Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Comissão da Verdade convocará agentes estaduais para depor – o espetáculo circense tem que continuar



Documento revelado pelo GLOBO, no domingo, listou colaboradores do regime que o Exército tentou proteger nos anos 80
Delegado considerado aliado da ditadura cuidava da segurança de Brizola, inimigo número um dos militares
A Comissão Nacional da Verdade (CNV) irá convocar agentes de segurança estaduais que o Exército tentou proteger no início dos anos 80 de represálias em função de seu "engajamento pessoal ou funcional com o ideário da Revolução de 1964".

Documento revelado pelo GLOBO no último domingo apontou a preocupação com a segurança de indivíduos considerados colaboradores do regime após a eleição, em 1982, de governadores de oposição em estados como Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Especialistas consideram o registro raro, por não ser comum a exposição de colaboradores efetivos do regime em documentos oficiais. — A comissão tem feito com frequência a coleta de depoimentos, públicos ou reservados. Este documento é uma fonte que vamos considerar. Devemos buscar menções (aos agentes citados) em outras fontes, como o depoimento de vítimas. Trabalhamos com o cruzamento de informações — disse o coordenador da Comissão, Pedro Dallari.

Segundo o membro, boa parte dos relatos colhidos junto a agentes da repressão estão sendo feitos de modo reservado, a pedido dos próprios declarantes. Embora a comissão não tenha status de autoridade judiciária, uma de suas atribuições é apontar a autoria de violações aos direitos humanos. [a “comissão nacional de OMISSÃO da verdade está sempre apresentando culpados, sendo suas conclusões baseadas em relatos do tipo: “ouvi dizer”, estava preso na cela ao lado da minha” e coisas do gênero.
A testemunha já costuma ser considerada a “prostituta das provas”, quando é única se torna nula e mais ainda parcial e revanchista.] — A regra de confidencialidade é legítima — afirma Dallari, que levará o tema para discussão no grupo.

No Rio, agentes continuaram no governo
Agentes da Polícia Civil do Rio que o Exército tentou proteger na Polícia Federal para que não sofressem represálias com a eleição de Leonel Brizola, em 1982, não foram incorporados ao funcionalismo federal, como ocorreu com agentes de São Paulo, apurou O GLOBO. Eles não só foram mantidos em seus cargos, como alguns trabalharam próximos de Brizola, um dos principais alvos de monitoramento do regime. Alguns agentes passaram a trabalhar no Departamento Geral de Investigações Especiais (DGIE), sucessor do antigo Departamento de Ordem Política e Social (Dops). É o caso do delegado Fernando Pires de Carvalho Aragão, de 75 anos, hoje aposentado, citado no documento.

Embora afirme desconhecer os motivos pelos quais tenha sido incluído na lista de protegidos do Exército, ele afirma ter trabalhado em departamento que “cuidava até da segurança” de Brizola. O ex-policial diz que não teve problemas com o político, que, segundo ele, “não teve preocupação de ficar com picuinha”. Ele nega ter colaborado com órgãos de informação federal durante este período. — Eu trabalhava para manter o governador informado das coisas que ele precisava saber para adotar as medidas cabíveis. Quando tinha uma grave, quando tinha um problema qualquer que pudesse comprometer o governo — afirma o delegado.

Aragão citou outro delegado que trabalhava com ele no DGIE, e também é citado no documento: Joubert de Jesus Peixoto, que morreu aos 72 anos, em 2006. O delegado Pedro Américo de Oliveira Dias Alves também confirmou ter trabalhado na mesma divisão durante o governo de Brizola. No entanto, não quis falar sobre seu trabalho neste período.

Um conjunto de informes localizados pelo GLOBO nos arquivos do antigo Serviço Nacional de Informações (SNI) mostram que os passos do governador carioca eram monitorados de perto pelo regime, mesmo durante a transição democrática. O Exército era informado sobre a rotina do governador, com quem se encontrava (oficialmente e extraoficialmente) e para onde ele viajava. Cartas endereçadas ao político eram interceptadas por agentes. “O governador eleito deverá manter um encontro amanhã em sua residência, às 10h, com elemento conhecido por “velho” — seria o ex-secretário-geral do PCB, Luís Carlos Prestes”, diz informe de dezembro de 1982. “Leonel Brizola recebeu a correspondência anexa, onde são veiculadas a posição atual do remetente, suas ligações no PDT e suas cogitações no governo Brizola”, diz outro, de abril de 1983. “Brizola é muito exigente com a sua segurança e nunca repete o mesmo trajeto entre sua residência e o Palácio Guanabara. O próprio governador é que determina, diariamente, o itinerário a ser cumprido”, informa trecho de telegrama com registro sobre a equipe responsável pela segurança de Brizola.

Em um dos documentos, informantes avisam Brasília até sobre o que julgavam ser o risco de contaminação da rede de abastecimento de água que atendia a quartéis no Rio, em eventual conflito entre o governador eleito e o regime. O informe fala sobre a possível importação de substâncias produzidas em Cuba para “neutralizar uma reação militar”.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada