Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Viva o povo brasileiro - É uma vergonha e uma irresponsabilidade com o povo brasileiro a guerra entre classes sociais que Lula vem fomentando.



Vale reler hoje o que o próprio Lula escreveu quando era candidato na “Carta ao povo brasileiro”
É uma vergonha e uma irresponsabilidade com o povo brasileiro a guerra entre classes sociais que Lula vem fomentando. Uma guerra fictícia que só serve a objetivos eleitoreiros. Os insultos grosseiros dirigidos a Dilma Rousseff na estreia da Copa do Mundo, no Itaquerão, têm sido usados por Lula para atacar, mais uma vez,  a tal “elite branca” que ele adulou em 2002 como candidato à Presidência.

Há 12 anos, Lula tentava cativar banqueiros, empresários e a classe média. Queria afastar o medo de que um metalúrgico sindicalista no Planalto pudesse lançar o Brasil no comunismo. Um medo infundado, porque Lula manteve a política econômica de Fernando Henrique Cardoso e conservou a seu lado ministros-chave. Lula prometia construir “um Brasil solidário e fraterno, um Brasil de todos”. Uma de suas bandeiras era a ética, a mudança na forma de fazer política, o combate inclemente à corrupção.

Hoje, o que significa ser brasileiro e patriota? Quem faz greve, para o PT, é oportunista, e as paralisações são políticas, visam derrubar Dilma. Os estudantes que protestam por direitos como educação, saúde e transporte não passam de garotos mimados, filhinhos de papai. Os médicos e professores que exigem melhores salários e condições de trabalho são antipatriotas. Melhor importar cubanos e pagar salários aviltantes porque o grosso vai para Fidel. Os metroviários, os rodoviários tampouco são o povo brasileiro, porque, afinal, tocaram o terror antes da Copa das Copas. Os sem-terra e sem-casa, que não viram o governo do PT cumprir um décimo das promessas de habitação, não passam de uns ingratos.

O maior inimigo de Lula e Dilma, hoje em dia, é o que eles chamam de “elite branca”. Primeiro, pela cor da peleLula já deixou claro que brancos, na sua opinião, são perniciosos e causam desastres internacionais na economia. Especialmente, os de olhos azuis. Em segundo lugar, estudaram demais, leram demais, fizeram mestrado, doutorado. Segundo Lula, isso estraga o caráter. As convicções de Lula deveriam impedi-lo, moralmente, de aceitar e comemorar os títulos de doutor honoris causa de universidades no mundo inteiro.  

Acadêmicos,  professores universitários, cientistas não são, definitivamente, “o povo brasileiro”. Ricos, então... Esses deveriam ser banidos. Não os ricos “públicos” – políticos, senadores, deputados, sindicalistas, amigos do PT. O ódio é contra os ricos “privados”. Esses são mal-educados, xingam Dilma, em pleno estádio. O povo brasileiro não é assim. É cordial e civilizado. E, quando sai quebrando tudo na rua, deixa de ser brasileiro?

Temos presenciado o exercício pobre, populista, ignorante, de tentar desviar a insatisfação popular para uma guerra entre classes sociais e até entre grupos étnicos. É o maniqueísmo do Poder. Trata-se de um recurso comum de governos acuados, de qualquer coloração política. É bem verdade que, dentro do governo, tem gente que se envergonha do  “nós contra eles”. Na quarta-feira, o ministro Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, afirmou que não foi só a “elite branca” que xingou Dilma. “Não tinha só elite branca, não! Fui e voltei de metrô. Tinha muito moleque gritando palavrão dentro do metrô que não tinha nada a ver com elite branca. A coisa desceu! Esse cacete diário de que não enfrentamos a corrupção, aparelhamos o Estado, somos um bando de aventureiros que veio se locupletar, essa história pegou na classe média.” 

A classe média no Brasil tem renda familiar per capita de R$ 291 a R$ 1.019, segundo o governo. Ela é centrista, conservadora e, hoje, insatisfeita com a inflação crescente, o descontrole dos gastos públicos, o baixo nível dos serviços públicos e a corrupção institucionalizada. Ela estava no estádio.  Nesses momentos de retórica radical, vale entrar no túnel do tempo e reler o que o candidato Lula escreveu há exatos 12 anos na “Carta ao povo brasileiro”: – O Brasil quer mudar. Mudar para crescer, incluir, pacificar. Nosso povo constata com pesar e indignação que a corrupção continua alta e, principalmente, a crise social e a insegurança tornaram-se assustadoras. O país não pode insistir nesse caminho. O povo brasileiro quer mudar para valer. Quer trilhar o caminho da reforma tributária, que desonere a produção. Da reforma agrária que assegure a paz no campo. Da redução de nossas carências energéticas e de nosso deficit habitacional. Da reforma previdenciária. O novo modelo não poderá ser produto de decisões unilaterais do governo. Acredito que o atual governo colocou o país novamente em um impasse. A estabilidade, o controle das contas públicas e da inflação são hoje um patrimônio de todos os brasileiros. Não são um bem exclusivo do atual governo. Vamos ordenar as contas públicas e mantê-las sob controle.

Luiz Inácio Lula da Silva, 22 de junho de 2002.

Fonte: Revista Época – Ruth de Aquino


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada