Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Roberto Jefferson, réu no MENSALÃO - PT, mas, antes de tudo um HERÓI - graças a ele foi destroçada a organização criminosa que tinha como vice-chefe Zé Dirceu

Jefferson: o réu acusador mais famoso da História contemporânea do país

Desde os seus tempos de apresentador de TV, o delator do mensalão cultivou posições polêmicas, como defender o ex-presidente Collor ou virar aliado do antes inimigo Lula.

 Roberto Jefferson agora ficará atrás das grades Pablo Jacob / O Globo 

Um dos maiores erros do ministro Barbosa será manter Jefferson preso e permitir prisão domiciliar para o bandido mensaleiro condenado Zé Genoíno

Defendeu o ex-presidente Fernando Collor, pois quem deveria julgá-lo “é o povo”. Protegeu o ex-presidente Lula para mais tarde voltar atrás. Teve os instintos mais primitivos despertados pelo ex-ministro José Dirceu. De ex-apresentador de TV que criou um reduto político na Região Serrana do Rio, Roberto Jefferson Monteiro Francisco — hoje obrigado a ir para prisão por determinação do Supremo Tribunal Federal — tornou-se o réu acusador mais famoso da História política contemporânea do país.

A calma resignada das fotos atuais de Jefferson é amiga recente do ex-deputado. Amiga mais antiga é a polêmica. Ele começou a cultivá-la já no começo da carreira, quando apresentava o “Aqui e agora” e “O povo na TV”. Foi da popularidade conquistada ali que Jefferson, de Petrópolis, saltou para a política, sendo eleito, em 82, o deputado federal mais votado do PTB, para onde fora em 80.

Em 85, um painel na Cinelândia virou uma das primeiras vítimas do político. Jefferson não gostou de ter visto seu nome incluído no painel, uma lista de deputados ausentes em votação sobre anistia aos cassados pela ditadura. O resultado foram muitos golpes de machado dados pelo parlamentar até derrubar o cartaz, “início de uma série de atitudes que o fizeram conhecido pela virulência física e verbal”, destaca o verbete sobre Jefferson no “Dicionário histórico-biográfico da Fundação Getulio Vargas.

Outra mostra do estilo controverso do geminiano de 1953 viria em 1988, quando ele — já deputado constituinte foi acusado de ter ido armado para a Assembleia, para um suposto acerto de contas com outro parlamentar. No governo Collor, o advogado de formação se dedicaria à defesa do então presidente, liderando sua “tropa de choque” na CPI que apurou a relação de Collor com o esquema do ex-tesoureiro PC Farias. Jefferson disse que o então presidente estava sendo perseguido. Acusou a CPI de obter documentos de forma ilegal. Foi contra a abertura do processo de impeachment. Quando PC foi morto, declarou: — Collor perdeu um grande amigo, correto, leal e que nunca se curvou.

Em 2002, ainda defendia o ex-presidente, afirmando que “quem deve julgar Collor é o povo”.
No começo dos anos 2000, o PTB, então aliado do governo Fernando Henrique, retirou o apoio no Congresso. E Jefferson soltou mais uma: — Amor com amor se paga. Porrada com porrada se paga — disse, referindo-se ao que ocorreria caso o governo retomasse os cargos do PTB em retaliação à retirada de apoio parlamentar.

Com a ida do PT para a Presidência, o partido passaria a apoiar um então adversário histórico. E Jefferson justificaria: Nós mudamos, e o PT mudou. Mas a denúncia do mensalão e tudo que ela representaria para a relação entre Jefferson e os petistas não demorariam a entrar na vida do deputado. Em 2005, após ser chamado a se explicar sobre acusação de envolvimento em esquema de propina nos Correios, acabou denunciando a compra de apoio de parlamentares.

Jefferson acusou Dirceu de ser “chefe de um dos maiores esquemas de corrupção’’; o ex-ministro, disse, despertava os seus “instintos mais primitivos”. Sublinhou não temer pelas repercussões, porque, “se fizerem alguma coisa comigo, cai a República”. Ainda em 2005, em setembro, teria o mandato cassado na Câmara. Segundo Jefferson, ele próprio teria contado a Lula sobre as “mesadas” e alertou José Dirceu: — Zé, se você não sair rápido daí (do governo), vai fazer réu um homem inocente, que é o presidente Lula. Sai rápido, para não fazer mal a um homem bom, correto — chegou a afirmar Jefferson em 2005; mas, já no julgamento do caso em 2012 pelo STF, seu advogado sustentaria que Lula teria sabido do mensalão.

Também em 2012, descobriria um câncer no pâncreas. Após ter passado por uma redução de estômago em 99, que fez seu peso passar de 170kg para cerca de 80, retirou parte de órgãos devido à doença. Condenado a sete anos e 14 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em regime semiaberto, Roberto Jefferson sempre admitiu ter recebido R$ 4,5 milhões do PT para a campanha de 2004. Reconheceu ter feito caixa dois, uma de suas linhas de defesa. Achava que o STF o absolveria. Afastou-se das aparições públicas, até mesmo para pedir voto para a filha Cristiane Brasil, antes vereadora, hoje secretária na prefeitura do Rio.

Desde a condenação, diz estar “sereno”. “Cumpri minha missão” é outra das frases que passou a usar, ao lado de citações de personalidades históricas em seu blog, que transformou em divã e púlpito, e onde se define como “cantor amador e motociclista”, antigos hobbies. Comentou a pena imposta pelo STF em 2012 com frase atribuída ao político britânico Benjamin Disraeli: “Nunca reclame, nunca explique, nunca se desculpe”. Esta semana, também no blog, relembrou frase de Berrier, advogado francês, durante a Revolução Francesa: “Trouxe aqui minha cabeça e minha palavra. Vocês poderão dispor da primeira após ouvir a segunda”.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada