Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sábado, 15 de março de 2014

PM de UPP da Rocinha é executado após ser reconhecido por bandidos em Cordovil

O soldado da UPP da Rocinha, Leonardo do Nascimento Mendes, 27 anos, morreu depois de ser baleado por bandidos que o reconheceram em Cordovil, na Zona Norte da cidade, por volta das 6h30m deste sábado. Segundo policias do 16º BPM, que atenderam a ocorrência, ele saía de uma festa na Rua Tenente Palestrine, e conversava com amigos na calçada, quando foi reconhecido por homens que passavam em um carro.
 Leonardo Mendes era policial da UPP da Rocinha Foto: Reprodução/Facebook

Ainda segundo a polícia, antes de atirar, um dos homens gritou para Leonardo "Perdeu, polícia". Cerca de dez tiros foram disparados e o soldado caiu baleado. Uma segunda pessoa teria sido atingida. Leonardo foi levado para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, mas, de acordo com médicos, já chegou morto. A identidade da segunda vítima ainda é desconhecida, mas seria um bombeiro. Uma mulher, ferida quando caiu tentando se proteger dos tiros, também foi medicada no mesmo hospital. De acordo com o batalhão, o caso vai ser registrado na 22ª DP (Penha).

 Perfil de Leonardo Nascimento no Facebook com luto pela morte de PMs Foto: Reprodução/Facebook

Leonardo, que já teve passagem também pela UPP da Mangueira, havia publicado em seu perfil no Facebook, há uma semana, uma imagem de luto pela morte de policiais militares.

De acordo com a família de Leonardo, ele estava contente, porém aflito, por ter mudado o trabalho para a Rocinha: - O Léo estava muito feliz por ter sido transferido, mas ele estava apreensivo e com medo de ser morto por bandidos por tudo o que vem acontendo nas UPPs, e nós também.Pedimos para ele tomar cuidado. Infelizmente isso acabou acontecendo e ele não está mais aqui - conta o pai da vítima, José Luis Mendes, de 55 anos.

A mãe do soldado, Valéria Mendes, de 51 anos, diz que o filho tinha um temperamento tranquilo: - Não tinha quem não gostasse dele. Ele era uma pessoa calma, com muitos amigos e feliz. Durante a madrugada, outro PM foi morto em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Alexandre da Costa Pereira, de 35 anos, foi baleado durante assalto a um caixa eletrônico. O policial estava lotado no 15º BPM.



Outros 11 PMs de áreas pacificadas foram executados no Rio
Na tarde da última sexta-feira, foi sepultado o corpo do subcomandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Vila Cruzeiro, Leidson Acácio Alves, de 27 anos, morto na noite desta quinta-feira no Parque Proletário, na Penha, Zona Norte. Ele foi o 11º policial morto em área pacificada no Rio. Veja quem são as outras vítimas:

Fabiana de Souza
A soldado foi baleada no dia 23 de julho de 2012. Ela estava na Nova Brasília quando foi atingida por um tiro de fuzil às 21h.
Diego Henrique
No dia 13 de setembro, o soldado foi atingido no rosto quando entrou, com três colegas, a pé em uma localidade conhecida como Terreirão onde foi surpreendido por dois homens armados.
Paulo Cesar Junior
Lotado no batalhão de Choque, o sargento Paulo Cesar reforçava a segurança no Morro da Coroa, área da UPP Fallet-Fogueteiro, quando foi atingido na virilha.
Fabio da Silva
O soldado foi baleado na localidade conecida como Areal, em Nova Brasília, em dezembro de 2012.
Paulo Carreira
O soldado da UPP do Batan, em Realengo, morreu com um tiro no rosto quando chegou à Rua São Pedro de Alcântara no dia 19 de agosto de 2013.
Anderson Dias Brazuna
O soldado da UPP Cidade de Deus foi baleado na axila enquanto detinha dois homens no dia 8 de outubro de 2013.
Melquisedeque Santos
O soldado foi baleado e morto, quando bandidos o atacaram pelas costas, dentro de um bar, na localidade conhecida como Vacaria, na Vila Cruzeiro, no dia 2 de novembro de 2013.
Alda Rafael Castilho
A soldado foi morta num ataque de bandidos a base da UPP Parque Proletário.
Rodrigo Paes Leme
O soldado foi morto com um tiro no peito quando patrulhava a localidade conhecida como Inferno Verde, em Nova Brasília, no dia 6 de março.
Wagner Viera da Cruz
O soldado foi baleado no rosto no dia 28 de fevereiro, durante tiroteio na localidade Vacaria, na UPP da Vila Cruzeiro.

[secretário Beltrame, desde a primeira UPP que este Blog tem espalhado aos "quatro ventos" e para dez fiéis leitores que a política de Unidade de Polícia Pacificadora não iria funcionar.
Seria algom midiático, funcionaria  algum tempo, inclusive com fins eleitoreiros - reelegeu o Sérgio Cabral - e depois os traficantes voltariam.
São várias as falhas que existe na opção UPP, sendo a principal invasão de favela com dia e hora marcados - que permite aos bandidos se retirarem tranquilamente e voltarem quando quiserem e agindo de surpresa.
Para ficar só em um exemplo, o senhor tem conhecimento que toda a lideranção do tráfico na Vila Kennedy saiu um dia antes da invasão - já que a política de UPP concede aos bandidos o direito de serem avisados e caírem fora.
O senhor é honesto e tem boas intenções mas é teimoso e quer agir dentro do maldito "politicamente correto" e assim vai ferrar uma porção de policiais militares que está sendo assassinados de forma covarde.
1º - Deixe de ser orgulhoso e assista o filme " A Batalha de Argel", de Gillo Ponte Corvo e fique certo que a estratégia lá empregada - "cerco e asfixia" - pode ser usada com êxito total no Rio.
O senhor tem efetivos - contando com as Forças Armadas para executar o cerco - que permitirão cercar os morros do Rio e manter uma política de asfixia.
 
2º - entenda que é uma batalha, uma guerra e mortes, infelizmente, ocorrem - incluindo as resultante do chamado "efeito colateral". Cercar as favelas e asfixiar o tráfica causará muitas mortes, inclusive de inocentes, mas resolverá o problema; e,
 
3º - acabar com essa política de que quando a polícia mata alguém o policial é culpado até que prove o contrário.
Tem que prevalecer o entendimento de que o policial estava em uma OPERAÇÃO POLICIAL, teve que usar a força necessária e bandidos foram mortos e, infelizmente, também pessoas de bem.
Enquanto prevalecer a política que vocês estão usando contra os policiais militares ACUSADOS - SEM PROVAS - de torturar e matar o Amarildo, os traficantes vão utilizar os moradores das favelas para "queimar" a polícia.
Continuar do jeito que está, vai chegar um momento em que a polícia vai teroptar por se omitir.]

Fonte: Jornal Extra

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada