Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quinta-feira, 24 de abril de 2014

As UPPs já sucumbiram - ainda podem ser salvas se o Beltrame deixar a teimosia e aceitar que POLICIA PACIFICADORA tem que também PRENDER e se preciso MATAR

Cobrança vital às autoridades fluminenses

 Será uma tragédia, para a sociedade e para a segurança pública, do Rio do Brasil, se a pacificação sucumbir aos ataques dos grupos interessados em desestabilizá-la

Os distúrbios em Copacabana, decorrentes da morte do jovem Douglas Rafael da Silva Pereiras, DG como era conhecido, dançarino de um programa da TV Globo, são mais um perigoso ingrediente de um momento delicado por que passa a política de pacificação do Rio. Sob ataques organizados a partir de grupos com interesses convergentes, o programa e suas mais bem-sucedidas realizações, as UPPs, enfrentam dois desafios imediatos. O primeiro, dar a tais agravos respostas à altura; o segundo, evitar que, apesar do saldo positivo em questões de segurança em comunidades nas quais as unidades já foram implantadas, elas venham a ser também chamuscadas pela preocupante degradação da imagem da Polícia.

Esse novo surto de violência encerra uma questão que transcende o caso em si. Por óbvio, impõe-se que o poder público, por seus órgãos, leve a fundo as investigações sobre as mortes (além do jovem DG, registrou-se outro óbito durante os tumultos no Pavão-Pavãozinho), em respeito ao drama das famílias atingidas e pela inexorável obrigação legal de o governo fluminense esclarecer as circunstâncias em que elas aconteceram, para punir os responsáveis. Se ficar evidente que há digitais da Polícia Militar no episódio, disso deve decorrer não o acobertamento de maus policiais, mas a coragem de a corporação cortar na própria carne. Neste sentido, o recente exemplo do caso Amarildo, que de início parecia condenado a engordar estatísticas de crimes sem castigo, mas cujos desdobramentos levaram a punições no oficialato, deve ser o paradigma desse novo drama.

Mas a questão de fundo, que permeia este e todos os episódios ligados a tentativas de desidratar o programa de pacificação, é a necessidade de o governo e as autoridades de segurança darem mostras inequívocas de que as UPPs serão defendidas de forma intransigente. Isso passa não só pelas respostas imediatas aos recentes ataques e pela correção de desvios pontuais de agentes públicos lotados nas unidades, mas necessariamente pelo saneamento e aperfeiçoamento profissional das polícias, bem como pelos investimentos sociais (serviços e políticas setoriais) devidos às comunidades com grandes demandas agravadas por extensos períodos de ausência do Estado.

O saneamento das polícias do Rio é questão antiga. A imagem da corporação (civil e militar) é degradada por uma banda podre que vive em relação promíscua com a criminalidade. Mesmo que, por formação, com critérios mais rígidos de alistamento e uma cadeia de comando mais profissionalizada, as UPPs obedeçam a uma dinâmica própria, é evidente que ainda não estão blindadas contra os maus policiais. Será uma tragédia (para a sociedade e para a segurança pública, do Rio do Brasil) se a pacificação sucumbir aos ataques dos grupos interessados em desestabilizá-la. E pela incapacidade de as autoridades fazerem as necessárias correções de rumo. Isso precisa ser evitado a todo custo.

Fonte: O Globo - Editorial

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada