Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sexta-feira, 21 de março de 2014

Será o começo do fim da PM? Não. Ao contrário, será o inicio do processo de valorização da Polícia Militar e o fim das UPPs será o primeiro passo



Será o começo do fim da PM?
Cláudia Ferreira da Silva, 38 anos, era auxiliar de serviços gerais e cuidava de quatro sobrinhos, além de criar os quatro filhos. Morava no Morro da Congonha, em Madureira, no Rio de Janeiro, com a criançada e o marido. Saiu para comprar pão e mortadela no domingo com R$ 6 e levou três tiros de curta distância. Tinha na mão um copo de café. Foi jogada sem cerimônia nem pudor na caçamba de uma patrulha, e o porta-malas abriu no caminho do hospital. Seu corpo foi arrastado por 250 metros. Não se sabe se já havia morrido antes da queda. Mas estava morta ao chegar ao hospital. Para a família, foi dito que ela estava na sala de cirurgia, segundo depoimentos de parentes.


 O corpo é de uma mãe de quatro filhos, executada por PMs a tiros quando ia à padaria numa favela do Rio (Foto: Imagem de vídeo amador divulgada pelo jornal 'Extra')
Observação do Blog Prontidão: A menção na legenda de que a vítima foi executada não corresponde com a realidade.
Os dois subtenentes responsáveis pela patrulha, Rodney Miguel Arcanjo e Adir Serrano Machado, já haviam sido indiciados antes por homicídio. Os dois e o sargento Alex Sandro da Silva, que também estava no carro, foram presos "disciplinarmente" na segunda-feira. O que pode não dar em nada. [o próprio Ministério Público solicitou ontem a liberação dos três policiais militares, tendo em conta que não cometeram nenhum crime.
O laudo cadavérico comprova que a causa da morte da vítima foi lesão causada por meio perfuro cortante que causou laceração cardíaca e transfixou o pulmão = tiro = lesões fatais.
O único erro dos policiais militares foi o de tentar salvar a vida de Claúdia, já que o transporte do corpo – já cadáver ou agonizando – no porta malas da Blazer não contribuiu para sua morte.
E o corpo só foi transportado na caçamba da viatura devido o banco traseiro se encontrar ocupado com material bélico e não haver tempo para guarda em outro local, já que moradores da favela estavam tentando arrombar a porta traseira da viatura.]

Tudo errado. Tudo errado mesmo. Do início ao fim. Da ação ao "socorro". Se fosse para salvar Claudia, ela teria sido colocada no banco traseiro do camburão. Não adianta treinamento para esses PMs. É subtenente, é sargento, e não sabe o que fazer numa hora dessas?  - Trataram minha mulher que nem bicho - disse o vigia Alexandre Fernandes da Silva, 41 anos, marido de Claudia. "Nem o pior traficante do mundo merece esse tratamento que ela teve". Ele disse ter visto o corpo dela no hospital, em carne viva. Claudia e Alexandre completariam 20 anos de casamento em setembro. Estavam juntos desde que ela tinha 18 anos.

Sempre fui a favor das UPPs. Perdi a conta de tudo que escrevi a favor da política de pacificação. E escrevi indo a campo, não de gabinete. Tanto na Colômbia quanto em favela carioca. Foi a primeira vez, de verdade, que o Rio tentou um programa amplo de reconquista de territórios e fortalezas de traficantes, com o menor número possível de mortes. Ideal nunca foi, mas é um projeto de longo prazo, que precisa ser adaptado aos poucos, porque a todo momento surgem falhas de processo ou humanas. Até agora, não apareceu ninguém com proposta melhor, mais estudada e mais sensata. Milagres não existem, depois de tantas décadas de omissão e desmandos na área de Segurança. [sem esforço podemos  apontar  dezenas de pontos que desfavorecem a política das UPPs; mas, vamos ficar no principal: a ocupação da favela a ser pacificada ocorre com dia e hora marcados, o que possibilita a fuga dos traficantes, com todo o estoque de armas e drogas, e o retorno quando lhes for conveniente.
Não é possível combater o tráfico de drogas, pacificar uma favela, sem mortes. Infelizmente, será necessária a realização de  uma operação “cerco e asfixia” e mortes fatalmente ocorrerão.
Senhor Beltrame, recomendamos mais uma vez que assista o filme A BATALHA  DE ARGEL, de Giles Pontecorvo, e as táticas lá mostradas podem ser aplicadas com pequenas adaptação nas favelas do Rio. Os efetivos necessário para o CERCO podem ser fornecidos pelas Forças Armadas e a invasão e varredura fica a cargo do BPChoque, Bope, BACães  e Core.]

Só é contra o projeto quem não tem memória. Também tentam torpedear as UPPs os candidatos à eleição que querem ver o circo pegar fogo para se dar bem. São contra as UPPs os políticos que nunca fizeram nada para melhorar a segurança no Rio e se aliaram a bandidos quando estavam no Poder. Os traficantes também são contra as UPPs, claro. E também são contra as UPPs os PMs que achavam tudo ótimo antes...levando grana de tudo que é lado. Corrupção, brigas de gangue, armas contrabandeadas, jornalistas executados por traficantes, pedágio cobrado a moradores, jovens armados de fuzis nos supermercados, favelas invadindo áreas de risco ambiental... uma beleza...tudo sob o olhar complacente ou até cúmplice de alguns governantes.

Pelo menos uma vez na história, o Rio teve um secretário de Segurança sério, José Mariano Beltrame, ao mesmo tempo duro, atento aos problemas sociais das favelas e aberto a mudanças de procedimento. Disposto a saber que não podia prometer que acabaria com o tráfico. Seu esforço para tornar a PM uma instituição respeitável foi imenso. Milhares de policiais foram expulsos da corporação. Cursos de filosofia, gente enviada para o exterior para conhecer como procede a polícia sem fuzil. [em alguns países do mundo pode até existir a polícia sem fuzil, mas os bandidos também não usam fuzil; já no Brasil utilizar uma policia sem fuzil, liberando os bandidos para fugir com fuzil e droga não vai dar certo.] E mais policiais não estão presos porque a Justiça não contribui e acaba soltando. 

Mas essa cena aí de cima, com a Cláudia sendo arrastada, é MORTAL. Mortal para qualquer um que comande a PM carioca. Mortal para o futuro da corporação. Esse pessoal está fora de controle. As autoridades policiais - incluindo Beltrame - reclamam que a sociedade não protesta com a mesma indignação quando um bandido mata um PM. Acho terrível o policial morrer em combate (sim, porque vivemos uma guerra) e deixar órfãos os filhos, a cargo de uma viúva descrente e infeliz.

Mas é preciso ter algo em mente: um bandido, por definição, mata. Por isso é bandido. Um traficante mata. Um assaltante mata. E, se mata inocentes desarmados como nós, por um celular, uma bicicleta, um relógio ou um carro, é claro que matará policiais. Não é desvio de conduta, está previsto, está escrito na carteirinha de "homicida delinquente e marginal".  Os PMs - está escrito na função deles - existem para proteger a sociedade contra criminosos. Da mesma forma que não se aconselha a população a linchar e matar bandidos, porque isso é barbárie, a PM não pode ter em suas fileiras "elementos" como esses, homicidas de farda. Nem como exceções. E tem havido exceção demais. Vão "pacificar" assim na China!  [não existe até o presente momento NADA, NENHUM FATO, que prove que os PMs que socorreram Cláudia contribuíram de algum modo para sua morte.
O tiro que ela levou – de fuzil, arma comum tanto aos policiais quanto aos traficantes – causou lesões letais. Mesmo que ela fosse atendida,  imediatamente após atingida,  por um competente e bem equipada equipe médica, a morte ocorreria.]

Tudo errado. Errada também a demora oficial em se pronunciar contra os PMs covardes e incompetentes. Errada ainda a ausência de autoridades no velório e enterro de Cláudia. Isso nos leva a outra pergunta: vamos começar enfim a debater seriamente o fim da PM, já que homens fardados e armados, a serviço do Estado, ainda se sentem livres para achacar traficantes, matar inocentes e voltar às ruas depois de um período "disciplinar" como se nada tivesse acontecido? [não é a farda, não é o termo militar, que causam eventuais desvio de conduta de policiais militares.
Na Polícia Civil também existem policiais bandidos. Na classe dos advogados também existe bandidos, valendo o mesmo para qualquer classe de profissionais.
O que é pacífico é que no caso Cláudia o próprio Ministério Público reconhece que os policiais militares que a tentaram socorrê-la não cometeram nenhum crime.]

Por: Ruth de Aquino – Revista Época

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada