Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

O bronco ao lado

É irresponsável dar força aos rompantes de Maduro. O sangue da Venezuela pode manchar o Brasil
A Venezuela contraria o ditado popular segundo o qual “a grama do vizinho é sempre mais verde”. Todos os erros primários possíveis, na política e na economia, são cometidos pelo homem ao lado, o presidente venezuelano Nicolás Maduro, ex-motorista de ônibus, herdeiro brutamontes e clone piorado de Hugo Chávez, morto há um ano.

Maduro manda invadir sede de partido opositor, prende adversários políticos, expulsa diplomatas estrangeiros, adultera documentos oficiais, reprime a imprensa local e internacional, corta a internet, dá carta branca para a polícia atirar em manifestantes, insufla os “colectivos” (milícias civis armadas) contra os “jovens fascistas”. Sem se deixar intimidar, os jovens gritam nas ruas, vestidos de branco: “Maduro, covarde, assassino de estudantes”. Outra palavra de ordem: “É preciso estudar. Quem não estuda fica igual a Nicolás”.
O mais grave na Venezuela nem é o número de mortes. É natural que o tiro na cabeça de uma Miss Turismo tenha sido uma bomba no pé de Maduro. Génesis Carmona tinha 22 anos, era linda, patriota e aparentemente inofensiva. Foi a quinta pessoa a morrer nas últimas manifestações. A foto de Génesis, carregada por um amigo numa moto, inerte, os cabelos ao vento, ainda com a bolsa pendurada, rodou o mundo e reforçou a antipatia contra o governo incompetente e truculento de Maduro.

O mais grave são os conhecidos motivos dos protestos. Inflação, insegurança urbana, desigualdade, preços escorchantes, escassez de mercadorias, péssimos serviços, entre eles o transporte, abusos policiais. Soa familiar. Mas não dá para comparar o Brasil à Venezuela. Nossa grama é muito mais verde. A inflação de Maduro chegou a 57%. O dólar paralelo passou de 20 bolívares para 70 em um ano. Mais que triplicou. Para comprar um óleo de cozinha, as filas das famílias viram a esquina. E há racionamento, bem ao estilo dos regimes de exceção falidos, ou de tempos de guerra.

Maduro goza de muito menos apoio que Dilma. A Venezuela está rachada ao meio. Na eleição do ano passado, Maduro venceu com 50,6% dos votos válidos, contra 49,12% de Henrique Capriles, o líder oposicionista moderado que advoga contra a violência de todos os lados. Capriles é menos teatral e menos festivo que Leopoldo López, preso com o punho para o alto semana passada.  Talvez por ter sido eleito com margem tão ínfima, Maduro se apoie em organismos com métodos típicos de uma ditadura. Um deles é o Centro Estratégico de Segurança e Proteção à Pátria (Cesspa). Outro é o Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin), que disparou nas ruas armas de guerra. E os grupos paramilitares, parapoliciais e coletivos chavistas. Essa estrutura serve a ditaduras de esquerda ou de direita, tanto faz. Não combina com uma democracia.

O espantoso é que o Brasil de Lula/Dilma seja tão condescendente com a Venezuela de Chávez/Maduro. Um vizinho tão rico em petróleo, que deixa a economia se escrachar desse jeito e abre fogo contra manifestações populares, não pode ser adotado pelo Brasil como um amiguinho coitadinho. A nota do Mercosul, assinada pelo governo Dilma, é um erro diplomático de dimensões continentais. Imagino que o tom mude rápido para reabilitar nossa política externa. [Lula, Dilma e Maduro é tudo farinha do mesmo saco; Lula e Maduro estúpidos e boçais por vários motivos, entre eles por serem analfabetos. Dilma estudou mas não aprendeu, o que reduz a diferença entre ela e os dois analfabetos aqui citados.]

Crescem na Venezuela os relatos apavorantes de tortura a jovens civis, como Jorge Luís León, de 25 anos: “Foram tantos golpes que me fingi de morto, para que me levassem ao Instituto Médico-Legal (IML). Para comprovar que estava mesmo morto, me cutucaram com um fuzil no ânus. Me mexi e levei outro chute”.

Em nenhum momento, Dilma acusou os jovens manifestantes brasileiros de tentativa de golpe ou “ruptura da ordem democrática”. O discurso de Dilma em setembro do ano passado teve um clima de mea-culpa. Falou em “humildade e autocrítica”. Disse que o país “tem problemas urgentes a vencer, e a população tem todo o direito de se indignar com o que existe de errado e cobrar mudanças” [Dilma bem que tentou, mas, felizmente fracassou, usar as manifestações de 2012 para reformar a Constituição via plebiscito, o que transformaria o Brasil em uma República plebiscitária nos moldes da ainda presidida por Maduro.  
Felizmente diante da "grita geral" Dilma botou o "galho pra dentro". Mas, o Foro de São Paulo - com amplo apoio de Lula e Dilma - tenta usar as manifestações para um endurecimento do regime. Não conseguirão, já que as Forças Armadas estão atentas e a qualquer momento jogam no chão os que pensam que as tem sob jugo.]  Você pode confiar ou desconfiar da presidente. Você pode lembrar que nossas maiores tragédias sociais persistem após 11 anos de governo do PT. Você pode temer pelo futuro próximo do Brasil, após a eleição. Mas as aspas são irretocáveis.

É muita irresponsabilidade dar força aos rompantes de Maduro.
O sangue na Venezuela pode respingar no Brasil. Nem um pouco conveniente em tempos pré-Copa. Dilma disse que pode convocar 21 mil homens das Forças Armadas para garantir a paz em junho e julho. Uma guerra civil no país vizinho, com a bandeira brasileira tremulando junto à venezuelana, seria a pior propaganda para o “país do futebol”. Nem turistas nem investidores sairão de suas zonas de conforto para arriscar o bolso ou o pescoço. Uma bronca bem dada no bronco ao lado redimiria parcialmente o Brasil. 

Fonte: Ruth de Aquino - Revista Época 
 

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada