Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

terça-feira, 1 de abril de 2014

Bolsonaro é impedido de falar pelos revanchistas covardes na Câmara dos Deputados

Tumulto na Câmara impede discurso de Bolsonaro em defesa do golpe militar

Parlamentares e manifestantes contrários ao regime protestaram durante sessão desta terça-feira 

 "Parabéns militares, graça a vocês o Brasil não é Cuba".

Deputado Jair Bolsonaro, PP-RJ, covardemente impedido de  discursar por revanchistas covardes

[discurso de Bolsonaro, covardemente impedido de falar,  foi mais eloquente do que todos os latidos dos revanchistas.]

A sessão da Câmara para relembrar os 50 anos do golpe militar terminou em tumulto, bate-boca e com a reunião suspensa pelo presidente da cerimônia, deputado Amir Lando (PMDB-RO). Parlamentares e manifestantes contrários ao golpe protestaram nesta terça-feira quando o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) iria começar seu discurso, de 17 minutos. Os contrários ao Bolsonaro viraram de costas para o orador, com cartazes em punho e cantaram o Hino Nacional e o chamavam de ditador.

 Antes disso, Bolsonaro criou confusão ao tentar abrir em plenário uma faixa enorme, de 20 metros, com os dizeres: 

"Parabéns militares, graça a vocês o Brasil não é Cuba". 

Seus assessores levaram a faixa para a galeria e a estenderam, mas por pouco tempo. Protesto e vaias fizeram com que Lando determinasse a retirada da mensagem.


Antes de encerrar a sessão, Lando tentou convencer os que protestavam contra Bolsonaro ou virar de frente para o orador ou deixar o plenário. Ele não admitiria, como não aceita o regimento da Casa, esse tipo de manifestação, ou seja, ficar de costas para quem está na tribuna falando. - Não vou aceitar isso. É um desrespeito. Vocês que lutaram pela democracia fazendo uma coisa dessas. Sei bem o que é ser um democrata - disse Amir Lando, exaltado.

Vídeo sobre BOLSONARO PRESIDENTE

Foi o secretário-geral da Mesa, Mozart Viana, regimento em punho, quem orientou Amir Lando a encerrar a sessão por haver uma situação inadequada no plenário. - Houve um comportamento inadequado e desrespeitoso quando deputados e convidados da primeira e segunda bancada viraram de costas para o orador na tribuna. Nessa caso não é só um desrespeito ao parlamento, é um desrespeito a instituição, a mesa diretora e a democracia. É antidemocrático, permitiu-se acesso a sessão e as pessoas entram em plenário e viram de costas para o orador? Por isso, a sessão teve que ser encerrada. - explicou Viana.

Bolsonaro até tentou convencer Lando a deixá-lo falar mesmo com os presentes de costas para ele. - Não tem problema. Eles vão ouvir umas verdades do mesmo jeito. Vou torturá-los daqui - disse Bolsonaro, que nem começou a ler seu discurso. Ele estava em mãos, com um exemplar do livro "A verdade sufocada", de autoria do coronel Carlos Brilhante Ustra, que comandou o Doi-Codi em São Paulo e é acusado por ex-militantes políticos de cometer crimes contra presos políticos.

Apenas quatro deputados discursaram, entre os quais Luiza Erundina, que defendeu a revisão da Lei de Anistia. Marcada para começar às 09:30h, a sessão só teve início quase às 11hs. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), abriu a sessão e, em seu discurso, sem citar o nome de Bolsonaro, afirmou que não aceitaria qualquer homenagem que lembrasse os responsáveis pela ditadura. Mas, depois que discursou, deixou a presidência afirmando que precisava seguir para posse de ministros, e a confusão aconteceu. - Não será admitida nesta sessão nenhum gesto de legitimação do regime autoritário de 64 - discursou Eduardo Alves.

Confusão para acesso
A sessão começou somente depois que Henrique Alves liberou o acesso às galerias. Inicialmente, foram distribuídas 100 senhas para as lideranças dos partidos, o que causou irritação dos parlamentares com as medidas de restrição. O líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ) chegou a discutir com os seguranças. O parlamentar tentou entrar com quatro convidados, mas foi barrado. O deputado Amauri Teixeira (PT-BA) também ficou indignado. - Isso aqui virou sessão da ditadura. Os seguranças estão parecendo os macacos da ditadura. Vou questionar o presidente da Câmara (deputado Henrique Alves) sobre esta decisão. Estamos em plena democracia vivendo momentos de repressão - disse o petista.

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) chegou a pedir, só para distribuição em seu gabinete, de duzentas senhas, mas foi negado pela presidência da Casa. Bolsonaro se irritou com as perguntas de uma repórter e disse que não responderia mais seus questionamentos.
- Você está censurada! - afirmou o parlamentar.


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada