Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quinta-feira, 27 de março de 2014

REMUNERAÇÃO DOS MILITARES: A SOLUÇÃO VIÁVEL



A Instituição será maculada, violentada e conspurcada diante da leniência de todos aqueles que não pensam, não questionam, não se importam, não se manifestam”


Por: Gen Marco Antonio Felicio da Silva
 Atual candidato à Presidência do Clube Militar
 CHAPA TRADIÇÃO, COESÃO e AÇÃO 

O recente anúncio de aumento de vencimentos da Policia Militar do DF, após ameaças de paralisação e realização da “Operação Legalidade”, em verdade “Operação Tartaruga”, mostra soldados PM ganhando aproximadamente o que ganha um tenente ou cerca de 3 vezes e meia a mais  do que ganha um terceiro sargento, ambos  das FFAA ou, ainda, um coronel PM ganhando mais do que um general. Há que enfatizar que isso contraria o que reza a Constituição Federal, aliás, vilipendiada a cada dia, traduzindo a inexistência de Estado Democrático de Direito. Vivemos o “leva quem grita mais alto” ou quem dispõe de poder e faz ameaças concretas. Quem cala, apenas consente as irregularidades e ilegalidades que se avolumam a cada dia. 

Não somos contra as PM serem bem pagas. Merecem! Somos contra a negligência com que os aumentos de vencimentos das FFAA são tratados, ano após ano, como se os seus integrantes fossem o rebotalho da Nação, diante da passividade e aceitação de quem, de direito, deveria contestar.  A iniquidade da situação é tal que, em 2004, a remuneração média per capita mensal, dos militares federais, equivalia a 110% daquela da Administração Direta -- categoria pior remunerada em todo o serviço público federal – e, em março de 2013, essa relação muito piorou, passando a ser de 66%.
 
Atualmente, mais de 50% dos terceiros sargentos da Ativa, na Força Terrestre, têm uma remuneração líquida menor que R$2.000,00. Quase 50% dos capitães da ativa percebem menos do que R$5.000,00 líquidos. Aliás, já dizia o apedeuta Lula do alto da sua cretina malandragem, segundo o publicado no Blog do jornalista Luiz Carlos Braga:   “...estou cagando e andando para esses caras. Os militares no meu governo tiveram que me aguentar e viviam me enchendo o saco, pedindo migalhas de reajuste; pediam uma coisa, eu enrolava e nunca dava o que eles pediam; depois dava uma esmola qualquer e não me sacaneavam mais; não tenho medo deles, nunca tive...” .   

Em realidade, o acima não é novidade, pois, vem acontecendo desde o advento da famigerada “Nova República”. Em 1988, ano da “Constituição Cidadã”, diante de promessas e mais promessas, não foi garantida a vinculação da remuneração de Alte-de-Esquadra àquela dos ministros do Superior Tribunal Militar, o que possibilitou, à época, reajuste para o Judiciário de mais de 250% enquanto que para os militares de apenas 60%. Em 1993, o Ministro do Exército, no INFORMEX 37/93, reconhecia sua fraqueza política, afirmando que “A implantação da isonomia não atingiu os objetivos propostos por culpa do Legislativo, do Judiciário e de algumas categorias do próprio Executivo que têm maior poder de pressão“.

Portanto, como sempre, em se tratando da remuneração dos militares, a força de pressões havia prevalecido sobre a força do Direito e, mais uma vez, os militares tiveram seus direitos usurpados.

Ao início de 1995, assistimos o Executivo, o Legislativo e o Judiciário triplicarem seus salários e os reajustes esparramarem-se em cascata por diversas categorias de servidores, nos três níveis, federal, estadual e municipal.  Assistimos, também, a transferência da data de nosso pagamento para o mês seguinte. Para os militares, somente perdas que continuaram ao longo de todos esses anos. A Constituição de 1988 estabeleceu o pagamento da pensão integral na graduação ou posto do militar no momento de sua morte, porém, as contribuições dos militares aumentaram desmesuradamente. 

Em 29 de dezembro de 2000, nova alteração, aumentando-se a já desmesurada contribuição (pensão para a esposa, 7,5%, pensão para a filha, 1,5%, e fundo de saúde, 3%, do vencimento global), perfazendo um total maior do  que o recolhido pelos funcionários civis e a obrigação de continuar com tal recolhimento, na inatividade, sendo os militares os únicos nessa situação.

Essas imposições fazem com que os militares recolham as contribuições, em média, por mais de cinqüenta (50) anos, o que não é divulgado. Apresentam, os responsáveis civis por tais estudos, e a imprensa em geral, o militar como um privilegiado, expondo-o à execração pública.

Fonte: A Verdade Sufocada

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada