Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Apagão atinge as regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste - Apagão atinge cidades do Sul, Sudeste e Centro-Oeste - O pior desse apagão é que não foi por excesso de consumo e sim por falência do sistema de transmissão



Problema em linha de transmissão entre TO e GO exigiu que as distribuidoras desligassem as subestações; A linha pertence à Intesa, constituída em 2005 para participar do leilão da Aneel de linhas de transmissão.
Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina estão entre afetados
Em SP, 11 bairros ficaram sem luz

Um apagão atingiu na tarde desta terça-feira as regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Entre eles, os estados de Rio, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o problema ocorreu na linha de interligação Norte/Sudeste. O ONS informa ainda que a energia foi totalmente restabelecida no país às 16h.

O incidente ocorre um dia após a própria ONS divulgar recorde de consumo de energia, causado pela onda de calor. Nesta segunda-feira, às 16h32m, o consumo nacional atingiu 84.331 MW. Somente no sistema Sudeste/Centro-Oeste o recorde foi de 50.854 MW. No Rio, são 600 mil clientes afetados e, no Paraná, 355 mil.

Em São Paulo, segundo a concessionária AES Eletropaulo, faltou luz nos municípios de Vargem Grande Paulista, Embu, Diadema e Cotia, além de 11 bairros da capital paulista, entre eles Capão Redondo, Pedreira, Cidade Ademar, Mooca, São Mateus, Vila Prudente, Itaquera, Vila Mariana, Guaianases e Vila Matilde. O problema, segundo a AES Eletropaulo, teve início às 14h03m. A concessionária, então, recebeu a autorização do ONS (Operador Nacional do Sistema) para religar os clientes, que foram normalizados às 14h58m. De acordo com o ONS, "para evitar a propagação do evento", o órgão solicitou às distribuidoras locais o desligamento automático de cargas. A falha foi detectada às 14h03 e começou a ser normalizada às 14h41. As concessionárias seguiram um procedimento técnico predefinido de alívio de carga, coordenado pelo ONS, o que envolve o desligamento de alimentadores. 

Esse procedimento é chamado de Esquema Regional de Alívio de Carga - ERAC.
Em outubro do ano passado, um incêndio em uma linha de transmissão do Piauí provocou um apagão em todos os Estado do Nordeste. Na ocasião, o ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, afirmou que o governo seria "implacável" na fiscalização do setor e que iria aperfeiçoar os mecanismos de prevenção e controle de acidentes.

Concessionárias dos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins confirmaram a falha. Em São Paulo, a AES Eletropaulo informa que já restabeleceu o fornecimento de energia. Na capital paulista, os bairros afetados foram: Capão Redondo, Pedreira, Cidade Ademar, Mooca, São Mateus, Vila Prudente, Itaquera, Vila Mariana, Guaianases e Vila Matilde. Houve também falha nos municípios de Vargem Grande Paulista, Embu, Diadema e Cotia. 

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), parte dos semáforos das regiões Oeste, Sul e Leste da cidade de São Paulo está apagada, o que causa transtornos no trânsito. Às 15h40, haviam sido registradas 27 ocorrências de semáforos desligados devido à falta de energia. Agentes da CET estão operacionalizando manualmente os principais cruzamentos e orientando os usuários. A CET recomenda, por medida de segurança viária, que os motoristas redobrem a atenção e reduzam a velocidade nas proximidades dos cruzamentos apagados.

Rio. Já no Rio de Janeiro, a Light informou que desligou 17 subestações, afetando aproximadamente 600 mil clientes durante pouco mais de duas horas. A situação já foi normalizada, de acordo com a empresa. Os locais afetados foram a região de Bangu, Campo Grande e Guaratiba, Grande Méier, Região de Jacarepaguá, Região da Pavuna, Inhaúma e Irajá, Região da Penha, Cascadura e Madureira, além de algumas regiões de cidades da Baixada Fluminense, como Mesquita, Belford Roxo, Queimados e Nova Iguaçu.

Minas Gerais. A Cemig informou que cerca de 230 mil consumidores foram afetados pelo apagão (de um total de 7,5 milhões de clientes). O fornecimento de energia está sendo restabelecido. Na região metropolitana de Belo Horizonte, os municípios de Venda Nova, Ribeirão das Neves, Sete Lagoas, Baldim e Santana do Riacho registraram falta de luz. Outros municípios afetados no Estado foram: Poté, Ladainha, Malacacheta, Franciscópolis, Novo Cruzeiro, Setubinha, Ladainha, Chapada do Norte, Jenipapo de Minas, Caraí, Arcos, Santo Antonio do Monte, Passos, São João Batista do Gloria, Fortaleza de Minas, Alpinópolis, Bom Sucesso, Ibituruna, Itutinga, Santo Antonio do Amparo, São Tiago, Nazareno, Ijaci, Oliveira, Santana do Jacaré, Lavras, Baempeti, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Soledade de Minas, São Tomé das Letras, Juruaia, Muzambinho, Bom Jesus da Penha, Nova Resende, Monte Belo, Cabo Verde, São Pedro da União, Guaxupé, Guaranésia, Tapira, Araxá, Pratinha, Uberlândia, Carmo do Paranaíba, Serra do Salitre, Rio Paranaíba, Patos de Minas, Arapuá, Lagoa Formosa, Tiros, Matutina, Cruzeiro da Fortaleza, Guimarânia, Presidente Olegário, Lagamar, Coromandel, Uberaba.

Santa Catarina. A Celesc informou que em Santa Catarina o desligamento afetou cerca de 315 mil consumidores, ou 13% do total atendido pela empresa.

Mato Grosso do Sul. No Mato Grosso do Sul, 14% da região abastecida pela concessionária Enersul foi atingida pelo apagão, nas cidades de Miranda, Bonito, Bodoquena, Dois Irmãos do Buriti, Aquidauana e Anastácia. A capital Campo Grande teve 4% da rede afetada. Segundo a Enersul, o fornecimento de energia elétrica já foi restabelecido.

Tocantins. No Tocantins, a falha no Sistema Interligado Nacional durou apenas quatro minutos - das 14h03 às 14h07, horário de Brasília, de acordo com a Companhia de Energia Elétrica do Tocantins (Celtins). Foram afetadas as regiões Centro, Sul e Sudeste do Estado.

O problema atingiu, por cerca de uma hora, também a Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo. Em nota, a concessionária Via Quatro, responsável pelo ramal, diz que houve falha no sistema elétrico de tração entre o trecho das estações Paulista e Luz, o que causou o fechamento da última juntamente com a estação República, onde acontece a ligação com outros ramais do Metrô. A linha operou parcialmente no trecho entre as estações Butantã e Paulista. O problema, já resolvido, afetou também a Linha 1-Azul, cujos trens tiveram de circular com velocidade reduzida.

No Rio, falta luz em vários bairros das zonas Norte e Oeste do Rio, causando também transtornos no trânsito. A Light informou, em nota, que “devido a uma anormalidade, registrada às 14h03m, no Sistema Interligado Nacional (SIN), o ONS solicitou o desligamento de 17 subestações da Light, que interrompeu o fornecimento de energia para aproximadamente 600 mil clientes”. Segundo a Enersul, concessionária que atende 74 dos 79 municípios do Mato Grosso do Sul, o impacto foi em sete municípios, a maioria deles com poucos habitantes.

No Paraná, a falta de energia começou às 14h. O fornecimento foi restabelecido por volta das 15h50m, segundo a Copel. A possibilidade de problemas no abastecimento de energia foi descartada, nesta segunda-feira, pelo ministro das Minas e Energia, Edison Lobão. Em entrevista coletiva, ele afirmou que a situação dos reservatórios é melhor do que a do ano passado, com os principais reservatórios acima de 40% da capacidade. O ministro anunciou que concederá entrevista coletiva às 17h para comentar o assunto.  A Light informou que aguarda orientações do ONS para a normalização do sistema. 
As localidades com o fornecimento interrompido no Rio de Janeiro são as seguintes: região de Bangu, Campo Grande e Guaratiba; Grande Méier; região de Jacarepaguá; região da Pavuna, Inhaúma e Irajá; região da Penha, Cascadura e Madureira; algumas regiões de cidades da Baixada Fluminense, como Mesquita, Belford Roxo, Queimados e Nova Iguaçu. Segundo a Ampla, 14 municípios de sua área de atuação tiveram impacto parcial, entre eles: Niterói, São Gonçalo, Magé, Araruama, Cabo Frio, Duque de Caxias, Iguaba, Itaboraí, Maricá, Petrópolis, Resende, Rio das Ostras, Saquarema e Teresópolis. Cerca de 280 mil clientes da distribuidora tiveram o fornecimento afetado.
Por volta das 15h40m, o ONS divulgou nota à imprensa informando que um esquema de emergência foi acionado: "Às 14h03, uma perturbação no Sistema Interligado Nacional causou a abertura da interligação em 500 kV entre a Região Norte e as Regiões Sudeste/Sul, entre Colinas e Serra da Mesa, interrompendo o fluxo de 5 mil MW para essas regiões. Para evitar a propagação do evento, houve atuação do primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga (ERAC), causando o desligamento automático de cargas pré-selecionadas pelos agentes distribuidores locais, visando restabelecer a frequência do sistema. Às 14h41, a interligação Norte-Sudeste foi religada e a frequência normalizada. Já foi iniciado o processo de recomposição das cargas desligadas".
Segundo reportagem do jornal "Valor Econômico", o risco de déficit de energia elétrica nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste já chega a mais de 20% neste ano. A metodologia usada pelo próprio governo para definir a operação do sistema interligado nacional aponta que esse é o risco de que falte pelo menos um megawatt de eletricidade para atender à demanda ao longo de 2014.
Fonte: Estadão.com

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada