Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Aumento de 10% no valor da conta de luz, só por conta do socorro ao setor elétrico - na sequência, desgoverno vai querer de volta a redução de 2013

Socorro do governo ao setor elétrico terá um impacto de 10% no valor da conta de luz Repasse de empréstimo de R$ 8 bilhões ao setor virá a partir de 2015; 
Ministério da Fazenda, porém, ainda não decidiu se o aumento será feito de uma só vez ou parcelado [a decisão sabemos: de uma só vez, após as eleições, é uma das heranças malditas que o PT deixará para o novo Governo.]
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reconheceu que os problemas do setor elétrico terão impacto sobre a conta de luz com reajustes maiores para os consumidores. Segundo cálculos de técnicos da área de energia, o peso dos empréstimos de R$ 8 bilhões que serão contratados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) para socorrer as distribuidoras será de cerca de 10%. Mas o governo ainda não definiu como será o repasse para a conta de luz, a partir de 2015: se de uma vez ou em parcelas.   — Deveremos ter algum reajuste a maior da energia elétrica por causa das chuvas escassas. Estamos minimizando esse problema e o governo federal está colocando R$ 4 bilhões para compensar parte do aumento. O governo está compartilhando o aumento de custo com o consumidor — disse Mantega ao participar do programa “Bom Dia, Ministro”, da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

O decreto com as regras para os aportes e empréstimos que ajudarão as distribuidoras a cobrirem as despesas extras com o uso das térmicas e compra de energia mais cara no mercado de curto prazo foi publicado na quarta-feira. Os recursos serão transferidos às distribuidoras pela CCEE até 31 de dezembro deste ano. O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) manteve a previsão de que é baixa a probabilidade de haver dificuldades no suprimento de energia para o país neste ano, assim como ocorreu em março. Em fevereiro, esta probabilidade já foi considerada baixíssima, tendo sido alterada para baixa em março. [Em PORTUGUÊS CLARO, sem economês: os aportes e empréstimos feitos pelo desgoverno precisam ser cobertos e são cobertos pelos impostos dos contribuintes - em torno de 10% eles cobram na conta de luz e o restante via impostos - nós brasileiros, bancamos parte como consumidores e parte como contribuintes.]

Em nota divulgada na quarta-feira, durante a reunião mensal do CMSE, o governo informou que “os valores de chuva registrados em março superaram os acumulados em janeiro e fevereiro, individualmente, e ficaram mais próximos dos valores normais que nos dois meses anteriores”.

Mais cedo, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, disse que a atual situação do setor elétrico não é de “desespero”, embora tenha reconhecido que o volume de água nos reservatórios nos primeiros três meses foi pior desde 1931, quando começou a medição. — Não achamos que é uma questão de desespero. O risco de ter um racionamento é muito baixo — disse, durante audiência pública na Comissão de Minas e Energia da Câmara. [antes diziam que o risco era baixíssimo, agora é baixo e logo passará a médio.]

Já o ministro Guido Mantega, na entrevista ao “Bom Dia Ministro”, assegurou que o controle da inflação é uma questão de honra para o governo e que aumentos pontuais nos alimentos por fatores climáticos são problemas passageiros. [os aumentos pontuais nos alimentos pro problemas climáticos são passageiros, só que os efeitos não: os alimentos sobem um pouco, devido aqueles problemas, e depois os preços caem, só que não retornam aos valores anteriores, sempre ficam um pouco acima.] Ele previu que o crescimento de 2014 ficará entre 2% e 2,5%. Segundo ele, o Brasil só voltará a ter um crescimento mais robusto – entre 3% e 4% – quando o mercado internacional se recuperar e o Brasil conseguir exportar mais: — Precisamos da recuperação da economia internacional para crescer mais. Assim que essa crise amainar, o Brasil vai crescer entre 3% e 4%.

O ministro disse ainda que a decisão da agência de classificação de risco Standard & Poor’s de rebaixar a nota do Brasil foi descartada pelos mercados. Um sinal disso, afirmou ele, foi o fato de a Bolsa ter subido, os juros futuros terem caído e o câmbio ter se valorizado na semana em que a decisão da S&P foi anunciada.— Não teve efeito nenhum. Ninguém olhou para ela. Não vi nada, nenhuma repercussão — disse Mantega. [o ministro 'amanteigado' omite que a subida da Bolsa, a queda dos juros e a valorização do câmbio foram consequencia da queda da popularidade da Dilma; a regra agora é: Dilma caiu, economia melhora.]

Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada