Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Ministro Barbosa, está na hora de realizar uma perícia na Papuda para ver o espaço ocupado pelos reeducandos do MENSALÃO-PT

Oposição diz haver privilégio para Dirceu; já comissão, não

Deputados da oposição que visitaram ontem o ex-ministro José Dirceu no Presídio da Papuda, em Brasília, afirmaram que ele tem uma cela privilegiada. Segundo relatos, o petista estava vendo o jogo de futebol entre Real Madrid e Bayern de Munique em uma TV de plasma quando os parlamentares chegaram.

O local onde ele está preso teria chuveiro quente e um espaço bem maior que o de outros detentos. Integrantes da Comissão de Direitos Humanos, porém, minimizaram as diferenças e disseram que em parecer ao Supremo Tribunal Federal dirão não haver qualquer regalia para justificar a não concessão do direito ao trabalho externo ao ex-ministro – ele foi condenado no julgamento do mensalão ao regime semiaberto.

A visita dos parlamentares ocorreu após pedido do deputado Zeca Dirceu (PT-PR), filho de Dirceu, e de sua irmã, Joana Saragoça. Nilmário Miranda (PT-MG) foi quem apresentou o requerimento propondo a visita. Ele disse não haver privilégios. A deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) afirmou ter visitado outras celas no mesmo pavilhão, nas quais há superlotação. “É um horror. Gente empilhada, celas escuras, sem iluminação.” [Nilmário Miranda tem credibilidade zero, é petista e amigo do reeducando Zé Dirceu. Em qualquer análise que faça envolvendo um bandido petista, ele será a favor do bandido.
Ministro Barbosa, é fácil confirmar o que todos sabem: que Zé Dirceu e demais criminosos petistas desfrutam de regalias na Papuda.
Para confirmar é só o senhor mandar oficiais de Justiça visitarem o reeducando Zé Dirceu e demais criminosos petistas e medir o tamanho de uma cela e identificar a presença de equipamentos que não devem estar em uma cela é fácil de ser feito.
Mas, deixe para segunda-feira, que aproveita e já confere o tamanho da cela que o Genoíno vai estar ocupando.] 

Fonte: O Estado de São Paulo

O deslizamento de Dilma - Dilma está caindo, mas, não podemos relaxar e temos que continuar batendo nela


A campanha pela reeleição da doutora Dilma está numa enrascada. Carrega uma cruz do passado (as malfeitorias petistas, do mensalão às traficâncias da Petrobras) e puseram-lhe nas costas outra, do futuro (o “Volta Lula”). Está presa à necessidade de justificar o que não fez e a uma ideia segundo a qual talvez não seja a melhor escolha, nem mesmo para os petistas e seus aliados.

Lula diz que não é candidato, mas comporta-se como tal e faz isso da pior maneira possível, como corretivo aos erros cometidos por seu poste. Na essência do “Volta Lula” há um implícito “Sai Dilma”. À primeira vista, esse movimento oferece um Salvador da Pátria, mas está embutido na proposta também um Salvador do PT.  O desgaste de Dilma decorre da exposição de um desgaste do aparelhamento imposto ao Estado. Em menos de um mês abalaram-se duas candidaturas nas quais a nação petista fazia enorme fé. Um só doleiro, veterano de duas delações premiadas, arrastou a campanha de Alexandre Padilha em São Paulo e a de Gleisi Hoffmann no Paraná. Sabendo-se que o partido está sem pai nem mãe no Rio de Janeiro, à malversação de recursos públicos somou-se outra, de votos.

O comissariado afastou-se do deputado André Vargas, mas essa conversão repentina pode ter sido escassa e tardia. Afinal, o PT ainda não conseguiu se desvencilhar do mensalão, hoje transformado na bancada da Papuda. Ninguém pode prever no final de abril o resultado de uma eleição que ocorrerá em outubro, mas alguns indicadores de hoje são claros:
1) A candidatura de Dilma Rousseff está sendo corroída e mesmo uma pessoa que não gosta do seu governo deve admitir que boa parte desse desgaste vem mais da repulsa ao aparelhamento do que a ela.
2) Se a proposição anterior é verdadeira, o “Volta Lula” pode ser tanto um remédio como um veneno.
3) Aécio Neves e Eduardo Campos ficaram na confortável situação de jogar parados. Pouco dizem a respeito do que pretendem fazer, beneficiados pela exposição dos malfeitos do governo. Oh, que saudades da faxina prometida por Dilma.

Não se sabe quem será o Lula que se quer de volta. Sendo uma “metamorfose ambulante”, talvez nem ele saiba. Prova disso está na entrevista que deu em Portugal. Nela disse a coisa, seu oposto e concluiu com uma dúvida. A coisa, referindo-se à bancada da Papuda: “Não se trata de gente da minha confiança.” Deixe-se pra lá que José Dirceu, “capitão” da sua equipe, não lhe tivesse a confiança.

O seu contrário: o julgamento do Supremo Tribunal Federal foi “80% político e 20% jurídico”.
A dúvida: “Essa história vai ser recontada.”

Ganha uma viagem a Cuba quem souber qual das três afirmações deve ser levada a sério.
Enquanto esteve na oposição, a nação petista cultivou uma sociologia de botequim. Supunha que o tucanato espalhara conexões e interesses capazes de garantir-lhe o controle do Estado. Se os adversários podiam fazer isso, os companheiros também podiam. Daí surgiram Marcos Valério, Alberto Youssef, as empresas “campeãs nacionais”, empreiteiras amigas e a turma das petrotraficâncias.

Lula foi eleito em 2002 porque a invulnerabilidade sociológica do tucanato era uma fantasia. Mesmo que ele saia do banco de reservas e vá para a quadra, as urnas poderão mostrar que a dele também é.

Fonte: Elio Gaspari - O Globo

Dilma age como amadora e dispensa apoios.Sem apoio, Dilma não irá a lugar algum

Dilma, amadora e tola

Em entrevista, hoje, a rádios baianas, Dilma disse que será candidata à reeleição com ou sem o apoio dos partidos aliados que sustentam seu governo. "Gostaria muito que, quando eu for candidata, eu tivesse o apoio da minha base, da minha própria base. Agora, não havendo esse apoio, a gente vai tocar em frente" garantiu Dilma.

Tolice! Amadorismo!

Um profissional da política, candidato a qualquer coisa, não admite que possa perder apoios. Pelo contrário. De resto, ninguém pode “tocar em frente” caso perca o apoio de sua base, de sua própria base. Como sem apoio seria possível ainda assim “tocar em frente?”

Nos últimos dois meses, uma sequência de quatro pesquisas registrou a queda de Dilma nas intenções de votoDatafolha, Vox Populi, Ibope e a mais recente da MDA. A pesquisa da MDA foi a única a detectar o crescimento dos dois mais ferozes adversários de Dilma – Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).

Só quem pode barrar a queda de Dilma é ela mesma. Se ela contar para isso com a ajuda dos partidos que dizem apoiá-la, tanto melhor. Mas não é isso o que está acontecendo. Nem mesmo o PT sua a camisa por Dilma. A candidatura de Dilma à reeleição tem data marcada para acabar – se ela despencar para a casa dos 30% das intenções de voto. Por ora, ela reúne 37%.

Ninguém com 30% das intenções de voto jamais ganhou eleições majoritárias por aqui.

Fonte: Blog do Noblat 

No último 19 de abril, “Dia do Exército”, o General Enzo Martins Peri emitiu a tradicional “Ordem do Dia” às tropas brasileiras. Deixou uma dúvida: ordem do dia ou recado cifrado?

Esclarecendo o “13” no pronunciamento do Gen Enzo!

Confesso que eu não havia assistido o vídeo institucional do EB sobre o seu dia com a mensagem do Comandante da Força. Até que comecei a receber, pelas redes sociais e por e-mail, mensagens chamando a atenção sobre uma passagem aos 1 minuto e 30 segundos do vídeo, como sendo uma mensagem subliminar de "exaltação" ao PT pelo fato de o porta-estandarte da unidade portar uma flâmula com o número 13.

19 de Abril - Dia do Exército - Ordem do Dia do Comandante do Exército - assista o vídeo que exalta o PT


De imediato reconheci que grande parte do vídeo, em sua apresentação inicial sobre a história do EB, estava apoiado em imagens que utilizaram-se de telas da autoria do Coronel Reformado da Arma de Cavalaria Pedro Paulo Cantalice Estigarribia. Aqui está um link da Revista do Clube Militar de número 438, cuja capa apresenta duas obras de autoria dele e, em sua página 3, traduz um pouco da sua obra.
http://pt.calameo.com/read/00181959826c51ae7c92c

Para que não restasse dúvida alguma sobre o aproveitamento deturpado que estavam fazendo da imagem, saí em campo para pesquisar, com a ajuda de alguns amigos e, através de um deles, o General Santos, a quem agradeço, consegui a explicação do autor da obra. 
 
Trata-se do 13° BATALHÃO DE INFANTARIA DE LINHA ( UNIDADE ANTECESSORA DO ATUAL 18° Batalhão de Infantaria Motorizado) DURANTE O DESEMBARQUE REALIZADO,  NO ARROIO ATAJO, NA GUERRA DO PARAGUAI. 

A UNIDADE PARTICIPOU DOS COMBATES QUE REDUNDARAM NA CONQUISTA DO FORTE ITAPIRU.

Diante disto, solicito a todos os que tomaram conhecimento da polêmica que divulguem ao máximo esta singela explicação de modo a não pairar qualquer sombra de dúvidas sobre o ocorrido.  


E, tomando emprestada uma ideia de outro amigo, um brinde ao Exército Brasileiro, dos Guararapes ao século XXI, sem esquecer jamais a atuação na reação democrática de março de 1964. 
 
Cordiais saudações,

Cel Marco Antônio Esteves Balbi 

Transcrito do site: TERNUMA 


Zé Dirceu tem regalias na prisão que agora devem ser cassadas

Dirceu tem regalias como TV e chuveiro quente na prisão, diz oposição

Deputados afirmam que encontraram o ex-ministro assistindo ao jogo entre Real Madrid e Bayern em TV de plasma - Para deputados da base aliada do governo, ex-ministro não tem tratamento diferenciado no presídio [sem dúvida entre os que 'vomitaram' essa opinião, está o deputado petista Chico Vigilante, PT-DF, mais conhecido como 'chico gambiarra', amigão do 'guerrilheiro de festim'.]

Deputados afirmam que encontraram o ex-ministro assistindo ao jogo entre Real Madrid e Bayer em TV de plasma Jorge William / O Globo

Deputados da Comissão de Direitos Humanos que visitaram o presídio da Papuda nesta terça-feira, em Brasília, encontraram o ex-ministro José Dirceu assistindo ao jogo de futebol entre Real Madrid e Bayern, em uma televisão de plasma. O condenado a sete anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto por participar do mensalão está sozinho em uma cela de 23 m², com micro-ondas, fogareiro e chuveiro com água quente.
 Os parlamentares da base aliada do governo que visitaram o local disseram que não há regalias para o petista, porém parlamentares da oposição afirmaram que ele tem uma situação diferenciada em relação aos outros presos. A vistoria foi feita por Nilmário Miranda (PT-MG), Luiza Erundina (PSB-SP), Jean Wyllys (PSOL-RJ), Arnaldo Jordy (PPS-PA) e Mara Gabrilli (PSDB-SP).

Para receber o ex-ministro, uma cantina do presídio foi desativada. A cela de Dirceu é a maior do Centro de Internação e Reeducação (CIR), onde estão os detentos do regime semiaberto. Os outros presos ficam em um espaço de 15m² dividido entre quatro e seis pessoas. Apesar disso, eles também tem aparelhos como televisão e micro-ondas. A deputada Mara Gabrilli considerou a situação de Dirceu vantajosa:  — Não que eu queira que ele vá para uma cela ruim. Mas acho que todos deveriam ter as mesmas condições que ele tem. A cama dele é de ferro, enquanto a de outros presos é de alvenaria. Tem colchão melhor e tudo bem iluminado. Bem diferente que a dos outros — afirmou. 
 [ministro Barbosa, já está passando da hora - especialmente agora que o senhor devolveu Genoíno ao cárcere - do diretor da Papuda, ou mesmo o superior imediato dele, serem devidamente enquadrados pelo STF - estão com dificuldade de entender que os bandidos do MENSALÃO são iguais ou piores do que os demais condenados que cumprem pena na Papuda.
Não custa nada aproveitar e lembrar ao Agnelo que o Arruda puxou cadeia por alguns meses quando era governador do DF e o mesmo pode ocorrer com o petista de que agora ainda governa o DF.]
O pedido de visita foi feita por Nilmário Miranda, que apresentou um requerimento na comissão após os filhos de Dirceu reclamarem que o pai teria sido injustiçado por não conseguir autorização para trabalhar em um escritório de advocacia fora da Papuda. A Vara de Execuções Penais do Distrito Federal suspendeu a análise de benefícios do condenado depois de denúncias afirmarem que ele usou um telefone celular de dentro do presídio. 

Segundo Nilmário, o coordenador-geral da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, João Feitosa, garantiu que Dirceu tem o mesmo tratamento que os outros presos e que ele fica em uma cela separada por questões de segurança. No dia da suposta ligação (6 de janeiro), Cunha disse que o ex-ministro teve contato apenas com dois advogados em um parlatório do presídio, o que é permitido. — Vimos que não há nenhuma espécie de regalia para o Dirceu. E ele teve o pedido negado de trabalho externo em decorrência de supostas regalias. A alimentação que ele come é a mesma oferecida aos outros presos. Foi uma injustiça. Não há nada que o impeça de trabalhar fora da prisão — argumentou.

Como não conseguiu o direito de deixar o presídio para trabalhar, Dirceu presta serviços na biblioteca do presídio. De acordo com o deputado Arnaldo Jordy, o petista fez reclamações sobre isso. — Dirceu reclamou que não lhe deram esse direito, mas o diretor nos explicou que outros 1,6 mil detentos em regime semiaberto aguardam decisão de Justiça para realizar trabalho externo. Não é uma perseguição, é um problema do judiciário. Fora isso, ele vai bem de saúde e tem um tratamento diferenciado por estar naquela cela.

Os deputados também avaliaram a situação dos outros presos. Apesar de ser um presídio atípico, onde não ocorrem rebeliões a mais de 10 anos, os parlamentares concordaram que é preciso resolver problemas como os de superlotação. Aproximadamente 13 mil presos cumprem pena na Papuda, mas o presídio tem capacidade para apenas 6 mil. 

Fonte: O Globo

Genoíno volta para Papuda = JUSTIÇA SENDO FEITA - a gora é tirar a TV e o CHUVEIRO QUENTE do Dirceu e demais mensaleiros

Mensalão Barbosa determina volta de Genoino para o presídio da Papuda  
Presidente do Supremo Tribunal Federal ordenou que o ex-presidente do PT volte a cumprir pena no presídio em Brasília. 
Laudo de médicos da UnB apontou que saúde dele é boa 

Joaquim Barbosa determina que Genoino cumpra pena na Papuda -  Ex-deputado tem prazo de 24 horas pra se apresentar. 

Laudo de médicos da UnB apontou que saúde dele é boa - PARABÉNS! ministro Barbosa

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, determinou nesta quarta-feira que o ex-deputado José Genoino (PT-SP) volte para a Penitenciária da Papuda, em Brasília, conforme antecipou o colunista Ancelmo Gois. Foi dado prazo de 24 horas para ele se apresentar ao Centro de Internamento e Reeducação (CIR), a mesma ala da Papuda onde está preso o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, também condenado no processo do mensalão.

José Genoino, um dos condenados no processo do mensalão, volta para cela na Penitenciária da Papuda -  Ailton de Freitas / Arquivo O Globo

Genoino pegou quatro anos e oito meses de prisão por corrupção ativa e ficará em regime semiaberto, no qual o detento pode obter autorização judicial para trabalhar durante o dia e voltar para a cadeia à noite. Em novembro, o petista foi preso na Papuda, mas passou mal dias depois e obteve autorização para cumprir pena em uma casa na capital federal. Com base em exames médicos que atestam o bom estado de saúde do condenado, Barbosa mandou Genoino de volta para a cadeia. “Determino o imediato retorno do apenado ao sistema prisional do Distrito Federal, onde deverá cumprir sua pena”, escreveu o ministro na decisão. O petista foi condenado a quatro anos e oito meses por corrupção ativa e deverá ser levado ao mesmo local onde está o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, também condenado no processo do mensalão. 

Na segunda-feira, chegou ao STF laudo elaborado por médicos da Universidade de Brasília (UnB) informando que a saúde do ex-parlamentar é estável e “não grave”, não justificando tratamento diferenciado ao condenado. Genoino sofre de problemas cardíacos e foi submetido a uma cirurgia em julho de 2013. De acordo com os médicos, os medicamentos que ele toma diariamente estão fazendo efeito, proporcionando um quadro saudável ao paciente. “A defesa do apenado não demonstrou a presença dos requisitos necessários à modificação do seu regime prisional. Mais: todas as conclusões da junta médica oficial são desfavoráveis à pretensão da defesa. Com efeito, o resultado da perícia oficial, formada por renomados cardiologistas da cidade, indica, claramente, a ausência de doença grave que constitua impedimento para o cumprimento da pena no regime semiaberto”, escreveu o ministro.

Barbosa acrescentou que “sugestões e opiniões dos médicos particulares, contratados pelo apenado, têm reduzida força persuasiva e/ou valor jurídico quando cotejadas com as conclusões a que chegou a junta médica oficial”.  O ministro citou informações recebidas da Vara de Execuções Penais (VEP) de Brasília e de São Paulo segundo as quais ambos os sistemas prisionais proporcionam assistência médica frequente aos internos. E que, entre os presos, vários outros têm problemas de saúde e doenças crônicas. “O quadro clínico do condenado José Genoino não apresenta qualquer singularidade comparado ao de centenas de outros detentos que atualmente cumprem pena privativa da liberdade no Distrito Federal”, anotou Barbosa. [a única singularidade que Genoíno apresenta em relação aos demais presos da Papuda é que é TRAIDOR DA PÁTRIA, ALCAGUETE  e CORRUPTO.]
 
A primeira avaliação clínica do condenado foi feita em novembro do ano passado pela mesma equipe médica, que concluiu pela condição boa de saúde do paciente. A nova avaliação ocorreu no último dia 12, a pedido de Barbosa. Segundo o laudo, no dia o exame Genoino estava “em ótimo estado geral”, sem apresentar qualquer queixa clínica, exceto pela ansiedade. A pressão arterial estava normal, registrada em 13 por oito. Os médicos ressaltaram que o paciente fazia uso regular de seis medicamentos para normalizar a condição cardíaca e para combater a ansiedade e a depressão. “Os dois laudos fornecidos pela junta médica oficial afirmam taxativamente que o quadro clínico do condenado não apresenta a gravidade alegada pela sua defesa, tampouco se caracteriza como obstáculo intransponível ao cumprimento da pena que lhe foi aplicada pelo plenário do Supremo Tribunal Federal em estabelecimento carcerário adequado ao regime de pena que lhe foi imposto”, observou o presidente da Corte.

Os médicos recomendaram que, para manter a boa condição de saúde, Genoino precisa ser submetido a exames de uma a duas vezes por ano, comer pouco sal e praticar atividade física. [um dos passatempo predileto dos condenados da Papuda é a prática de exercícios físicos; Genoíno, até mesmo por sua idade, deve dar prioridade aos exercícios aeróbios, realizando os anaeróbios apenas para manter o tônus muscular - muitos presos gostam de ter compleição física estilo 'tanquinho', mas para o Genoíno isso não é aconselhável.] No início do mês, uma junta médica criada na Câmara dos Deputados negou o pedido de aposentadoria integral do ex-parlamentar. O laudo informava que Genoino não apresenta cardiopatia grave para justificar a aposentadoria por invalidez. Barbosa também levou isso em conta antes de tomar a decisão.


IGUALDADE DE DIREITOS

Li, ouvi, com espanto e indignação, relato sobre o assassinato do Cel Manhaes.... 

Diante de um "jogo de empurra", a Ministra Maria do Rosário (!) acha tudo muito "suspeito" e "estranho" e pede rigor e rapidez na apuração dos fatos....há os que dizem que foi obra do Exército por ter falado demais, há os que acusam o PT por revanchismo, há os que dizem, simplesmente, que foi "queima de arquivo"....A ONU, diante de tantas "prováveis hipóteses", pede apuração urgente e, PRINCIPALMENTE, imparcial dos fatos. [a boquirrota Rosário não é mais ministra dos Direitos Humanos - embora seu desempenho naquela pasta tenha sido medíocre... aliás, não foi surpresa para ninguém... trocaram um inútil - o tal de Vannuchi - por outra inútil e a que a substituiu não é lá grande coisa.

Está falando um pouco menos que sua inestuprável  antecessora, mas, o pouco que falou já foi muita besteira. 
Quanto a ONU interferir em assuntos internos do Brasil - assuntos policiais, rotina em um País que tem mais de 50.000 assassinatos/ano - é uma forma de compensar. Seria bem mais adequado as razões de sua existência se a ONU deixasse os assuntos policiais do Brasil por conta das autoridades brasileiras e passasse a cuidar - para valer - da guerra civil na Síria, da ocupação ilegal por Israel de territórios palestinos e da crise Rússia x Ucrânia... se achar esses assuntos espinhosos, tem a Coreia do Norte e alguns outros que são mais pertinentes à existência da Organização das Nações Unidas.]
A pergunta que não quer calar é:  A QUEM interessava essa morte?


Como brasileira, gostaria de pedir à Comissão da Verdade, aos Direitos Humanos e a todos que adoram acusar as Forças Armadas por todos os problemas brasileiros que deem à cidadã Cristina B. Manhaes, esposa (viúva) do Coronel, todos os privilégios e direitos que disponibilizam aos bandidos/assassinos/corruptos/guerrilheiros, afinal, o Coronel Manhaes era um brasileiro, oficial do Exercito, que participou da Revolução Democrática de 64 cumprindo ordens e lutando por um ideal, ou seja, a não comunização do Brasil...se houve excessos, a Justiça com certeza deverá apontá-los e punir seus mandantes, porém, num pais onde todas as minorias tem seus direitos preservados e bravamente defendidos por todos que militam por "Direitos" humanos, peço que não se esqueçam de defender essa Senhora, que foi obrigada a assistir a tortura e morte de seu marido sem poder reagir.... [aqui destacamos que eventuais excessos havidos durante as ações legais das forças de segurança do Brasil no combate aos bandidos/assassinos/terroristas/corruptos/guerrilheiros, foram, devidamente anistiados.
Também defendemos que eventuais excessos havidos foram perfeitamente normais e adequados quando se combate indivíduos que pretendem trair sua PÁTRIA.]

afinal se os piores indivíduos no Brasil são tratados com toda  dignidade possível, com direito a primeira página nos principais jornais e manchetes nos telejornais (para dar sua versão dos fatos) por que não dar esse destaque a alguém que, no cumprimento de seu dever, se viu obrigado a tomar atitudes que nem sempre condiziam com sua vontade própria? 

Justiça para todos, direitos iguais para todos, apuração fiel dos fatos para todos...JÁ!

Enviado por:  Maria Cristina Santini - originalmente postado no site A Verdade Sufocada

Injeção letal falha

EUA: injeção letal falha e condenado agoniza por mais de meia hora 

Preso morreu de ataque cardíaco - Execução de outro prisioneiro foi adiada [o risco no Brasil é a 'com omissão da verdade' adaptar o incidente havido nos Estados Unidos a uma das suas versões sobre a morte do coronel Malhães e pretender responsabilizar o coronel Ustra por ter usado uma injeção não confiável na execução daquele militar.]

O preso Clayton Lockett morreu de ataque cardíaco após problemas com injeção letal AP

O estado americano de Oklahoma ordenou e suspendeu a execução de Clayton Lockett, de 38 anos, nesta terça-feira devido a problemas com uma injeção letal. A ordem foi dada três minutos após a aplicação da injeção. O preso morreu de ataque cardíaco cerca de 40 minutos depois que as drogas começaram a fluir em seu corpo, e agonizou durante mais de 30 minutos antes de morrer, informaram as autoridades penitenciárias.Segundo o porta-voz do departamento de correções estaduais Jerry Massie, treze minutos após a administração de uma injeção letal, o prisioneiro levantou a cabeça e começou a resmungar. O diretor do departamento, Robert Patton, então suspendeu a execução. — Acreditamos que uma veia explodiu e que as drogas não estavam funcionando como foram projetadas — disse o porta-voz.

A execução tinha sido colocada em espera durante várias semanas devido a uma briga judicial sobre um novo coquetel de produtos químicos para a injeção letal, com os advogados discutindo que o estado estava retendo informações cruciais sobre os medicamentos a serem utilizados. Na semana passada, a Suprema Corte de Oklahoma suspendeu o adiamento da execução de Lockett e de outro preso que também estava programado para ser executado na terça-feira, alegando que o estado forneceu informação suficiente sobre o coquetel de injeção letal para atender às exigências constitucionais.

O outro preso, Charles Warner, que estava programado para ser executado duas horas após Lockett, teve a aplicação da pena de morte adiada por 14 dias após os problemas. Lockett foi condenado à morte em 2000 pelo estupro e assassinato de uma jovem que havia sequestrado e enterrado viva. Warner recebeu a pena capital em 1997 pelo estupro e assassinato da filha de onze meses de sua namorada.

Oklahoma tinha criado um novo procedimento de injeção letal e coquetel de produtos químicos no início deste ano depois que não era mais capaz de obter as drogas que já tinham sido usadas em execuções. Oklahoma e outros estados americanos vêm lutando para encontrar novos fornecedores e combinações químicas depois que fabricantes de medicamentos, principalmente na Europa, terem imposto proibições de vendas, porque se opuseram a ter medicamentos feitos para outros fins sendo usados em injeções letais.

Os advogados de condenados à morte têm argumentado que as drogas usadas em Oklahoma e outros estados podem causar mortes desnecessariamente dolorosas, o que equivaleria a um castigo cruel e incomum em violação à Constituição dos EUA.

Fonte: AP

REDE DE POLICIAIS PROTEGIDOS

Motivar os policiais, de acordo com espirito de corpo e camaradagem, a fazer ponto base ou passagem periódica na rua dos militares dentro da sua área de atuação. Requer interesse, engajamento e comprometimento dos policiais envolvidos.




Ingressar na Rede: Qualquer policial militar que conheça ou tenha cadastrado o endereço de algum militar morador de sua área de atuação. Como a Rede é dinâmica, mais de uma guarnição pode fazer o ponto base ou a passagem periódica. O principal objetivo dessa Rede é a integração de todos os militares. Para tanto, é necessário conhecer os policiais da sua área de atuação, fazendo os levantamentos necessários. Bem estruturada, a Rede proporciona mais segurança ao policial militar e sua família. Sendo reciproco, “se fazem na minha casa, farei na casa do companheiro”.

Criar a Rede de Resposta Rápida: cadeia de contatos entre policiais de folga e os de serviço. Os integrantes da Rede estabelecem contatos via telefone ou por qualquer meio, seja via whatapp, telegrama, zello e etc. Dar a resposta adequada de acordo com a demanda apresentada, com rapidez, discrição e voluntariedade.

Criar a Rede A5000: processo de observação do movimento nas imediações das residências dos militares, para detectar a presença de pessoas ou veículos estranhos ou em atitude suspeita. Funciona com o alerta ao perigo, é dado através de contatos telefônicos ou qualquer meio. Em caso de qualquer emergência, os policiais mobilizam toda a Rede de Policiais Protegidos.

Motivar todos os policiais a participarem da Rede de Policias Protegidos.
Essa iniciativa não parte do Governo do Estado ou do Comando Geral da instituição militar, e sim de todos os milicianos do Estado, de Minas Gerais. Na tentativa de diminuir vitimas militares, nos diversos eventos de defesa social, sejam eles graves ou mais simples.

                                         ÉTICA, HONRA, FORÇA E JUSTIÇA. 

[A Rede Protegidos é uma idéia do Blog da Renata e que pode - aliás, deve - ser implantada em qualquer cidade do Brasil.

O policial, especialmente o policial militar, é extremamente visado e na maior parte das situações é sempre considerado incluindo - e principalmente - seus superiores o criminoso ou no mínimo o principal suspeito.
Sem esquecer que o Policial Militar fardado é sempre considerado pelos marginais, lamentavelmente, um alvo tentador.

Interessados em criar a Rede Protegidos em sua cidade, podem entrar em contato com

Blog da Renata

ou  por e-mail: renatadoblog@gmail.com ]

Fonte: Blog da Renata 
 

terça-feira, 29 de abril de 2014

Caso Riocentro: objetivo era dar sobrevida ao regime, diz CNV

Comissão Nacional da Verdade confirma versão apresentada pelo MPF sobre terrorismo de Estado do regime militar contra a população [perguntinha: a 'com omissão da verdade' confirma versão do MPF. Confirma como? baseada em quais fatos? uma confirmação precisa ser apoiada em elementos probatórios e não apenas no revanchismo estúpida da 'comissão da MEIA verdade'.]
Na audiência em que se apresentou o relatório preliminar sobre o caso Riocentro, nesta terça-feira 29, o coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Pedro Dallari, foi categórico: "O atentado a bomba do Riocentro não é um caso isolado. É uma política de Estado praticada por agentes públicos, com recursos públicos contra a população". [em que essa declaração do senhor Dallari vai mudar a vida dos brasileiros? qual importância das conclusões de uma comissão parcial, sem isenção e que trabalha na base do chutômetro?]
 
Segundo Dallari, a tentativa de atentado no show do Dia do Trabalhador ocorreu em um contexto que, ao longo de dois anos, contabilizou mais de 40 atentados a bomba no País. Na ação, um soldado morreu e outro ficou ferido a caminho do evento. "Esses atentados praticados por agentes do regime militar se converteram em uma política de Estado entre 1980 e 1981", afirmou o advogado. "Sem dúvida nenhuma, o objetivo dessa política era paralisar o processo de abertura, de redemocratização do País que já começava a avançar por pressão da sociedade."

O coordenador da CNV explicou ainda que, no âmbito do I Exército (Rio de Janeiro), o conhecimento sobre o atentado no Riocentro era total. “Documentos mostram a participação direta do comandante do I Exército. E as cenas do enterro do sargento Rosário (vítima da bomba que explodiu) são quase uma alegoria: estão presentes justamente o comandante do I Exército, o do DOI-Codi e o próprio policial que depois conduziria o inquérito sobre o caso”, afirmou. Ele se referia à probabilidade de o então chefe do SNI, o general Octávio Aguiar de Medeiros, também estar a par do planejamento, uma vez que o chefe da Agência Central do SNI, o general Newton Cruz, sabia com antecedência sobre o atentado. 

“Chegamos, portanto, a um plano bastante elevado para dizer com tranqüilidade que se trata de uma política de Estado, e não apenas de que envolvia alguns homens.”  Testemunha do caso, Mauro César Pimentel, 52 anos, ex-policial militar que atualmente trabalha como corretor de imóveis, lembrou em depoimento ter avistado dois cilindros do tamanho de extintores de incêndio de carro dentro do Puma em que estavam os dois autores, o capitão Wilson Machado e o sargento Guilherme do Rosário. Olhou para o carro que era seu “sonho de consumo”, mas logo acabou repreendido por Rosário para que não olhasse. 

Afastou-se quando lembrou que havia esquecido a carteira no carro de seu amigo e voltou. Depois de se distanciar novamente, ouviu uma explosão que o fez se jogar ao chão. Pimentel, que na época tinha 18 anos, contou ter corrido para prestar socorro a Wilson, que ainda estava vivo, quando viu seus documentos e foi buscar ajuda. Quando voltou, o então capitão havia sido retirado do local. "Cheguei em casa, procurei um sargento do Exército que eu conhecia, e ele me disse: ‘Se tu quer viver, constituir família e ser alguém na vida, cale-se e peça para seus amigos se calarem também, porque vocês vão morrer. E se disser que falou algo para mim vou negar e dizer que vocês estão malucos’.”

Um ano mais tarde, em 1982, entrou para a Polícia Militar. A partir de então teve medo e não falou mais sobre o que testemunhou naquele 30 de abril de 1981. “Convivi 30 anos da minha vi da com esse silêncio, nem minha esposa nem meus filhos souberam", disse Pimentel ao contar que o Palácio Guanabara o havia chamado para conversar sobre se deveria ou não receber proteção depois de proferir seu testemunho nesta terça-feira 29.

Além do depoimento de Pimentel, foi apresentado o testemunho do almirante Júlio de Sá Bierrenbach, 94 anos, cuja declaração foi gravada em vídeo. Ambos afirmaram que os militares tinham bombas no carro para um atentado com muito mais vítimas e que o primeiro Inquérito Policial Militar (IPM) foi manipulado desde o início para colocar Wilson Machado e Guilherme do Rosário, que morreu na explosão, como vítimas e não autores do crime. [testemunho do almirante? o almirante testemunhou algo naquele dia? ou a CNV já considera testemunho o que alguém pensa sobre determinado assunto? especialmente se o pensamento for contra os militares que combateram os terroristas.]
 
Inquéritos. A primeira investigação, de 1981, acaba por vitimar os militares atingidos pelo artefato ao tentar disseminar a ideia de que eles “estavam em serviço” e cumprindo uma missão de informações por determinação superior. O inquérito conclui também que os agentes e órgãos de segurança eram alvo dos grupos de oposição e ainda que foram identificados como autores do atentado a VPR e o MR-8, à esquerda, e o Comando Delta, à direita.

Bierrenbach era ministro do Superior Tribunal Militar (STM) quando o inquérito policial militar sobre o Riocentro chegou àquela instância para ser julgado. O caso veio arquivado da auditoria militar onde tramitou e o almirante foi o único a votar contra o arquivamento do processo, a pedir que Wilson Machado continuasse a ser investigado e a apuração, retomada. [em quinze votos, apenas o do almirante foi contrário ao arquivamento; será que os catorze ministros que votaram pelo arquivamento entenderam tudo errado e só o ministro teve capacidade para ver a verdade?] dificil de se acreditar em tanta competência.]
 
Logo após Bierrenbach proferir seu voto na discussão sobre o arquivamento do IPM do Riocentro, o STM realizou uma sessão secreta, convocada pelo ministro Reinaldo Mello de Almeida para que “pudessem os Ministros oriundos do Exército manifestar, de forma veemente, sua revolta contra o modo profundamente desrespeitoso como foram tratados pelo Exmo. Sr. Ministro Bierrenbach, os chefes militares e por extensão o Exército, durante sua manifestação em sessão pública”.

Para Bierrenbach, “o IPM do Riocentro foi uma vergonha”. Segundo ele, a absolvição e as promoções que Wilson Machado recebeu na carreira são uma afronta à verdade. “Vítimas uma ova! Eles fizeram o atentado. O capitão vai ao Riocentro com uma bomba, a bomba explode. O colega morre. E ele é promovido. Isso é um absurdo!”, afirmou. Ele afirmou ainda que, caso os militares conseguissem detonar a bomba, o governo anunciaria um decreto e endureceria o regime.

Em 1999, com pedidos de reabertura de 1985, 1987, 1996 e 1999, o IPM é reaberto. A conclusão de 1999 aponta responsabilização final do capitão Wilson Machado e do sargento Rosário, que acabou impune por conta de seu próprio falecimento Uma das peças chave para uma completa investigação, Wilson Machado foi convocado para a audiência desta terça-feira 29, mas não compareceu. [segundo noticiado pelo Jornal Nacional, o senhor Dallari pretende acionar a polícia para obrigar o coronel Wilson Machado a comparecer a audiência.
É conveniente que o senhor Dallari antes de dar poderes a 'com omissão da verdade' que a Lei que a criou não deu, procure advogados que conheçam melhor as leis.
Não comparecer a audiência da Comissão da MEIA Verdade pode representar apenas, e se muito, crime de desobediência - o que não autoriza condução coercitiva do convocado.
Mas, o ideal mesmo é que o coronel Wilson compareça a próxima audiência, entre calado e saia em silêncio - assim, deixará a 'comissão revanchista' de mãos atadas.]

 

Pouca vergonha e falta de polícia, já que enquanto a Polícia Militar desperdiça efetivo protegendo invasores, a criminalidade domina todo o Distrito Federal

Quilombolas ocupam cidade satélite de Santa Maria/DF  e alegam ter direito à propriedade  
Quase metade da cidade está cercada de arames farpados e estacas. Mais de 350 pessoas dizem ser filhas de quilombolas e afirmam que direito à parte da região
Moradores de Santa Maria não serão despejados, garante administrador 
Impasse com quilombolas, que alegam direito a terras da cidade, assusta moradores
O administrador de Santa Maria, Erivaldo Alves, garantiu que nenhum morador da cidade será despejado por conta do impasse com os quilombolas. Um grupo de 352 pessoas cercou as quadras 300, 400, 500 e o condomínio Porto Rico com estacas e arame farpado. Eles se dizem herdeiros de quilombolas e alegam a propriedade de quase metade de Santa Maria. [herdeiros de quilombolas? para alguém ser herdeiro de alguma coisa é preciso que seja legitimo herdeiro do legitimo proprietário do bem a ser herdado. Ao que consta os quilombolas são descendentes de escravos que não eram proprietários de nenhum bem a ser herdado.]
Em reunião entre a Secretaria de Estado de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab), a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), a Terracap e a administração de Santa Maria, foi feito um acordo sobre uma tentativa de negociação com os quilombolas. Eles devem ser realocados para outras áreas.

Os moradores de Santa Maria reclamam que a cidade tem sido cercada por quilombolas, descendentes de escravos que fugiram das senzalas e formaram vilarejos chamados quilombos. Legalmente, os quilombolas têm direito à área. O impasse ocorre porque quem vive hoje no local recebeu termo de posse, oferecido pelo GDF, há mais de 20 anos. 


Um grupo de 352 pessoas cercou as quadras 300, 400, 500 e o condomínio Porto Rico, de Santa Maria, com estacas e arame farpado. Eles alegam ser descendentes de quilombolas e ter o direito a 704 hectares de terra daquela região - quase metade da cidade. Os moradores de Santa Maria reclamam que as cercas não permitem a passagem, e restringem o direito de ir e vir do cidadão. Nos arredores do condomínio Porto Rico, percebe-se que alguns arames foram arrancados pelos próprios moradores. Eles comentam que o problema se prolonga há meses.

Perto de uma das áreas cercadas, um aviso diz "Não somos invasores". Os quilombolas, descendentes de escravos que fugiram das senzalas e formaram vilarejos chamados quilombos, tem o direito à terra. De acordo com eles, muitas das quadras que não foram regularizadas em Santa Maria pertencem ao grupo. [pergunta oportuna: para ser quilombola a coisa funciona no mesmo estilo das cotas raciais, ou seja: o cidadão diz que é quilombola e sua palavra tem força de lei?]


Funcionários de fazendeiro são presos por ameaçarem sem-terras com tiros  
Policiais da inteligência da Polícia Militar se infiltraram no assentamento para confirmar a denúncia 
Quatro homens foram presos nesta segunda-feira (28/4) suspeitos de ameaçar de morte 60 famílias sem-terra do assentamento 15 de agosto, em São Sebastião. Policiais da inteligência da Polícia Militar se infiltraram no local para confirmar a denúncia das famílias. Os homens são funcionários de um fazendeiro que alega ser o dono das terras e foram contratados para, armados, rondarem a região.

O fazendeiro vai depor e será indiciado. Se comprovada a denúncia, o dono das terras poderá responder por associação criminosa. [enquanto a Policia Militar fica protegendo bandido invasor da propriedade alheia, a criminalidade domina o DF.

Só nos primeiros três meses deste ano, foram mais de 250 sequestro-relâmpago.]

Fonte: Correio Braziliense 

EU SOU POLICIAL E NÃO MEREÇO SER ASSASSINADO

Com cartazes “Eu não mereço ser assassinado”, PMs fazem campanha nas redes sociais

Depois da campanha lançada pelo blogueiro Renê Silva e abraçada por artistas no programa “Esquenta!”, da TV Globo, policiais militares também têm tirado fotos com a frase: “Eu não mereço morrer assassinado”. Nas imagens publicadas em redes sociais, os PMs aparecem de farda e com os rostos cobertos. Há ainda montagens com fotos de militares mortos em serviço, como a soldado Alda Rafael Castilho, vítima fatal de um tiro na barriga, durante um ataque de bandidos à sede da UPP do Parque Proletário, no Complexo do Alemão, em fevereiro.

 Policiais militares fazem manifestação nas redes sociais. Foto: Reprodução
Em uma das fotos, um cabo da PM, de 31 anos, foi além. Em uma folha, ele escreveu: “Eu não mereço ser assassinado pois sou trabalhador e não curto churrasco com traficantes em qualquer comunidade...” Em um grupo do Facebook, intitulado Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, a foto foi compartilhada por 2.828 pessoas, curtida por 1.449 usuários e recebeu 93 comentários em 24 horas.


Ao EXTRA, o militar, que tem está há nove anos na corporação, mostrou-se surpreso com a “repercussão” da postagem em sua página. — Sou trabalhador idôneo e cumpridor dos meu deveres. Em nosso país, existe uma grande inversão de valores, pois quando um policial morre em serviço não se dá tal atenção. Existem muitas pessoas boas na polícia como um todo. E eu represento esses bons policiais — afirmou.


Procurada, a assessoria de imprensa da PM não se pronunciou sobre o caso.

Lavando dinheiro público

Uma amostra, apenas uma amostra, do que se faz com o dinheiro do contribuinte no Brasil - quando os que deviam zelar por ele estão olhando para o outro lado ou fingem manter os olhos bem fechados enquanto as lambanças correm soltas no seu campo de visão - está no relatório da Polícia Federal (PF) sobre a evasão de divisas em escala industrial para a qual foi usado o Laboratório Labogen

Trata-se de uma das tantas firmas de fachada abertas pelo megadoleiro Alberto Youssef para que pudesse aprimorar o exercício de sua especialidade. O seu nome veio a público pela primeira vez no curso da CPI do Banestado que, entre 2002 e 2004, apurou a remessa ilegal de cerca de R$ 30 bilhões para o exterior pelo clássico método do dólar cabo, a transferência virtual de valores.

Antes de ser preso e indiciado - assim como o seu colaborador próximo Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras -, Youssef havia modernizado a sua atividade. A quebra do sigilo bancário e fiscal do Labogen, no âmbito da Operação Lava Jato, da PF, evidenciou que, entre janeiro de 2009 e dezembro de 2013, a firma assinou 1.945 contratos de câmbio em nome de duas coligadas, que também levam o seu nome, para importações fictícias de medicamentos. Com isso, Youssef pôde transferir para seus cúmplices em Hong Kong e Taiwan US$ 113,3 milhões. Pelas contas da Procuradoria-Geral da República, foi mais. No mesmo período, as contas de três outras empresas - Hmar Consultoria em Informática, GFD Investimentos e Piroquímica Comercial - foram usadas por Youssef para despachar recursos obtidos de negócios superfaturados com órgãos públicos. Graças a 991 contratos mutretados de câmbio, desovaram no estrangeiro outros US$ 71 milhões.

A rede de lavanderias de Youssef terá movimentado ao todo R$ 10 bilhões, informou a Polícia Federal quando ele foi preso, em 17 de março último. Na semana passada, o doleiro foi acusado formalmente de ter usado o Labogen e similares de fachada para tirar clandestinamente do País US$ 444,7 milhões. Essa informação foi até certo ponto ofuscada pela divulgação de mensagens monitoradas pela PF entre ele e o deputado André Vargas, eleito pelo PT paranaense. Na mais bombástica do lote, de novembro de 2013, o parlamentar escreveu ao cambista que o então ministro da Saúde, Alexandre Padilha, pré-candidato ao governo paulista, sugeriu o nome de um executivo para trabalhar no Labogen. O indicado, Marcus Cezar Ferreira da Silva, tinha sido nomeado em 2011 coordenador de promoção e eventos da pasta. Padilha negou ter parte com a história e anunciou que interpelará o deputado na Justiça. Ele, por sua vez, foi pressionado a sair do PT.

Só que Marcus Cezar está de fato no Labogen desde o ano passado, informa a Folha de S.Paulo. Ganha R$ 25 mil mensais para fazer lobby. Para a PF, o operador e testa de ferro da firma é o administrador Leonardo Meirelles. O relatório policial equipara a atuação do laboratório-lavanderia a uma "ferramenta para sangria dos cofres públicos". A Procuradoria é mais específica. Atribui a Youssef e ao ex-petroleiro Paulo Roberto Costa a prática de lavagem de dinheiro ilícito arrecadado mediante esquemas de corrupção e peculato (apropriação de recursos por funcionário da administração direta ou indireta). A cena do crime seriam as obras da inacabada Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, de cujas contas superfaturadas Costa teria extraído R$ 7,95 milhões em propinas. A instalação tinha sido orçada em US$ 2,3 bilhões. Não sairá por menos de US$ 20 bilhões. [qualquer obra conduzida por petista o preço no mínimo triplica. Além do assalto representado pela majoração absurda das obras da Refinaria Abreu e Lima, temos o Estádio de Brasília, orçado inicialmente em pouco mais de R$ 500 MI que passaram a R$1,8 BI - pouco mais de três vezes de aumento. Só que o estádio da Capital Federal já está sofrendo obras de reparo e que vão custar quase R$ 200 MI.]
 
"Caracterizada pela divisão formal de tarefas", afirma a Procuradoria, o Labogen tinha por objetivo "obter, direta ou indiretamente, vantagem indevida derivada dos crimes de peculato, corrupção ativa e corrupção passiva e lavagem de dinheiro em detrimento da Petrobrás". Nessa e em outras áreas, wheeler-dealers como Youssef e seus indispensáveis parceiros no Executivo, no Congresso e nas estatais fazem parte das tantas engrenagens responsáveis pelo crescimento criminoso do custo e da eternização das obras públicas no País. Sem falar na sonegação de tributos por negociantes inescrupulosos. Ao Estado resta pouco mais do que correr atrás do prejuízo.

Fonte: Editorial - O Estado de São Paulo 

 

Imagine na COPA - Brasília, cidade sede, NÃO TEM: Segurança Pública - Mobilidade Urbana - Saúde Pública, Transporte Público - TEM: Sequestro Relâmpago, Engarrafamentos Colossais, Pior Transporte Público para Aeroporto, 4º Pior Aeroporto

Brasília tem pior transporte público para aeroporto, diz levantamento
Aeroporto JK é considerado o quarto pior do Brasil, segundo passageiros  

Usuários aguardam táxi no Aeroporto Juscelino Kubitschek

O Aeroporto Juscelino Kubitschek é considerado o quarto pior aeroporto do Brasil pelos passageiros, segundo pesquisa da Secretaria da Aviação Civil (SAC) com os 15 principais aeroportos do país. Na média nacional, cerca de 70% dos passageiros usam táxi para chegar aos terminais. Em Brasília, esse número sobe para 90%. No quesito transporte público para o aeroporto, a capital federal foi considerada a pior entre as 15 cidades com 2,29 pontos.

Em uma escala de 1 a 5, o aeroporto recebeu 3,56 pontos. A média da nota dos aeroportos foi de 3,81.
O aeroporto de Brasília ficou à frente apenas dos aeroportos de Guarulhos (com 3,51 pontos), Manaus (com 3,55 pontos) e Cuiabá (com 3,26 pontos), considerado o pior aeroporto do país. O melhor avaliado foi o de Natal com 4,16 pontos.
O primeiro levantamento de 2014 ocorreu entre os meses de janeiro e março e ouviu 18.062 pessoas. Ao todo foram avaliados 41 itens, que vão desde o meio de transporte usado para chegar aos terminais até o atendimento recebido na imigração ou aduana.


Estudo mostra que os maiores problemas do Aeroporto Juscelino Kubitschek são o desconforto no embarque, a falta de transporte público e os altos custos de alimentação
Pesquisa de avaliação aponta o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek entre os quatro piores do Brasil. O estudo realizado pela Secretaria de Aviação Civil avaliou os 15 principais terminais aeroportuários do país. No total, 60 mil passageiros foram entrevistados.

Foram avaliados aspectos como acessibilidade, conforto, segurança e economia.
No ranking, o Aeroporto Juscelino Kubitschek aparece na frente apenas dos aeroportos de Cuiabá (MT), de Manaus (AM) e de Guarulhos (SP). De acordo com o levantamento, os principais problemas do Aeroporto de Brasília são o desconforto no embarque, a falta de transporte público e os altos custos de alimentação.  


Já os aeroporto de Curitiba (PR), o Santos Dumont (RJ) e o de Natal (RN) foram os melhores avaliados.
Uma garrafa de água chega a custar R$ 6. Ainda segundo a pesquisa, mais de 15 milhões de passageiros transitam anualmente pelo terminal. Segundo a secretaria, o estudo foi realizado com a intenção de otimizar os serviços do aeroportos brasileiros tendo em vista a proximidade de grandes eventos que o país irá receber nos próximos anos.  De acordo com a Inframérica, empresa reponsável pela gestão do aeroporto, atualmente estão sendo realizadas importantes obras dentro do terminal e isso causa um grande impacto na percepção de quem passa pelo local. Ainda segundo a empresa, as melhorias serão sentidas pelos usuários nos próximos meses, coforme forem entregues as obras.

 
Fonte: Correio Braziliense

Falta apenas a prisão do quarto assaltante - na ótica dos revanchistas o "cel Ustra" é suspeito.Aliás, ser sempre acusado não é novidade o coronel

Caseiro confessa participação no crime que terminou na morte do coronel Malhães

 Durante o depoimento, o caseiro Rogério Pires Teles confessou a participação no assalto que culminou na morte do coronel reformado do Exército Paulo Malhães, na última quinta-feira em seu sítio em Nova Iguaçu, na Baixada. Ele foi preso na manhã desta terça-feira.

 Delegado Pedro Henrique Medina exibe as fotos dos irmãos do caseiro, que estão foragidos - Foto:  Fabio Gonçalves / Agência O Dia

O plano de roubo as armas do coronel Malhães foi arquitetado há cerca de um mês, de acordo com a DH da Baixada. Os delegados Pedro Medina e William Pena Junior, titular e assistente da especializada, respectivamente, também disseram que a linha de latrocínio é a mais concreta. Entretanto, nenhuma hipótese é descartada. "A cena do crime já mostrava um crime patrimonial", afirmou o delegado William. 


Além dos irmãos de Rogério, identificados como Anderson Pires Teles e Rodrigo Pires, um quarto homem, que estava de capuz, também participou do assalto, mas ainda não foi identificado. Eles permanecem foragidos. Durante o depoimento, Rogério Pires Teles entrou em contradição e acabou entregando seu envolvimento no crime. "Na madrugada de ontem evidenciamos a participação do caseiro que se apresentava como vítima", afirmou Pedro Medina, delegado titular. Um dos participantes já tem passagem por estupro.

Ainda segundo a especializada, o caseiro mostrava um misto de arrependimento e surpresa com a morte do coronel, já que o objetivo, segundo ele, era somente roubar as armas. Rogério também teve o cuidado de mudar a cena do crime.  O caseiro trabalhou durante sete anos com Paulo Malhães, quanto empregado e patrão entraram em acordo e ele foi demitido, há seis meses. Um mês e meio depois ele voltou a trabalhar no sítio. Contra o caseiro foi cumprido mandado de prisão temporária, expedido pelo plantão judiciário, pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

Notícia da morte do coronel Paulo Malhães saiu primeiro em site de militar
Entre as primeiras pessoas que souberam da morte do coronel reformado do Exército Paulo Malhães na sexta-feira está o também coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-comandante do DOI-Codi de São Paulo (1970-1974). O DIA descobriu no Twitter do site de Ustra “A Verdade Sufocada” uma postagem sobre o assassinato de Malhães às 13h08 — 31 minutos antes da primeira notícia em página de empresa jornalística, às 13h39. O site “A Verdade Sufocada” tem o mesmo nome do livro escrito por Ustra, com sua versão sobre a repressão. [não é novidade suspeitas serem lançadas sobre o coronel Ustra - quando tomei conhecimento da morte do coronel Paulo Malhães comentei com amigos: 'aguardem que logo surgirão insinuações tentando lançar suspeitas sobre o coronel Ustra1.
Agora que estou sabendo desse encapuzado ainda não identificado e ouvi rumores de que ele foi visto correndo nas redondezas do sítio do coronel Malhães - sugiro à 'com omissão da verdade' que investigue se o Ustra não estava na Baixada no dia do crime - há grandes chances do encapuzado ser o coronel - apesar de não ser 'pé de poeira' e dos 81 anos completos, o coronel é excelente maratonista.
Pode ser uma averiguação importante para a identificação do encapuzado.]

A postagem no Twitter traz um link para a matéria no site do militar. A notícia diz que Malhães foi morto com quatro tiros. Há também uma referência ao assassinato do coronel Júlio Molinas Dias em 2012, e que ele guardava em casa documentos do caso Rubens Paiva.



O coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Pedro Dallari, considerou a informação importante para as investigações. “Esse levantamento vai ser importante. Acredito que vão ter que ouvir pessoas em função disso. É uma informação relevante”, afirmou Dallari, que ressaltou que todas as hipóteses devem ser investigadas.

O assessor da Comissão da Verdade de São Paulo Ivan Seixas disse que o site é uma referência entre os militares.É a mais importante referência dos torturadores. É altamente suspeito ter essa notícia antes mesmo da própria imprensa. Isso chama a atenção e acho que devíamos exigir que a PF entre no caso”, observou Seixas. [a preferência dos brasileiros, especialmente as pessoas de bem e que odeiam terroristas, guerrilheiros, esquerdistas, traidores da Pátria e escória parecida, pelo site A VERDADE SUFOCADA é que além de ser COMPLETO representa A VERDADE.
O Blog Prontidão tem absoluta confiança de que quando posta material colhido naquele site está postando a verdade.
No inicio da década de 70, tive oportunidade de vivenciar algumas ações contra os malditos guerrilheiros e terroristas, repugnantes traidores da PÁTRIA, em consequência, obtive algum conhecimento que me permite afirmar com total convicção que NUNCA encontrei uma notícia inverídica no Site A VERDADE SUFOCADA, valendo o mesmo para o TERNUMA.]

Durante entrevista ao DIA em março deste ano, Malhães contou que ele e Ustra tinham trabalhado juntos em algumas operações. Ustra também prestou depoimento à Comissão da Verdade, em maio de 2013. Na ocasião, negou sua participação em torturas e assassinatos. Procurado para falar sobre o caso do coronel Paulo Malhães, Brilhante Ustra não retornou até o fechamento da edição.


Caseiro do coronel Malhães entrega irmãos durante depoimento à polícia; mesmo assim, a turma da "Comissão da MEIA Verdade" e elementos da imprensa vão continuar fazendo conjeturas absurdas


Caseiro confessou ter passado informações sobre a rotina do militar para facilitar a ação dos bandidos. 
Dois deles são irmãos do próprio funcionário, e estão foragidos. 
Rogério Pires foi demitido em dezembro e readmitido poucos dias antes do crime, na semana passada, em Nova Iguaçu                                                                                               Plano de roubo as armas do coronel Malhães foi arquitetado há cerca de um mês, de acordo com a DH da Baixada
O delegado titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Pedro Medina, confirmou em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira a participação do caseiro Rogério Pires na morte do tenente-coronel reformado Paulo Malhães, de 77 anos. Rogério, de 28 anos, confessou ter passado informações sobre a rotina do militar para facilitar a ação dos bandidos, dois deles irmãos do próprio caseiro, identificados como Rodrigo e Anderson Pires. Ambos estão foragidos.


O outro bandido, que no momento do assalto estava com o capuz, ainda não foi identificado. Um dos irmãos de Rogério tem passagem por estupro, mas a polícia não informou qual deles. O crime estava sendo planejado há um mês. O caseiro foi preso nesta terça-feira, após confessar em depoimento participação no crime. Os policiais cumpriram mandado de prisão temporária, expedido pelo plantão judiciário, pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

Rogério estava no sítio no momento no momento em que o militar e a mulher dele, Cristina, foram rendidos por bandios. Malhães foi encontrado morto na última sexta-feira, depois da ação dos bandidos no sítio onde ele morava, na zona rural de Nova Iguaçu. Medina disse que o objetivo do grupo era roubar joias, dinheiro e as armas de Malhães para vendê-las. Por conta disso, o delegado já pediu ao Exército que identifique todas as armas roubadas. Ele não soube informar quantas foram levadas e nem o valor delas. 

O delegado afirmou, no entanto, que a intenção não era matar o tenente-coronel. Por isso, Medina aguarda o laudo com a causa da morte, para saber se ela foi mesmo provocada por um infarto, por conta da ação dos bandidos, como sugere a Guia de Sepultamento.  - Quando ele (o caseiro) soube da morte, ele ficou surpreso e arrependido - afirmou o delegado.

Caseiro voltou a trabalhar no sítio há um mês e meio
O caseiro trabalhou durante sete anos com Malhães e, em dezembro do ano passado, foi demitido amigavelmente porque ia para outro emprego. Há um mês e meio, ele voltou a trabalhar com o militar. O delegado disse ainda que os bandidos sabiam que ele era um militar do Exército, mas não sabiam o papel de Malhães durante a ditadura. Da casa do militar, foram levados dois computadores, R$ 700 reais, joias e armas. A polícia guarda o laudo cadavérico até a próxima sexta para saber a causa da morte.

O delegado continua trabalhando principalmente com a hipótese com latrocínio, mas ressaltou que as investigações continuam. Ele ainda não descarta as hipóteses de vingança e queima de arquivo, já que Malhães confessou em 2012 ao GLOBO e neste ano à Comissão Estadual da Verdade no Rio (CEV-Rio) que torturou e matou presos políticos durante a ditadura. Peritos da Comissão Nacional da Verdade (CNV) estão na delegacia. [o que esse pessoal da 'com omissão da verdade' tem a fazer na Delegacia? aparecer em fotos?]

Bandidos alteraram a cena do crime
Medina informou que a cena do crime foi alterada para tentar confundir as investigações. Ele não deu detalhes e adiantou apenas que, no depoimento, o caseiro tentou confundir o posicionamento das vítimas no momento da ação dos bandidos. - A casa tem muitos cômodos. Uma hora no depoimento ele dizia que ele e a viúva estavam no quarto, no outro momento dizia que estava em outro quatro - afirmou o delegado, ressaltando que o caseiro já sabia que o crime seria praticado.

Polícia divulga retratos falados dos irmãos do caseiro
Todos os identificados de participação no crime devem responder por latrocínio. Foram divulgados os retratos falados dos irmãos de Rogério. A polícia continua fazendo diligências, inclusive, um grupo de agentes deixou a DHBF às 12h10m rumo ao sítio. Participaram da entrevista coletiva Medina, o delegado adjunto William Pena Júnior e o delegado Marcus Maia. 

O caseiro está na DHBF. O caseiro e a viúva participaram ontem da operação do Ministério Público Federal do Rio (MPF-RJ) no sítio do Paulo Malhães. Foram recolhidos computadores e documentos. A viúva esteve na manhã desta terça-feira na delegacia, mas deixou o local com policiais, sem falar com a imprensa.

'Moro aqui perto. Quem não tem medo?', disse caseiro ao GLOBO
O caseiro mora em Marapuci, mesmo bairro onde fica o sítio de Malhães e uma região dominada pelo tráfico de drogas. Ele é casado com a dona de casa Marcilene Pereira dos Santos, e tem dois filhos, de dois e três anos. Ontem, depois da diligência no sítio de Malhães, o caseiro disse que temia pela segurança da família:
- Moro aqui perto. Quem não tem medo? Eu tenho dois filhos - declarou ao GLOBO.

Pesquisa personalizada