provocado pela sistemática campanha de difamações e injúrias lançadas sobre o Exército com artigos virulentos contra os integrantes das Forças Armadas. Face à inação do governo, oficiais do Exército reuniram-se no Clube Militar (para os novos: Clube Militar era o que é hoje o Círculo Militar da Guarnição do Rio de Janeiro) e ficou decidido que “à primeira publicação ultrajante o Diário carioca seria empastelado”. E, não deu outra: ao primeiro artigo injurioso, os oficiais convergiram para o ponto de reunião marcado no 1º RCD, em São Cristóvão. E o jornal foi empastelado “com ímpeto e agressividade  que tocavam as fímbrias do desatino”. 

Após estes gravíssimos eventos o ministro da Justiça (Maurício Cardoso), acompanhado do chefe de Polícia (Baptista Luzardo), procurou o ministro da Guerra (Gen. Leite de Castro) para protestar contra esse ato de vandalismo praticado pelos militares. O general Leite de Castro “empertigou-se sobre as luzidias botas e respondeu em voz com voz firme e clara”: Sr. Ministro! Esses oficiais fizeram o que eu teria feito, se ao menos vinte anos tivesse”.

Instaurado IPM para apurar responsabilidades, a grande maioria dos oficiais da guarnição se apresentou dizendo-se participantes das depredações e cada um levava o nome de uns dois ou três que haviam participado, muitos deles, de outras Regiões Militares o que exigiria a expedição de dezenas de cartas precatórias. 

Até o encarregado do IPM (Cel. Moreira Lima) afirmou no Relatório ter estado entre os que foram lavar as injúrias assacadas ao Exército. Moveu a reação o sentimento de que o jornal não tinha o direito de difamar os militares e sua instituição acobertado na liberdade de imprensa.  Agora eu pergunto aos caríssimos amigos: Será que podemos afirmar que pertencemos a um exército admirável como aquele dos tempos da Escola do Realengo (sempre invejei meu pai por ter, ele, vivido naquela escola que forjava aquele EXÉRCITO INVEJÁVEL)? 

Tivéssemos um exército daquele quilate, o nosso Comandante estaria na primeira fila daquela sala de audiência pública da CNV com a sala atulhada de militares fardados e à paisana e teria dito aquilo que o general Leite de Castro usou para rechaçar o protesto do ministro da Justiça: “Senhores, o Coronel Ustra fez o que EU e todos os oficiais aqui presentes teríamos feito se incumbidos da missão”. 

Os tempos, no entanto, são outros, outro o exército que dispomos. Naqueles tempos a cadetada formou ao lado do companheiro, mesmo diante do risco de queimar a sua carreira. Hoje, um general cinco estrelas, no fim da carreira, se apega à carreira mesmo com sacrifício da honra da instituição. 

Presto minha continência ao Coronel Ustra e aos dois bravos companheiros que reagiram contra a atitude agressiva daquele vereador. Seguramente, fazem parte daquele Exército admirável, lembrado pelo saudoso general Frota, composto por gente de fibra que “Amalgamados pela solidariedade militar e o espírito de classe, chefes e subordinados estavam sempre juntos nos cruciais momentos em que os brios da instituição eram feridos”.

Quem mata Prefeitos não tem medo de médicos



Tenho visto, estarrecido, que inúmeras entidades médicas continuam manifestando-se na imprensa escrita e na internetsobre o Programa Mais Médicos. Leio, perplexo, apelos em que se segue  falando em “Dignidade Médica”, plano de carreira e condições de trabalho. Pergunto: é impressão minha ou será que ninguém percebeu que essa fase já passou? Não entendem os presidentes de conselhos, sindicatos e associações que a medicina está acabando? Qual o sentido em falar nesse tipo de coisa quando a Medida Provisória 621 – agora prestes a ser transformada em lei – determina um golpe de morte na nossa profissão?

Quanto tempo vai levar para o que os médicos brasileiros consigam perceber que não estamos lidando com um partido comum mas sim como uma organização criminosa filiada ao Foro de São Paulo? Semana passada, o agora ex-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado do Paraná apontou o caminho a ser seguido pelo Conselho Federal e demais regionais. Não foi o suficiente?

No dia primeiro de outubro a MP 621, com várias modificações para o pior, entra em votação. O relator – Rogério Carvalho – é médico e deputado federal pelo PT do Sergipe. Leiam o que está escrito ali e me digam depois se faz sentido, nesse momento, falar em plano de carreira, salários e condições de trabalho ou se é imperativa nessa hora a renúncia de todos os conselheiros e presidentes de entidades médicas. Respondam se devemos pensar em exame “Revalida” ou no “Ato Médico” até a renúncia imediata do Ministro da Saúde e a revogação completa do programa “mais médicos”! 

Não percebem os verdadeiros colegas brasileiros e a população que as nossas entidades representativascomo quaisquer outras no Brasilestão completamente “aparelhadas” pelos companheiros? Nem mesmo nas redes sociais nós conseguimos formar um consenso - tamanho é o medo da “Polícia Federal” vigiando o que escrevemos - e deveríamos mesmo assim esperar reação efetiva das grandes instituições?

Enquanto eu escrevo, quero fazer aqui uma denúncia gravíssima, 93000 médicos brasileiros são mantidos politicamente calados num grupo do Facebook chamado Dignidade Médica. Não permitem os administradores qualquer manifestação contra o PT nem ataques à Alexandre Padilha. Prestam ali, conscientemente ou não, excelente trabalho para o Ministério da Saúde pois imobilizam a reação dos colegas e – sob pretexto de manter o “foco” - não aceitam de maneira alguma uma luta francamente aberta contra o governo federal!

Já pedi – e faço novamente o apelo – ao presidente do CFM e dos conselhos regionais: por favor, renunciem. Não justifiquem com a sua presença no cargo esse plano diabólico do governo. Ele não é um golpe só contra nossa classe; é contra toda população. Não forneçam, com a sua presença, a impressão de legalidade, de decência, e de boas intenções que essa gente do PT jamais teve ou terá.

A luta que nós, médicos,  enfrentamos nesse momento não é mais nossa, mas sim de todas as pessoas de bem no país. Advogados, engenheiros, professores, ou enfermeiros serão as próximas vítimas de um partido totalitário que não dá a mínima importância para a Constituição Federal, que tem na folha de pagamento o Judiciário Brasileiro, entre seus funcionários todo o Legislativo, e como seus cabos eleitorais toda Universidade.

Renunciem, senhores, não há mais nada a fazer... Quem mata prefeitos não tem medo de médicos.

Por: Milton Simon Pires, Médico – Transcrito do Blog Alerta Total

Mais médicos = mais multiplicadores das milícias bolivarianas



Dois mil cubanos chegam ao Brasil para segunda etapa do Mais Médicos
Fase de avaliação dos profissionais vai durar três semanas
De hoje (30) até o final desta semana chegam ao Brasil mais 2 mil médicos cubanos para a segunda etapa do Programa Mais Médicos. Hoje, os primeiros 135 profissionais de Cuba desembarcam em Vitória. Na próxima segunda-feira (7), os 2 mil cubanos iniciam o módulo de avaliação que tem duração de três semanas com aulas sobre língua portuguesa e o sistema brasileiro de saúde pública. As informações são do Ministério da Saúde.

Além dos 2 mil cubanos, os 149 médicos com diploma do exterior que foram selecionados para a segunda fase do Mais Médicos iniciam o módulo de avaliação no dia 7. As aulas ocorrerão no Distrito Federal, em Fortaleza, Vitória e Belo Horizonte. Na primeira fase do Programa Mais Médicos, 400 profissionais cubanos chegaram ao Brasil e passaram por curso de formação e avaliação. A previsão do Ministério da Saúde é trazer ao país, até o final do ano, 4 mil médicos cubanos.
[o que representa um rendimento extra de R$ 36 MI para os combalidos cofres da ilha-presídio dos irmãos Castro.] Esses profissionais vêm ao Brasil por meio de um acordo intermediado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Assim como os médicos com diploma do exterior que se inscreveram individualmente, os cubanos que vêm pelo acordo com a Opas não precisam passar pelo Revalida (Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior) e, por isso, terão registro provisório por três anos para atuar na atenção básica e com validade restrita ao local para onde forem designados.

Fonte: Agência Brasil

Pesquisa personalizada