Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sábado, 15 de março de 2014

Malásia revista casa de piloto e confirma desvio deliberado da rota de aeronave

Malásia cita ação deliberada mas não confirma sequestro de avião
Novas informações apontadas por primeiro-ministro sugerem que aeronave pode ter sido sequestrada

O avião da Malaysian Airlines desaparecido há uma semana foi aparentemente desviado de forma "deliberada" e voou durante mais de seis horas depois de sumir dos radares, anunciou neste sábado, 15, o governo da Malásia, mas sem confirmar um sequestro. Em uma entrevista coletiva que confirmou o novo rumo da investigação, o primeiro-ministro Najib Razak também explicou que o sistema de transmissão de dados do Boeing 777 "foi desativado".

Mas foram registrados contatos via satélite durante mais de seis horas e meia depois que o avião desapareceu dos radares civis a 1H30 local (14H30 de Brasília, sexta-feira) do sábado 8 de março. A aeronave estava no momento entre as costas da Malásia e Vietnã, uma hora depois de ter decolado de Kuala Lumpur com destino a Pequim, com 239 pessoas a bordo. O avião mudou de rumo, para o sentido oeste, e voltou a sobrevoar a península malaia, em direção ao Oceano Índico. "Estes movimentos são coerentes com uma ação deliberada de alguém dentro do avião", declarou o chefe de Governo. "Mas, apesar das informações da imprensa sobre um sequestro, quero ser muito claro: continuamos investigando todas as possibilidades sobre a mudança de direção do MH370", acrescentou.

A investigação parece deixar de lado parte das hipóteses sobre o desaparecimento misterioso, como a possibilidade de uma explosão repentina no ar, de falha mecânica ou de um acidente no Mar da China meridional.

Dificuldades de localização
O primeiro-ministro também anunciou o fim das buscas no Mar da China meridional, após as informações sobre o desvio de rota da aeronave para o oeste da península malaia. O avião poderia estar em qualquer lugar entre o Cazaquistão e o Turcomenistão até o norte da Tailândia ou em uma área ao sul, aproximadamente da Indonésia até o sul do Oceano Índico. Uma fonte militar malaia afirmou à AFP que os investigadores acreditam que o avião pode ter sido desviado para o Índico por uma pessoa com profundo conhecimento das rotas aéreas e das posições dos radares. "Com certeza seria um piloto experiente, competente e em atividade", disse a fonte, que, no entanto, não revelou se as suspeitas apontam para um sequestrador entre os passageiros ou um integrante da tripulação. "Parecia saber muito bem como evitar os radares civis. Pareceria que os teria estudado muito de perto", completou a fonte militar.

Enquanto as buscas prosseguem, as perguntas passam a agora a concentrar-se no possível sequestrador do avião e sua motivação. As autoridades de Segurança da Malásia já foram muito criticadas depois das revelações de que dois iranianos conseguiram embarcar no Boeing 777 com passaportes europeus roubados. As novas informações também poderiam jogar as atenções para o capitão Zaharie Ahmad Shah, de 53 anos, e o copiloto Fariq Abdul Hamid, de 27.

Um canal de televisão australiano entrevistou uma jovem sul-africana que revelou que Fariq e outro piloto a convidaram para visitar a cabine durante um voo em 2011, o que é proibido pelas regras de segurança adotadas depois dos atentados de 11 de setembro de 2001. As motivações do sequestro são "extremamente difíceis de entender", levando em consideração as novas informações, disse Gerry Soejtman, um analista de aviação que mora em Jacarta, à AFP. "Se foi algo deliberado, podemos estar lidando com algo que vai além da missão planejada para o 11/9", afirmou.

Dezenas de barcos e aviões procedentes de 14 países foram mobilizados por toda a região de busca desde o desaparecimento do voo MH370. Apesar de concentrada a partir de agora no Oceano Índico, a busca ainda enfrenta enormes obstáculos logísticos. O oceano tem uma profundidade média de quase 3.900 metros e eventuais destroços teriam sido espalhados pelas correntes depois de uma semana.

Uma semana após acidente, investigação muda de rumo e ganha contornos de inquérito criminal
Após mudar de curso, aeronave pode ter voado por mais sete horas, sendo conduzido em direção à Indonésia ou à fronteira entre Cazaquistão e Turcomenistão
Os sistemas de comunicação do avião que fazia o voo MH370, da Malaysia Airlines, foram deliberadamente desabilitados, afirmou na manhã deste sábado o primeiro-ministro do país, Najib Razak. De acordo com informações de um satélite militar da Força Aérea da Malásia, em seguida, o avião mudou de curso de forma intencional, podendo ter continuado a voar por mais sete horas.

Segundo o depoimento de Razak dado em entrevista coletiva na manhã deste sábado (no horário de Brasília), os movimentos são consistentes de que houve uma ação deliberada de alguém no avião.

Logo após a fala do governante, a polícia foi até a casa do piloto da aeronave, Zaharie Ahmad Shah, de 53 anos, em busca de provas e evidências a respeito do desaparecimento da aeronave. Shah vivia em um condomínio fechado na cidade de Shah Alam, que fica a 30 minutos de Kuala Lumpur. Segundo informações da CNN, até o início do dia ainda não havia presença policial na casa co-piloto Fariq Ab Hamid, de 27 anos.

As novidades divulgadas uma semana após o desaparecimento do avião mudam o rumo das investigações. Agora, o trabalho tornou-se uma grande investigação criminal. As autoridades também voltaram as atenções ao perfil dos passageiros e tripulantes. O voo MH-370 da Malaysia Airlines desapareceu com 239 pessoas no dia 8 de março. Ele saiu Kuala Lumpur para Pequim às 12h40m hora local e sumiu das telas dos controladores de tráfego aéreo após cerca de uma hora e vinte minutos.

Razak esclareceu que as novas evidências mostradas pelo satélite apontam como alto o grau de certeza de que um dos sistemas de comunicação da aeronave - o The Aircraft and Communications Addressing and Reporting System - foi desativado pouco antes da chegada à costa leste da Malásia. O ACARS (na sigla em inglês) é um serviço que permite que os computadores a bordo do avião “conversem” com as máquinas que estão em terra e veiculem informações do voo e da saúde de seus sistemas.

Ainda segundo o primeiro-ministro, pouco tempo depois, perto da fronteira do controle de tráfego entre a Malásia e o Vietnã, o transponder do avião - que emite um sinal de identificação - foi desligado. De acordo com o radar militar, o avião, em seguida, virou-se e voou de volta à Malásia, antes de seguir na direção noroeste. O primeiro-ministro explicou que, de acordo com as novas informações obtidas, o voo MH-370 continuou emitindo sinais para um satélite até as 8h14m locais de sábado (21h14m de Brasília da sexta-feira).

O primeiro-ministro se recusou a falar de sequestro, mas a exposição que apresentou aponta para esse sentido, segundo interpretação das agências de notícias. Razak relatou que com essas novas informações, o foco das buscas deixa de ser o mar do sul da China e passa a ser dois "corredores": um ao norte, da Tailândia à fronteira entre Cazaquistão e Turcomenistão, o que levantaria a hipótese de que o avião caiu em terra, ou pousado; e outro ao sul, da Indonésia ao Oceano Índico.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada