Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Supremo nega novo julgamento para quatro réus do MENSALÃO – PT



Supremo rejeita recursos de ex-dirigentes do Banco Rural
Corte seguiu entendimento de que não cabem infringentes nos casos em que há menos de quatro votos pela absolvição
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitaram os recursos com os quais quatro condenados por envolvimento com o mensalão pretendiam garantir o direito a um segundo julgamento. O plenário do STF posicionou-se contra os recursos dos ex-dirigentes do Banco Rural José Roberto Salgado e Vinícius Samarane e de Ramon Hollerbach e Rogério Tolentino, que eram ligados ao publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza, também condenado por participação no mensalão.

Os infringentes já haviam sido negados monocraticamente por Barbosa antes, mas os réus entraram com novo recurso para que a decisão fosse a plenário. No julgamento, os ministros concluíram que somente têm direito ao chamado embargo infringente, que é um tipo de recurso que pode garantir uma segunda chance a condenados, os réus que no julgamento do processo garantiram pelo menos quatro votos pela absolvição.

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou, nesta quinta-feira, 13, a possibilidade de José Roberto Salgado e de Vinícius Samarane, dois ex-dirigentes do Banco Rural condenados no mensalão, ingressarem com embargos infringentes para contestar penas impostas pela Corte por menos de quatro votos. O Rural fez empréstimos a empresas do publicitário Marcos Valério e ao PT. Salgado foi condenado por formação de quadrilha, gestão fraudulenta, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Apenas com relação ao crime de quadrilha, ele obteve quatro votos pela sua absolvição. Porém, seu advogado, o ex-ministro da Justiça Marcio Thomaz Bastos, recorreu ao STF para que ele possa ingressar com embargos infringentes e questionar as condenações pelos outros crimes. Samarane foi condenado por lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta e também recorreu para obter o direito a entrar com infringentes.

O presidente do STF e relator do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, negou o pedido de ambos os réus. "Essa Corte já afirmou o entendimento de que não é cabível o recurso se não houver o mínimo de quatro votos pela absolvição", afirmou. Barbosa lembrou que o Regimento Interno do STF estabelece que os embargos infringentes - recurso que permite a rediscussão das penas - são possíveis nos casos em que os réus conseguiram ao menos quatro votos pela absolvição.

O presidente foi seguido pelos ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber, Cármen Lúcia Antunes Rocha e Gilmar Mendes. Já os ministros Teori Zavascki, José Antonio Dias Toffoli e o revisor do mensalão, Ricardo Lewandowski, entenderam que os infringentes são cabíveis nos casos em que, na fixação da pena, houve divergência com pelo menos quatro votos favorecendo o réu.

O STF vai discutir, ainda nesta quinta, pedidos semelhantes de Ramon Hollerbach e Rogério Tolentino, que foram, respectivamente sócio, e advogado de Valério.

Fonte: Correio Braziliense


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada