Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Polícia decide solicitar apreensão de armas de PMs que participaram de operação no Pavão-Pavãozinho

Iniciativa visa a garantir que, na eventual descoberta de munição no local em que foi encontrado corpo de DG, possa ser realizado o exame de confronto balístico 
Novas perícias serão feitas no local ainda esta semana
Laudo do IML afirma que morte foi causada por ferimento transfixante do tórax
Apesar de ainda não ter encontrado qualquer projétil no local em que estava o corpo do dançarino, Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, a Polícia Civil decidiu solicitar a apreensão das armas usadas pelos dez policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Pavão-Pavãozinho que participaram de operação na comunidade na noite de segunda-feira. A iniciativa visa a garantir que, na eventual descoberta da munição em novas perícias que serão feitas no local ainda esta semana, possa ser realizado o exame de confronto balístico que poderia determinar de que armamento saiu a bala que matou DG. 
 
O secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, já havia dito, no início da noite desta quarta-feira, em entrevista coletiva, que os dez policiais foram identificados e suas armas, "relacionadas". Até então, a Delegacia de Homicídios (DH) optara por não solicitar a apreensão dessas armas porque o tiro que atingiu e matou o dançarino atravessou seu corpo, não havendo material para confronto balístico. [não sendo encontrado o projétil não há confronto balístico a ser feito, o que leva a óbvia dedução de que a DH solicitou a apreensão das armas pressionada pelo maldito 'politicamente correto';
mesmo vindo a ser encontrado algum projétil no local, dependendo das condições da localização, será impossível o confronto que garanta de forma técnica e isenta duas coisas:
- que foi aquele projétil que matou o dançarino: e,
- que foi deflagrado de determinada arma.
no caso presente, as injustiças praticadas contra policiais, em nome do nefasto 'politicamente correto' com certeza não encontrarão terreno fértil para prosperarem.]
 
Na coletiva, o secretário disse, ainda, que falou com o chefe da Policia Civil, Fernando Veloso, que informou-lhe que o laudo cadavérico do dançarino "não permite falar em tortura". Beltrame não descarta a participação de PMs na morte de DG, mas afirma ser necessário apurar todas as hipóteses para esclarecer com transparência o que aconteceu com ele. As investigações serão conduzidas pela DH e pela 13ª DP (Ipanema). Beltrame contou que os dez PMs faziam parte de uma patrulha que na segunda-feira foi checar uma informação dada pelo Disque-Denúncia sobre o traficante Adauto do Nascimento Gonçalves, o Pitbull, apontado como chefe da quadrilha que atua na venda de drogas na região estaria na localidade conhecida como Estação 5.

De acordo com Beltrame, eles foram recebidos a tiros e revidaram. O corpo de DG, ainda segundo ele, só foi encontrado pela polícia às 11h de terça-feira. O secretário afirmou que as ações ocorridas no Pavão-Pavãozinho - assim como no Alemão e no Jacaré - são orquestradas pela facção criminosa que está perdendo territórios. No caso da comunidade da Zona Sul, elas estariam sendo orquestradas pelo próprio Pitbull, que foi preso em 2009, fugiu em 2011 e estaria querendo "retomar seus negócios" lá. - Beneficios judiciais precisam ser revistos para evitar o retorno às comunidades, como aconteceu com Pitbull - disse Beltrame.

Polícia confirma que tiro matou dançarino, mas não foi encontrado qualquer projétil no local
Segundo o delegado da 13ª DP, Gilberto da Cruz Ribeiro, - que com o titular da DH, Rivaldo Barbosa, voltou nesta quarta-feira ao Pavão-Pavãozinho, de onde saiu por volta das 17h30m - o tiro que atravessou o tórax de Douglas o matou. Ainda segundo ele, não foi encontrado nenhum projétil no corpo do dançarino, e nenhuma cápsula foi achada na creche em que seu corpo foi encontrado. - Viemos apenas fazer o reconhecimento do local, para entender melhor o que aconteceu. Foi um tiro transfixante que matou o Douglas. Não achamos nenhuma cápsula de bala deflagrada no local. Já ouvi quatro policiais que participaram do confronto da operação. Ainda hoje, devo ouvir os outros seis policiais - disse Gilberto, que chegou às 16h30m desta quarta-feira ao Pavão-Pavãozinho e foi direto para a Creche Escola Lar de Pierina, onde foi encontrado o corpo do dançarino.

De acordo com laudo do Instituto Médico-Legal (IML), a morte de Douglas foi causada por uma “hemorragia interna decorrente de laceração pulmonar, proveniente de ferimento transfixante do tórax”. As circunstâncias da morte, diz a polícia, ainda estão sendo investigadas. Mais cedo, após o depoimento da mãe de Douglas, Maria de Fátima Silva, na 13ª DP, o advogado dela, Rodrigo Mondego, já tinha dito que peritos indicavam ser grande a chance de Douglas ter sido ferido à bala. — Disseram que é grande a probabilidade, eu diria 99% de chance, de Douglas ter levado um tiro — afirmou ele, na ocasião.

Nesta terça-feira, porém, um outro laudo, o preliminar do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), afirmava que não haveria marcas de tiro no corpo de Douglas. Nessa perícia, feita na Creche Escola Lar de Pierina, no Pavão-Pavãozinho, local em que o corpo foi encontrado, também foi constatado que havia um rastro de sangue entre o muro onde, supostamente, o dançarino do “Esquenta” da TV Globo teria caído, até o pátio da creche.

Segundo amigos, o dançarino estaria participando de um churrasco na laje de um prédio de três andares quando, por volta de 1h de terça-feira, bandidos e policiais da UPP que faziam uma ronda começaram um tiroteio. Para sair da linha de tiro, Douglas e um outro rapaz teriam se lançado no ar,a fim de tentar alcançar o telhado de um outro imóvel, cerca de dois metros à frente. Segundo eles, o outro rapaz conseguiu escapar ileso, mas Douglas teria batido com as costelas em um muro divisório e caído cerca de 15 metros, nos fundos da creche vizinha. Eles não sabem dizer se Douglas teria sido atingido no momento do salto.

Clima ainda é de rovolta na comunidade
Na comunidade, um dia depois do protesto pela morte do dançarino, o clima ainda é de revolta nesta quarta-feira. E muitos moradores reclamam da ação dos policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). — Isso que aconteceu com o Douglas já estava anunciado. Nove em cada dez jovens já foram esculachados aqui — disse uma mulher que não quis se identificar, temendo represálias.

Já outra moradora, Maria Cristina dos Santos, de 54 anos, nascida e criada no morro, contou que um de seus três filhos, um jovem de 20 anos, funcionário de uma lanchonete, teve que sair da favela porque um policial da UPP o ameaçou de morte. — Meu filho estaria morto se não tivesse ido embora há um mês e meio. Eu não quis que ele ficasse aqui. Prefiro ele longe do que morto — afirmou ela, muito revoltada. — Meu sobrinho, ontem à noite, levou três pancadas de fuzil na costela.

Em seguida, o jovem de 15 anos apareceu mancando e reclamando de muita dor. — Quase todos os meus amigos já levaram tapa na cara de PM. Basta estarmos parados conversando para eles nos tratarem como bandidos — disse o adolescente. [a principio, grupinho de três, quatro ou mais desocupados, fazendo rodinha em esquina, DEVE SER REVISTADO.
Trabalhador ou jovem estudioso não faz hora em esquina.]
 
Outro jovem, de 20 anos e que trabalha como DJ, tinha no bolso esta tarde um registro de ocorrência feito na manhã desta terça-feira. Ele conta que ele e seu irmão foram abordados na segunda-feira por quatro policiais da UPP. Segundo o jovem, um dos PMs o xingou durante a revista. — Respondi que ele não poderia dizer aquilo. Ele deu dois tiros na parede perto do meu ouvido. Achei que fosse ficar surdo — lembra o DJ, dizendo que chegou a ir à sede da UPP, onde disseram que nada poderia ser feito.

Mãe de Douglas diz que filho sofreu tortura
Na delegacia, Maria de Fátima fez um apelo para que moradores do Pavão-Pavãozinho que tenham visto seu filho sendo espancado e torturado tomem coragem e prestem depoimento na 13ª DP (Ipanema). Ela disse ter ficado impressionada como estava machucado, com os lábios roxos e um corte no supercílio. [alguém deve lembrar a mãe do DG que ele, segundo depoimento de seus próprios colegas, caiu de uma altura de 15 metros e bateu com as costas em um muro; sendo DG de carne e osso, é mais que óbvio que essa queda foi mais que suficiente para deixá-lo bem machucado.] E pediu explicações sobre a morte de Douglas. — Durante toda a madrugada, vizinhos viram o entra e sai de policiais militares de uma creche que estava fechada. Alguns usavam luvas cirúrgicas. Por que só às 11h que a perícia foi chamada? — questionou ela, que voltou a lembrar que o corpo e os documentos de seu filho estavam molhados.

Beltrame: laudo não permite falar em tortura

O secretário José Mariano Beltrame afirmou que já estão identificados os dez policiais da UPP do Pavão-Pavãozinho que participaram do confronto na comunidade em Copacabana, na madrugada de terça-feira. As armas dos militares estão sob custódia. Beltrame não descartou a participação dos PMs na morte de Douglas Rafael da Silva Pereira, de 26 anos, mas acrescentou que não se pode condená-los por antecipação, já que as investigações dependem de respostas técnicas. De acordo com o laudo cadavérico, Douglas morreu por hemorragia interna provocada por “objeto transfixante’’. Beltrame disse que o documento não permite “falar em tortura”.

Para o secretário, as ações na favela são orquestradas pelo tráfico. Ele atribuiu a Pitbull a tentativa de “retomada dos negócios” e o consequente fim da tranquilidade na região. Mas negou que o tráfico esteja retomando o território. Pitbull chefiava o tráfico no morro até 2008, quando foi preso. Em 6 de julho do ano passado, deixou o Instituto Penal Edgard Costa após receber o benefício de Visita Periódica ao Lar. — Vamos fazer todo o possível, com o maior rigor e transparência, para dar uma resposta à sociedade. Sem dúvida nenhuma, há um movimento arquitetado pelo tráfico de drogas por trás destas ações, seja no Cruzeiro, no Alemão, no Pavão e também no Jacaré. Temos informações de Inteligência que nos mostram isso. Não quero antecipar proteção aos policiais, mas não quero, de maneira nenhuma, condená-los preliminarmente. Somente testes poderão afirmar de onde partiu o tiro. O tráfico procura banalizar nosso trabalho, mas não vamos permitir isso — disse o secretário.

[no jornal Extra consta um comentário bem pertinente: 
Jangadeiro
Sou veemente contrário a qualquer tipo de violência policial. . Mas por qual motivo o dançarino estava fugindo da polícia, pulando de telhado em telhado, agindo como se fosse um bandido?]

Comércio fecha as portas no entorno do Pavão-Pavãozinho

O comércio está fechado na Rua Sá Ferreira, nas imediações do Morro Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, na manhã desta quinta-feira. Há informações de que os lojistas temem uma nova manifestação à tarde, depois do enterro de Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, de 26 anos, que está sendo velado no Cemitério São João Batista, em Botafogo, também na Zona Sul. O sepultamento está previsto para as 15h. Policiais do Batalhão de Choque (BPChq) e do 19º BPM (Copacabana) reforçam a segurança no local.

Os PMs reforçam a segurança na Rua Sá Ferreira Foto: Guilherme Pinto / Extra

DG foi encontrado morto na tarde desta terça-feira no terreno de uma creche no Pavão-Pavãozinho. Na ocasião, a polícia informou que não havia perfurações no corpo. Essa versão foi derrubada pelo laudo cadavérico do Instituto Médico-Legal (IML), que confirmou que a morte foi causada por uma hemorragia interna provocada por “objeto transfixante”.

Fonte: Jornal Extra

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada