Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quarta-feira, 19 de março de 2014

A Rússia não está entre as nações que admiramos, mas Obama e aliados precisam entender que ela não é o Irã



Ação russa na Crimeia é ameaça mais grave à Europa desde a Guerra Fria, diz Otan
Aliança militar teme incursão da Rússia no Leste da Ucrânia
O fato da Rússia ter assento permanente no Conselho de Segurança da ONU, permite que ela vete qualquer decisão daquele Conselho que contrarie seus interesses e seu veto tem que ser respeitado, ou a ONU acaba.
O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, disse nesta quarta-feira em Washington que a incorporação da península da Crimeia por parte da Rússia constitui a ameaça mais grave para a estabilidade da Europa desde a Guerra Fria. Rasmussen também declarou que teme uma incursão russa no Leste da Ucrânia.  - Vivemos outras crises na Europa nos últimos anos: os Bálcãs nos anos 90, a Geórgia em 2008. Mas esta é a ameaça mais grave à segurança e à estabilidade da Europa desde o fim da Guerra Fria — afirmou Rasmussen ao discursar na Brookings Institution. — Qualquer tentativa de justificar a anexação da Crimeia através de um chamado referendo realizado sob a mira de armas é ilegal e ilegítimo.

O secretário-geral também lembrou que toda a cooperação da Otan com a Rússia foi suspensa, já que não está claro se Moscou é um parceiro ou um “adversário”. Rasmussen não levantou a hipótese de uma ação militar, e reconheceu que o Ocidente não tem alternativa fácil. — Não existe uma saída rápida e fácil para reagir contra agressores globais — protestou. — Isso acontece porque, numa democracia, nós debatemos, deliberamos e consideramos as opções antes de tomar decisões. Porque nós valorizamos a transparência e procuramos legitimidade em nossas escolhas. (...) E porque nós vemos o uso da força como último recurso, e não o primeiro.

Mais cedo, num discurso na Universidade de Georgetown, também em Washington, Rasmussen afirmou que a Rússia “rasgou as regras internacionais” e tenta “redesenhar o mapa da Europa”. — Este tipo de comportamento vai contra as normas internacionais, e simplesmente não tem lugar no século XXI — disse.

Como resposta às pressões russas no Leste Europeu, os EUA aumentaram o número de aviões nas patrulhas regulares da Otan nos países bálticos, assim como um exercício militar programado com a força aérea da Polônia. Na terça-feira, o vice-presidente americano, Joe Biden, disse que o país pode fazer mais exercícios militares para ajudar os países do Mar Báltico — Lituânia, Letônia e Estônia, ex-repúblicas soviéticas como a Ucrânia — a aumentar sua capacidade militar depois da anexação da Crimeia pela Rússia.

Apesar disso, presidente americano, Barack Obama, descartou uma ação militar americana e defendeu uma sólida frente diplomática para discutir a crise com a Rússia. — Não vamos realizar uma incursão militar na Ucrânia. O que faremos é mobilizar todos os nossos recursos diplomáticos para garantir que haja uma coordenação internacional forte que envie uma mensagem clara à Rússia garantiu Obama em entrevista à rede de televisão NBC News. [o grande problema, a grande pergunta é: QUE MENSAGEM?]

Ucrânia planeja retirar 25 mil pessoas da Crimeia
Na Crimeia, o dia foi de tensão. Após ver suas bases serem atacadas e tomadas, o governo da Ucrânia anunciou um plano para retirar rapidamente soldados e suas famílias da península. Segundo Kiev, 25 mil pessoas, entre militares e civis, serão realocadas em território ucraniano.

O secretário do Conselho de Segurança Nacional e Defesa da Ucrânia, Andriy Parubiy, disse que o governo pedirá à ONU que converta a Crimeia em uma zona desmilitarizada depois que as tropas ucranianas partirem. O objetivo é forçar as tropas russas a deixarem o local.

O país decidiu ainda deixar a Comunidade dos Estados Independentes (CEI), grupo fundado no final de 1991 que reúne 11 ex-repúblicas soviéticas e é liderado pela Rússia. Além disso, Kiev pretende passar a pedir visto de cidadãos russos. Numa tentativa de atenuar as tensões, o presidente ucraniano, Arseniy Yatseniuk, ordenou o envio do ministro da Defesa e do vice-premier à Crimeia, mas as autoridades separatistas afirmaram que não vão permitir sua entrada na península, segundo a agência russa Interfax.

Fonte: O Globo
 

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada