Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sábado, 26 de abril de 2014

Justiça reconhece direito à dupla maternidade em Goiás, mas não livra a criança da condenação a constante constrangimento

Justiça reconhece direito à dupla maternidade em Goiás

Casal de mulheres recebeu da Justiça o direito de registrar seu filho, que ainda vai nascer, em nome das duas mães -  Uma das mulheres gerou o bebê, com óvulo da companheira

Gravidez. Juíza de Goiás obriga hospital a registrar criança com duas mães unknown / StockPhoto

O mais irônico, cômico, inútil de todo o processo é que o principal NÃO FOI ALTERADO: a criança continua tendo um PAI e uma MÃE.

Apesar do tempo perdido pela Justiça para satisfazer o desejo do "casal" o FATO É: a criança - que vai se chamar Helena - TEM PAI e TEM MÃE. Uma farsa, avalizada pela Justiça - movida ao politicamente conveniente (Reinaldo Azevedo da VEJA cunhou esse termo, em momento de feliz inspiração,para substituir, com vantagens, o malfadado 'politicamente correto') até permite que na sua Certidão de Nascimento conste FILIAÇÃO em substituição ao tradicional e verdadeiro PAI e MÃE.

Mas, nada vai mudar o principal: a criança só nasceu porque ocorreu o encontro de um HOMEM e de uma MULHER = PAI e MÃE - nenhuma pesquisa científica vai produzir espermatozoide, cuja produção na RAÇA HUMANA é exclusiva do MACHO, do PAI, do MASCULINO, que quando a criança é concebida é chamado de PAI e a geradora do óvulo de MÃE.

Podem até ser desenvolvido um útero artificial mas se dentro dele não for colocado um óvulo (na raça humana produzido exclusivamente por uma FÊMEA, por uma MULHER, devidamente fecundado por um espermatozoide que na raça humana é produzido exclusivamente por um MACHO, por um HOMEM) não vai nascer nada.

Para concluir, Helena estará condenado a vivenciar situações constrangedoras. Alguns exemplos:    - quando for preencher uma ficha de matrícula escolar,  de emprego, para exame vestibular, prova de concurso e dezenas de situações ao longo de sua vida, vai na maior parte das vezes encontrar os termos Pai: e Mãe: vai riscar tais palavras e escrever sobre as mesmas filiação? 

- para viver o dia a dia vai ser especialista em borrar fichas, formulários? 

- quando  coleguinhas perguntarem o nome do pai dela ou da mãe, Helena vai responder que não tem pai nem mãe e sim filiação?

Se a pessoa desenvolveu o homossexualismo e não procurou a cura, pelo menos não tente modificar aspectos imutáveis. Queiram ou não, todas as associações LGBT do Brasil e do mundo, uma criança sempre será filha de um HOMEM = PAI e de uma MULHER = MÃE.

Curtam sua disfunção sexual, ou diversidade como pretendem, mas não tentem mudar o imutável.

Pretender que um juiz, o Supremo ou mesmo a Corte Internacional de Haia, suprime a necessidade de um HOMEM e uma MULHER para gerar uma criança é mesmo que impetrar um mandado de segurança ou um 'habeas corpus' para impedir uma pessoa de morrer.]                                                                                                                         
Em uma decisão inédita no Estado de Goiás, a juíza Vânia Jorge da Silva reconheceu a dupla maternidade de um casal de mulheres, determinando que o hospital onde acontecerá o parto de uma das mães emita a certidão de nascido vivo, com o nome das duas. O Cartório de Registro Civil também deverá registrar a criança da mesma forma.

A determinação favorece Thaise Cristiane de Abreu Prudente e Michelle Almeida Generozo Prudente, que pleiteavam o direito à dupla maternidade. Thaise é a mãe que gerou o bebê, com óvulo doado por Michelle. "Na sociedade atual, o formato das famílias se alterou por demais e os filhos de casais homoafetivos fazem parte desta evolução. Assim, cada família e suas crianças se ajustarão ao mundo de acordo com suas experiências e suas próprias características. Não existe forma pré-estabelecida para a convivência familiar de maneira harmônica e saudável", escreveu a juíza, em decisão assinada no último dia 11 de abril.

No final do documento, Vânia Jorge da Silva decreta: "Julgo procedente o pedido inicial, determinando que o hospital em que se realizar o parto (...) emita a Declaração de Nascido Vivo em nome das mães (...), bem como o Cartório de Registro de Pessoas Naturais proceda a emissão de certidão de nascimento, com os nomes das mães e dos respectivos avós maternos".

Em uma nota divulgada à imprensa, a presidente da Comissão de Direito Homoafetivo da Seção de Goiás da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e vice-presidente da Comissão Especial da Diversidade Sexual do Conselho Federal da OAB, Chyntia Barcello, comentou a decisão. "Após o reconhecimento da união homoafetiva pelo Supremo Tribunal Federal, em 2011, e com a resolução do Conselho Nacional de Justiça, de 2013, que autorizou o casamento civil para homossexuais, essa decisão é um marco para Goiás e para o Brasil. Mais do que reconhecer o direito das mães, reconhece e privilegia o direito do nascituro e atende ao princípio do melhor interesse da criança, levando-se em conta os princípios da dignidade da pessoa humana, da igualdade e da liberdade”, observa.

Fonte: O Globo


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada