Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

terça-feira, 22 de abril de 2014

Governistas já preparam recurso para protelar CPI exclusiva da Petrobras

Se Rosa Weber decidir por investigação restrita, senadores aliados levarão caso ao plenário do STF
O governo espera que a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), devolva esta semana para o Senado a decisão sobre qual será o formato da CPI que investigará negócios da Petrobras. Mas se a ministra determinar a instalação da CPI exclusivamente para investigar a estatal, como reivindica a oposição, senadores governistas já preparam um recurso para evitar a instalação imediata da comissão. Nesse caso, a base aliada recorreria ao plenário do Supremo contra o que considera uma interferência indevida do Judiciário no Legislativo [salvo um golpe dos governistas no 'estado democrático de direito', havendo recurso ao planário do STF, até que o mesmo seja julgado, vale a decisão da ministra Rosa Weber - assim, enquanto tentam  golpear o 'estado democrático de direito' (desobedecendo uma decisão monocrática de um ministro do Supremo - tomada dentro das normas regimentais da Suprema Corte) os governistas vão ter que se 'rebolar', Renan Calheiros à frente, para impedir que a CPI seja instalada.]

Esse tipo de manobra protelatória do governo para não deixar a comissão funcionar é um dos temores da oposição. Parlamentares do PSDB e do DEM, que estiveram reunidos com Rosa Weber na última quarta-feira, esperam uma decisão a favor da CPI restrita, mas sabem que novos recursos no STF podem atrapalhar. Segundo o senador Agripino Maia (DEM-RN), as manobras do governo não vão fazer com que o assunto caia no esquecimento. Se o governo pensa que, com essas atitudes, vai encerrar o assunto, está errado. Esse assunto é forte demais para morrer. Esse assunto tem de sobreviver ao próprio processo eleitoral. Nunca se viu uma empresa estatal como essa com a sede invadida pela Polícia Federal e com ex-diretor preso.

O eventual recurso dos senadores governistas não teria o poder de suspender imediatamente os efeitos de uma decisão liminar de Rosa Weber, mas eles poderiam, ao apresentar o recurso, requerer um efeito suspensivo — como explicou ontem o ministro Marco Aurélio Mello, do STF.

O governo defende a tese de que o direito da minoria do Senado de criar uma CPI não estaria sendo violado — o que seria um tema constitucional da alçada do STF — com a ampliação do escopo para também apurar outros temas. O discurso da base aliada é que se está adotando apenas procedimentos regimentais internos anteriores à própria instalação da CPI. — Essa é uma questão regimental interna corporis, não constitucional, e a ministra deverá respeitar a autonomia do Senado. O Senado não está negando a instalação da CPI, mas só não a instala por estar sub judice — disse Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo no Congresso. [o governo pode defender até ladrões - aliás, já faz isto quando defende mensaleiros e alguns membros do Congresso Nacional e de estatais - mas, não tem competência para decidir sobre matéria constitucional e violar o direito da minoria do Senado de instalar uma CPI é matéria constitucional.
Sendo o desgoverno a parte coatora, e inadmissivel que se arvore o direito de decidir sobre o assunto controverso.]

Se CPI for ampla, oposição a esvaziará
Se ocorrer o que o governo espera, ainda esta semana o presidente do Senado, Renan Calheiros, deverá levar a voto no plenário o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em favor da CPI ampliada. Nesse cenário, os senadores da oposição tenderão a esvaziar a CPI ampla, simplesmente deixando de indicar membros para sua composição e impedindo-a de ter início formal. A oposição, então, se voltaria para a criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), composta por senadores e deputados.

Esta CPMI, que ainda precisa superar obstáculos criados pelo governo para ser instalada, também seria restrita às investigações em torno da Petrobras. Apesar de defender permanentemente a abertura da CPI, pelo potencial explosivo que ela gera, a oposição já admite ao menos um aspecto positivo na procrastinação dos seus trabalhos: diariamente, o governo vem aparecendo de forma negativa na mídia, como quem tenta impedir investigações sobre corrupção. Os candidatos de oposição, Eduardo Campos (PSB) e Aécio Neves (PSDB), têm repetidamente citado a situação da Petrobras em seus discursos.

Rosa Weber é relatora dos dois mandados de segurança enviados ao STF sobre o tema: o da oposição defende uma CPI restrita apenas aos negócios na estatal, e o da base governista, uma comissão mais abrangente incluindo nas investigações casos polêmicos para a oposição.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada