Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Polícia x impunidade – produtividade x ineficiência




Escolas!
O “Jornal Nacional” e o “Jornal da Globo” exibiram duas extraordinárias séries de reportagens que, por caminhos diferentes, mostram a mesma realidade: como a falta de produtividade ou a baixa eficiência, tanto no setor público quanto no privado, atrasam e tornam o Brasil mais injusto.

Na semana passada, comentamos a série do “Jornal da Globo”, que se saiu muito bem de um desafio complicado: apontar a impunidade como causa primária da criminalidade. Hoje, falamos das reportagens do “Jornal Nacional”, que encarou outro desafio difícil: mostrar como a produtividade é a chave para o desenvolvimento brasileiro. 
Produtividade é tirar mais do capital e do trabalho. Não é simplesmente colocar mais máquinas e mais homens trabalhando por mais tempo. Não raro, é o contrário: novas tecnologias, com novas máquinas e instrumentos, tornam o trabalho humano mais confortável e mais curto.

Mas produtividade é também fazer melhor com as mesmas pessoas e os mesmos instrumentos. Ou com menos. Por isso, muita gente diz que esses avanços de produtividade não são socialmente positivos para países emergentes. Nestes, a prioridade seria abrir vagas, mesmo que sejam empregos de má qualidade. Por exemplo: cortar cana. Trabalho penoso. A cana precisa ser queimada e, se for colhida ainda quente, o trabalhador produz mais. Mas cada máquina de cortar substitui o trabalho de 45 pessoas, por turno. Qual a escolha correta do ponto de vista econômico e social? Noventa pessoas trabalhando duro ou duas máquinas, um operador cada, numa cabine com ar-condicionado?

Para uma reportagem de televisão, essa talvez fosse a parte mais complicada: mostrar como a nova tecnologia é melhor, em todos os aspectos, mesmo quando substitui postos de trabalho. A agropecuária brasileira é um exemplo. Primeiro, trata-se de um tremendo sucesso. Só na primeira década deste século, sua produtividade cresceu 4% ao ano — um número muito forte. Nos EUA, por exemplo, o mesmo setor, altamente eficiente, teve ganhos de menos de 2% ao ano. [aqui cabe um alerta na comparação com os EUA: em um país com baixa produtividade, qualquer melhora absoluta se traduz em percentuais elevados de  aumento da eficiência; nos Estados Unidos os  percentuais que expressão os resultados são menores, mas foram aplicados sobre base de cálculo várias vezes maior do que a do Brasil.] Se o Brasil aplicar na agroindústria este ano o mesmo percentual de investimentos de 2013, o percentual de resultados será bem inferior aos 4% - há menos espaço para melhorar o desempenho.]

Basta observar a colheita em uma fazenda brasileira para ver tecnologia em ação. E pouca gente operando. Em compensação, os empregos são melhores, pagam mais. E a atividade em crescimento é um fator multiplicador: é preciso fabricar os tratores e desenvolver os métodos de aplicação. Em resumo, é mais eficiente para a sociedade, e melhor para as pessoas, treinar os cortadores de cana em outro ofício do que manter um sistema de produção custoso e penoso.

Muitas vezes, nem é preciso equipamento novo para ganhar produtividade. Basta um método. As filas de caminhões embarcando soja nos portos de Santos e Paranaguá estão menores neste ano. O custo do transporte diminuiu, dizem os exportadores. O truque foi introduzir o prévio agendamento da entrada de caminhões nos portos. Antes, era por ordem de chegada. Agora, pelo horário marcado. Nem sempre cumprido, claro, mas os caminhoneiros dizem que estão perdendo menos horas parados.

Simples, organizar uma fila. E poderiam ter feito isso muito antes, não é mesmo?  Tudo considerado, a produtividade depende mesmo é de cérebros. E como ninguém nasce sábio e esperto, a produtividade depende mesmo é de escolas boas para todos. E isso está ao nosso alcance. [atrapalhando a educação no Brasil tem o pensamento do líder maior dos milhões de bolsistas: aquele individuo se apresenta com perfil de gênio – e milhões acreditam o que é mais trágico – e um seus chavões é NUNCA TER LIDO UM LIVRO.]

Mas tem muito mais histórias na série que pode ser vista no site do “JN”. Tomara que os políticos vejam.

O NOMEADO DA ESQUINA
Conta-se que, em dezembro de 1968, o então vice-presidente Pedro Aleixo tentava argumentar junto ao então presidente, general Costa e Silva, que o Ato Institucional 5 seria uma ameaça aos cidadãos. Costa e Silva respondeu algo assim: não se preocupe, saberei usar com responsabilidade os poderes conferidos pelo AI-5.

E Aleixo: não estou preocupado com o senhor, estou preocupado com o guarda da esquina. A nomeação de diretores da Petrobras para atender a interesses de partidos é, em si, uma prática desastrosa. Os atuais problemas da estatal, que vão de suspeitas de corrupção [suspeitas?] a enorme ineficiência, resultam desse aparelhamento. Mas e os outros? Os nomeados por seus partidos por esse Brasil? Se o partido nomeia diretores da Petrobras, por que um diretório não pode nomear um diretor de escola ou de posto de saúde em um remoto interior?  Dirá o leitor mais cético: escola e posto de saúde do interior não dão dinheiro.

Dão, sim. Na proporção, dão até mais dinheiro e mais correligionários empregados. E até mais fácil: ali na esquina do interior, quem se importa?
É o que faz do setor público uma imensa ineficiência. Vem de cima.

Cliqueaqui para ler a coluna sobre a impunidade: Polícia!


Por: Carlos Alberto Sardenberg


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada