Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

domingo, 30 de março de 2014

Diferença entre golpe e revolução

Explicando por que militares não usam a palavra golpe ao se referir à tomada do poder em 1964
O nome que se dá aos fatos pode demonstrar um ponto de vista. Cinquenta anos depois, alguns militares insistem em chamar o golpe militar de 1964 de revolução. O professor Pedro Paulo Funari, do Departamento de História da Universidade de Campinas (Unicamp) e o historiador Luiz Antonio Dias, da PUC-SP, explicam a razão.

Professor Pedro Paulo Funari, do Departamento de História da Universidade de Campinas (Unicamp)
Revolução: Uma revolução acontece quando há mudança de regime, mas de forma mais radical, com alterações da ordem política e social. Como exemplos, temos a revolução francesa em que houve a substituição do rei e mudou-se a monarquia pela república. Na revolução russa houve a substituição da monarquia dos czares pelo regime socialista. No Brasil, os militares dizem que fizeram uma revolução, porque acabaram com os partidos políticos em 1965, cassaram políticos que eles entendiam não representar os interesses do povo.

Golpe: Acontece quando há mudança por meio de força e se coloca no poder um governante que assume sem promover mudanças sociais profundas. Na América Latina, aconteceram inúmeros golpes, como no caso brasileiro, onde militares tiraram do poder um presidente legalmente eleito e colocaram no lugar outro governante, sem alterações sociais substanciais. No Brasil, tecnicamente houve um golpe de Estado.

Historiador Luiz Antonio Dias, da PUC-SP
Revolução - A diferença básica de uma revolução ou de um golpe militar está no senso comum de que revolução é quando se tem apoio popular, enquanto que um golpe é praticado por um grupo que atua distante dos interesses da nação, defendendo posições da elite dominante. Normalmente uma revolução acontece com a tomada de poder para a implantação de medidas associadas ao avanço social, para a maioria esmagadora da população, sobretudo dos mais fracos. Não se faz revolução conservadora. No máximo, se faz uma contra-revolução. Os militares brasileiros trazem a crença de que tiveram apoio popular no processo de 1964 ou até que praticaram uma contra-revolução, já que eles acreditavam que havia uma revolução comunista em marcha.

Golpe - Os que lutavam contra o regime militar argumentam que houve uma intervenção civil e militar. Do ponto de vista histórico, o processo é complexo, pois cada lado analisa de uma forma. Os militares entendem que os jornalistas, que são de esquerda, perseguidos durante a ditadura, agora se vingam e dizem que houve um golpe militar. Na verdade, os militares chegam a questionar se houve mesmo ditadura nesses 21 anos de regime militar, pois para eles o regime de exceção aconteceu de 1969 a 1979. Os militares chegam a afirmar que não houve ditadura, pois havia Congresso e Poder Judiciário funcionando. Pela ótica dos militares nem ditadura houve. Afinal, havia dois partidos, a Arena e o MDB, e eleição indireta. Esse mesmo quadro é registrado nos Estados Unidos e lá há democracia. O problema é que aqui não tínhamos eleição livre e tínhamos a censura a pleno vapor.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada