Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

domingo, 30 de março de 2014

Silêncio dos militares incomoda Comissão Nacional da Verdade - os militares seguem o velho ditado: "os cães ladram e a caravana passa". As Forças Armadas, quando se pronunciam, o fazem de maneira conclusiva

Coordenador do projeto reclama da ausência de posicionamento das Forças Armadas 
Criada para esclarecer violações aos direitos humanos e promover a reconciliação nacional, a Comissão Nacional da Verdade (CNV) esbarra na relutância das Forças Armadas em passar a limpo o que ocorreu nos bastidores e porões da ditadura. Em dezembro, a comissão encerrará suas atividades, com a divulgação de um relatório final. Será o resultado de pelo menos 834 depoimentos já ouvidos em visitas a 19 estados e ao Distrito Federal.

O atual coordenador da comissão, Pedro Dallari, diz que existe colaboração pontual, inclusive com reuniões periódicas entre assessores da CNV e oficiais designados pelos Comandos do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. A interlocução, no entanto, não se traduz em ações concretas, pelo menos não na profundidade que a comissão desejaria. — Por um lado, a relação é boa. Mas, por outro, a Comissão Nacional da Verdade espera mais, espera mais proatividade, espera uma contribuição mais efetiva — diz Dallari.

Ele fez a declaração ao classificar como “inadequado” o silêncio das Forças Armadas diante de revelações sobre a prisão, tortura e morte do ex-deputado Rubens Paiva, no Rio, em 1971. Da parte do Exército, persiste a versão oficial de que Rubens Paiva teria sido resgatado por companheiros. O que nos preocupa é a ausência de um posicionamento das Forças Armadas com relação a fatos que vão sendo divulgados e sobre os quais não há nenhum tipo de manifestação. A fuga do ex-deputado Rubens Paiva foi desmentida por um membro das próprias Forças Armadas que depôs ao Ministério Público e declarou, com todas as letras, que aquilo não existiu, que aquilo foi uma farsa. E as Forças Armadas continuam sustentando oficialmente a tese de que Rubens Paiva estaria foragido ou teria fugido resgatado por seus companheiros. Creio inclusive que é ruim do ponto de vista reputacional para as Forças Armadas ficarem perseverando nesse erro — diz Dallari.

Ele cita também o pedido que a comissão fez ao Ministério da Defesa para que os comandos militares instaurem sindicâncias nas unidades onde comprovadamente ocorreram violações de direitos humanos. O objetivo é saber como se dava o funcionamento administrativo dessas unidades, tanto do ponto de vista de execução orçamentária quanto de preenchimento de cargos. A solicitação foi feita em 18 de fevereiro, mas ainda não houve resposta. Na última quarta-feira, o ministro Celso Amorim disse que está pessoalmente empenhado no caso. [o empenho do megalonanico Amorim e o pedido da Com Omissão Nacional da Verdade, possuem o mesmo valor: NENHUM.]

O coordenador lembra que o Brasil tem a tradição de promover transições sem rupturas. Para ele, isso seria, em parte, resultado da falta de informações e conhecimento. Daí a preocupação, segundo Dallari, de que a comissão realize um trabalho técnico e fortemente amparado em provas. Ele acredita que, depois do trabalho da Comissão Nacional da Verdade, a sociedade terá menos tolerância a violação aos direitos humanos.

A lei de criação da CNV diz que a comissão não tem poderes para reverter a Lei de Anistia, aprovada pelo Congresso ainda durante a ditadura, em 1979. A Lei de Anistia assegurou o perdão a crimes cometidos por militares e opositores do regime. Segundo Dallari, esse é um debate que não cabe à comissão, mas ao Congresso e ao Judiciário.

A CNV foi instalada 2012, numa solenidade com a presença da presidente Dilma Rousseff e seus antecessores do período de redemocratização: José Sarney, Fernando Collor de Mello, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Ex-militante da luta armada, Dilma, que foi presa e torturada, chorou: — Ao instalar a Comissão da Verdade não nos move o revanchismo, o ódio ou o desejo de reescrever a história de uma forma diferente do que aconteceu, mas nos move a necessidade imperiosa de conhecê-la em sua plenitude, sem ocultamentos, sem camuflagens, sem vetos e sem proibições — discursou a presidente.

Clique aqui para galeria de fotos: dois dias que mudaram a história



Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada