Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Banco Central reduz juros, compromete a política de combate à inflação e perde credibilidade


Banco Central, na prática, cortou juros
A decisão anunciada hoje pelo Banco Central (BC) de liberar parte dos depósitos compulsórios de bancos para incentivar o consumo da pessoa física é, na prática, um corte na taxa de juros. Exatamente um dia após evidenciar que pretende manter a Selic em 11% por estar preocupado com a inflação alta, a autoridade monetária toma a decisão de estimular o consumo. Colocou mais pressão nos indicadores de preços.
A medida não fica restrita à pessoa física. Ao autorizar o uso do compulsório para que grandes bancos comprem carteiras de instituições menores está na prática dando liquidez a bancos que por serem muito pequenos, muitas vezes, têm critérios menos rígidos de concessão de empréstimos. Pelos cálculos do próprio BC, o impacto deve ser de R$ 30 bilhõesO aumento da oferta de crédito deve diminuir os juros ao tomador. O incentivo ao consumo está aí. 

O valor, porém, não é tão relevante para o total do crédito, o que torna a medida da autoridade monetária ainda mais surpreendente. O BC perdeu credibilidade a troco de pouco. – O problema maior da economia brasileira não é de oferta de crédito. O clima de baixa confiança se espalhando, a consequência é a menor procura por crédito. A nova medida do BC não muda esse ambiente, acho que o impacto dela sobre o crescimento será marginal – conta Carlos Langoni, ex-presidente do BC e diretor do Centro de Economia Mundial da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O foco atual da política monetária deveria ser trazer a inflação para o centro da meta o mais rapidamente possível, defende Langoni. Se o objetivo do BC era esse, a medida anunciada nesta sexta-feira se configura em desvio.
Thiago Souza, analista do setor financeiro da XP Investimentos, concorda com o impacto reduzido da medida ao lembrar que o nível de liquidez no Brasil é elevado. Além dos R$ 30 bilhões representarem pouco em relação ao tamanho do crédito, consumidores ou empresas têm tido pouca dificuldade para tomar empréstimos. – A medida é positiva para os bancos, sim, mas apenas no curto prazo. Vão poder emprestar um pouco mais. No médio e longo prazo, porém, a perda de credibilidade no combate à inflação vai acabar tendo um efeito conjuntural. Isso acabará afetando o investimento no Brasil porque quem pensa em investir olha para um espaço de tempo maior. É uma pena o BC ter tomado essa postura. Recuperar a credibilidade é muito mais custoso do que mantê-la – lamenta Souza.
O analista lembra que o mercado já desconfiava da independência do BC antes mesmo da novidade.  O BC, no anúncio da medida, justificou a decisão pelo fato de que os recursos tomados de maneira compulsória dos bancos saltaram de R$ 194 bilhões em 2009 para os atuais R$ 405 bilhões e que a inadimplência segue controlada. Evidências de que o problema não está na oferta de crédito e sim na pouca vontade de investir e consumir no atual cenário.
Fonte: Coluna da Miriam Leitão

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada