Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

terça-feira, 29 de abril de 2014

Devaneios, devaneios... pena que ofendam a lógica e a inteligência

'Ainda não matou ele?'

São tantas as coincidências e circunstâncias suspeitas em torno dos assassinatos dos coronéis Paulo Malhães, na sexta (25) em Nova Iguaçú (RJ), e Julio Molina em novembro de 2012 em Porto Alegre (RS), que não se pode desprezar a possibilidade de queima de arquivo. [os únicos interessados na 'queima de arquivo' que a morte do coronel Paulo Malhães pode é a turma que foi presa como comunista = terrorista/guerrilheiro e aceitou ser convertida pelo coronel = especialista na produção de 'infiltrados' = convencer guerrilheiros e terroristas arrependidos a trabalhar para os órgãos de segurança do Governo Militar na condição de 'alcaguete'.

Muitos dos 'infiltrados' hoje ocupam cargos importantes nos governos petistas, inclusive e principalmente no desgoverno Dilma e se apavoraram quando o homem que sabia de suas traições apareceu e começou a falar.

Cada um deles, deduziu o óbvio: se o coronel Paulo Malhães os delatasse como 'infiltrados' - a pior categoria de bandido entre os bandidos - seria a morte politica e financeira deles, pois perderiam o prestígio que possuem no atual desgovernos e também os empregos, sem esquecer as grandes chances de serem justiçados, prática que a esquerda ainda gosta.

A teoria de infarto é inteiramente plausível, mas, se o assalto era na realidade um pretexto para o coronel ser assassinado - da forma convencional, a tiros - os únicos interessados naquela morte eram os que hoje posam de esquerdistas, de ex-guerrilheiros, ex-terroristas, muitos recebendo pensões, após serem anistiados e pensionados e se borravam de medo de serem denunciados. Só que as péssimas condições de saúde do coronel Malhães resultaram em um infarto que possibilitou aos executores dar ares de causa natural a uma 'morte' que estava prevista para ser 'morte matada'.

Aos ex-agentes da repressão a morte do coronel Paulo Malhães em nada interessava.]

Ambos participaram ativamente da tortura política no Rio das décadas de 1970 e 80, guardavam arquivos pessoais sobre suas atividades (parte dos de Malhães estava em computadores roubados) e foram mortos a tiros – Molina com 15 perfurações, de três calibres. Nos dois casos, houve suposta tentativa de roubo de armas que colecionavam.

Pior: na segunda (28), a repórter Juliana Dal Piva, do diário carioca O Dia, descobriu que o também coronel Brilhante Ustra, ex-comandante do DOI-Codi de São Paulo (1970-74), publicou, em sua conta no Twitter a notícia do assassinato de Malhães “às 13h08 — 31 minutos antes da primeira notícia em página de empresa jornalística, às 13h39”. 

No mesmo dia, a Polícia prendeu o caseiro de Malhães por suposta participação no crime.
Malhães operava no escritório do Serviço Nacional de Informações no Rio. Ele admitiu à Comissão Nacional da Verdade (CNV) ter torturado presos políticos. Molina comandou o Doi-CODI em 1981, quando seus militares explodiram uma bomba no Riocentro.

Estas circunstâncias seriam suficientes para adiar o sepultamento de Malhães, realizado no sábado (26), até a produção de laudo cadavérico e perícia no local. Mas, a autorização para o enterro, em estranho regime de fato de urgência baseou-se em lacônica guia que atestava como causa da morte edema pulmonar e isquemia do miocárdio. Enquanto isso, uma a reportagem de Diana Brito na Folha de São Paulo, no sábado, aumentava a necessidade de cautela. Um afilhado e vizinho de Malhães contou à repórter ter ouvido da viúva (Cristina) que os assassinos se comunicavam por rádio com uma pessoa que insistia: “Ainda não matou ele?”. Em duração incomum a latrocínios, Malhães foi torturado por nove horas, como a enviar sinais a outros torturadores interessados em depor.

Outras circunstâncias também precisam ser investigadas, como o “crime de mando”. A exemplo de outros torturadores desempregados pela volta da democracia, Manhães se envolveu com o bicheiro Anísio, da Beija-Flor. Além disso, o bairro Marapicu, onde o torturador morava, é controlado por milícias, que em última instância autorizam, ou não, a presença ali de homens como ele.

Nesse emaranhado de hipóteses que unem o passado ao presente, a Polícia Civil não pode dispensar a ajuda da Federal – Manhães era de especial interesse à CNV - , inclusive para garantir segurança e a vida de outros potenciais depoentes. E nisso é preponderante a participação da PF.

Por: Carlos Tautz, jornalista e coordenador do Instituto Mais Democracia – Transparência e controle cidadão de governos e empresas.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada