Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

IMPOSTÔMETRO

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Pizzolato guarda em cofre de banco no exterior caixa com três HDs de provas concretas do Mensalão

Em um cofre bancário no exterior, Henrique Pizzolato tem uma caixa com três HDs (Hard Disks) contendo um arquivo completo de todas as negociações feitas entre 2003 e 2007 com o esquema do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza. Pizzolato confia que tais documentos – que podem ser colocados à disposição das autoridades italianas – podem ser seu “seguro de vida”.  

Pizzolato teme ser “justiçado” pela máfia petralha. Ele fugiu do Brasil não apenas para fugir da condenação do Mensalão, mas por medo de ser assassinado – tal qual Celso Daniel, prefeito de santo André, torturado, seviciado e morto hediondamente, porque não cumpriu um acordo financeiro e ameaçou denunciar a corrupção no PT. Pizzolato, em troca da proteção italiana, pode liberar seu dossiê. A informação vazou agora de manhã de fontes no Supremo Tribunal Federal.

Por isso, os petralhas não têm o menor interesse que Henrique Pizzolato seja extraditado pela Itália - depois da prisão pela Polícia Federal, ontem, em Maranello. Publicamente magoado com o PT, que ajudou a fundar, Pizzolato seria o principal arquivo vivo das operações de transferência de grana do Mensalão. Pizzolato teria informações capazes de comprometer figurões que ficaram de fora ou escaparam de condenação na Ação Penal 470.

Fonte: Blog Alerta Total - Jorge Serrão

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada