Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sábado, 14 de junho de 2014

Presidente Dilma, a covarde, posa de vítima e Lula, como é habitual, defeca pela boca



Lula apela à luta de classes e racismo às avessas para incitar “vingança” contra quem vaiou e xingou Dilma
[não defendemos a baderneira Sininho, outro traste inútil, mas está sendo indiciada por incitação à violência.
E Lula? ao vociferar essas bravatas não comete o mesmo crime - com a agravante de um maior número de imbecis pronto a fazer qualquer coisa que ele mande.
Por que motivo não o indiciam?] 
 O presidentro Luiz Inácio Lula da Silva, a Presidenta Dilma Rousseff e os cronistas patrocinados pelo PT recorreram à velha, esfarrapada e simplista teoria da luta de classes para condenar as vaias e xingamentos no jogo de abertura da Copa do Jegue. Os líderes petistas alegaram que o ato de protesto mal educado partiu de uma “elite” formada por “cretinos”, “moleques”, “preconceituosos”. Tudo, claro, incitada pela “imprensa” inimiga número 1 do regime nazicomunopetralha. [essa Copa da Petralhada vai ser um fracasso tamanho - começando pelo time do Felipão que não vai ser campeão da Copa 2014 e temos dúvidas se chegará às oitavas - que peço desculpas ao Jorge Serrão para sugerir que não envolva um animal tão digno, tão respeitável, tão nobre quanto é um jumento em qualquer coisa que tenha petista envolvido.]

Lula foi o grande desenhista da “tese” de defesa ofensiva da Dilma. Seu argumento central, repetido sempre que necessário, para ser proclamado como dogma aceito por seus seguidores: “A elite não aceita um pobre chegar à Presidência”. Em Pernambuco, Lula até ensaiou um discurso claramente racista, combinado com a tradicional explicação marxista da luta de classes: “Dilma, você viu que no estádio não tinha ninguém com cara de pobre, só você?! Não tinha ninguém, ninguém pelo menos moreninho. Era a parte bonita da sociedade, que comeu a vida inteira e chegou ao estádio para mostrar que educação a gente aprende em casa, vem de berço”.

Antes de tal argumento de eugenia às avessas, reclamando da falta dos “moreninhos” no Itaquerão, Lula tinha proclamado: “Os responsáveis por aqueles xingamentos contra uma mulher e uma presidente são moleques. Fiquei pensando em casa que não é dinheiro, nem escola, nem qualquer tipo de título que garante educação. A educação se aprende dentro de casa com o pai e com a mãe. Mesmo quando eu fazia oposição, nunca tive coragem de faltar com respeito a um presidente da República”. [Ignorantácio: os presidentes da tua época de opositor - mesmo sendo o 'boi' do Tuma -  os presidentes mereciam respeito; ser presidente da República era, no mínimo, ocupar um cargo merecedor de respeito, de uma certa liturgia.
A partir do momento em que você se tornou presidente da República da Banânia, o cargo de presidente da República foi aviltado, desmoralizado, desvalorizado.]

Psicologicamente, o que Lula fala pode ser geralmente interpretado como um desejo por ele reprimido, que serve de orientação aos seguidores do partido-seita - dominado pelos sindicalistas de resultados,  pelos supostos intelectuais e pelos políticos “novos milionários”. Ainda interpretando o ataque sofrido pela Dilma, apelando para a mitomania de sempre, que distorce e interpreta a verdade a seu favor, conforme as conveniências políticas e pessoais, Lula sinalizou o que vem por aí no estágio pré-revolucionário, depois da ejaculação precoce com o soviético Decreto 8243: “Não foi uma ofensa à presidente, foi um ato de cretinice. A nossa vitória será a nossa vingança. Essa campanha corre o risco de ser uma campanha violenta, porque a elite está conseguindo fazer o que nunca conseguimos fazer: despertar o ódio e que ele tome conta de uma campanha. E não medirão esforços para a quantidade de mentira e preconceitos que vão contar. Nós temos que dizer, em alto bom som: se ofender a Dilma estão ofendendo a cada um de nós”.
[$talinácio Lula da Silva: estamos preparados para a violência que vocês pretendem causar; serão derrotados mais uma vez e desta vez os vencedores de 64 não cometerão os erros do passado.]

Posando de vítima, a covarde presidenta Dilma Rousseff que não quis discursar na abertura da Copa da Fifa, por medo justamente das previsíveis vaias e xingamentos, obedeceu ao raciocínio intestinal do líder ao qual se submete meio a contragosto. Dilma também pregou que seus “agressores” faziam parte da tal “elite” (conceito que os esquerdistas adoram distorcer): “Eu conheço o caráter do povo brasileiro. O povo brasileiro não age assim, não pensa assim e sobretudo o povo não sente da forma como esses xingamentos expressam. O povo brasileiro é civilizado e extremamente generoso e educado. Podem contar que isso não me enfraquece”.

A velha guerrilheira Dilma, forjada na luta armada para implantar o comunismo no Brasil, mas que carrega para sempre o ódio de ter sido derrotada pelos militares, voltou a posar de “vítima da ditadura” em sua ofensiva contra quem gritou, “Ôh, Dilma, vai tomar no c...", assim que viu a imagem dela estampada no telão monumental da Arena Corinthians. A conclusão discurso de Dilma, psicologicamente analisado, também revela o quanto o fato a abalou, apesar da pregação pública em contrário:  “Nós superamos todos os desafios, encaramos os problemas, demos a volta por cima. Eu não vou me deixar perturbar por agressões verbais. Não vou me deixar atemorizar por xingamentos que não podem ser sequer escutados pelas crianças e pelas famílias. Aliás, na minha vida pessoal enfrentei situações do mais alto grau de dificuldade. Situações que chegaram ao limite físico. Superei agressões físicas. Superei agressões físicas quase insuportáveis, e nada me tirou do meu rumo, nada me tirou dos meus compromissos e do caminho que eu tracei para mim mesma. Não serão xingamentos que vão me intimidar e me atemorizar. Eu não me abaterei por isso. Não me abato e não me abaterei”.

Não adianta Dilma contar essa mentirinha. Ela ficou abatida com a reação da classe média concentrada na Arena privada em que o governo investiu milhões do BNDES e abriu mão de recolher impostos para a promoção do “pão e circo” da Copa da Fifa mais bem definida como “Copa do Jegue”. A Presidenta não ouviu apenas uma bronca contra o torneio altamente lucrativo para a Fifa, embora também seja uma promoção para o Brasil. Dilma escutou a reação de quem não aguenta mais impostos elevados, juros altíssimos, custo de vida subindo, violência saindo do controle, causadas por um governo ineficiente, perdulário e comandado por uma classe política corrupta.

A cegueira petista pelo poder não permite que Lula e Dilma vejam essa realidade concreta e objetiva do regime Capimunista brasileiro. Por isso, os dirigentes ideológicos de canhota preferem distorcer o conceito de elite (o melhor entre os melhores) para tentar esconder uma oligarquia que promove a governança política e ideológica do crime organizado.

A cúpula petista sabe do alto risco de perder a eleição. Mas já dá sinais de que não vai largar, facilmente, o osso do poder. A tal “vingança” prometida por seu mítico-líder vai acontecer na improvável vitória ou na quase certa derrota. O Brasil caminha para uma radicalização, uma intolerância ideológica que pode redundar em violência política e risco de separatismo. A ruptura se desenha no horizonte perdido do País. Em tempos de confusão revolucionária, todo mundo grita e ninguém tem razão. Vigora o salve-se quem puder. [o radicalismo tem a vantagem de promover a limpeza e ser radical não é, nem nunca será, uma opção exclusiva da petralhada.]

O único temor dos petralhas e comparsas é que seja atingido, perigosamente, o grau de “guerra civil” - sonhado pela esquerda na luta armada da década de 70, mas agora rejeitado pelos gramscistas que ficaram ricos com o aparelhamento do poder estatal obtido pela via demagógica do voto obrigatório. A cúpula petralha se borra de medo que, em uma conjuntura caótica, de ruptura institucional, aconteça uma intervenção militar para restabelecer a ordem (de uma democracia que talvez nunca tenha existido, de fato, no Brasil).

O barril está preparado. Uns apostam que é de chopp. Outros juram que é de pólvora. Qual dos dois vai estourar primeiro? Ou nenhum deles vai explodir? Eis a dúvida cruel a ser tirada no curto prazo. A previsão mais otimista para 2015 é de crise econômica. Se a crise também for política, a coisa fica mais feia ainda.


Fonte: Blog Alerta Total - Jorge Serrão

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada