Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Bandidos baderneiros (também chamados de ativistas) são soltos e promovem, impunemente, nova baderna na porta do presídio

Ativistas são libertados, e manifestantes que aguardavam soltura agridem jornalistas

Desembargador concedeu habeas corpus para 23 denunciados por atos de violência em manifestações

Numa saída tumultuada do complexo penitenciário de Bangu, três ativistas acusados de atos violentos em protestos — Elisa Quadros Sanzi, a Sininho; a coordenadora do programa de pós-graduação em filosofia da Uerj, Camila Jourdan; e Igor D’Icarahy — deixaram a cadeia por volta das 18h desta quinta-feira. Cerca de 30 manifestantes que aguardavam do lado de fora agrediram jornalistas que acompanhavam a soltura dos suspeitos. Houve reação, e uma briga generalizada tomou conta da rua em frente ao complexo. A situação só se acalmou quando os três acusados foram embora e os manifestantes saíram em vans. [falta de polícia - os baderneiros promoveram tumulto na saída de um presídio, área de segurança, e deveriam ter sido imediatamente presos - prisão em flagrante delito e que poderia alcançar até mesmo os baderneiros que estavam sendo soltos.
O fato dos bandidos estarem sendo liberados por força de habeas corpus não seria fator a impedir que fossem presos em flagrante por baderna, perturbação da ordem e conduzidos a uma delegacia.
Mais uma vez a polícia não teve pulso de se impor e cumprir e fazer cumprir a lei.] 

Beneficiados por habeas corpus concedidos na quarta-feira pelo desembargador Siro Darlan, da 7ª Câmara Criminal, para 23 pessoas acusadas de associação criminosa armada, eles agora vão responder em liberdade ao processo iniciado com base em investigação da Polícia Civil. Permanecem presos Caio Silva de Souza, o Dick, e Fábio Raposo Barbosa, o Fox, porque respondem a outra ação, pela morte do cinegrafista Santiago Andrade, da Rede Bandeirantes, atingido por um rojão durante um protesto na Central do Brasil, em fevereiro deste ano. 
Ativista tenta impedir fotógrafo de registrar a saída de Elisa Quadros, a Sininho, do complexo de Gericinó - Domingos Peixoto / Agência O Globo
Mulheres, cuidado!Sininho está solta e ela costuma tomar maridos, namorados de outras militantes, alegando ser necessário manter "relações revolucionárias" e com isso vai enfeitar a cabeça de vocês
Detalhes, clique aqui

EMPURRA-EMPURRA E XINGAMENTOS
A confusão começou quando os fotógrafos tentaram registrar imagens dos réus. No momento em que os profissionais da imprensa se aproximaram de Sininho, houve empurra-empurra, xingamentos, e as agressões começaram. A briga durou até a partida do Fiat Uno onde os três ativistas embarcaram.

O primeiro a deixar o complexo foi Igor, cuja liberdade foi muito festejada pelo pai, Marino D’Icarahy, o advogado dos réus. Em seguida, Camila Jourdan chegou à rua sorrindo, sendo abraçada por amigos. Os dois foram levados para o Fiat para aguardar Sininho, que saiu em seguida. A ativista festejou erguendo os braços e cantando com os amigos, até que o tumulto começou. 


Agentes penitenciários não interferiram. Um grupo de dez servidores da Secretaria estadual de Administração Penitenciária pôs barreiras no acesso à cancela, para proteger a entrada do complexo de Bangu. Siro Darlan criticou, nesta quinta-feira, a falta de estrutura da Vara de Execuções Penais e a morosidade da Polinter para checar se há impedimentos para a libertação de presos. — É uma reclamação constante de todos os advogados e das secretarias criminais (do Tribunal de Justiça). O alvará de soltura é para ser cumprido imediatamente. Não dá para passar um dia sem ser cumprido — criticou.

Antes da libertação de seus clientes, o advogado Marino D’Icarahy também criticou a demora para a chegada dos alvarás de soltura. Ele, no entanto, elogiou a atuação do desembargador Siro Darlan: — Precisei me insurgir contra um funcionário do Fórum de Bangu, que xingou muito o desembargador Siro Darlan por causa dos alvarás de soltura. Cheguei a ameaçar dar voz de prisão, por conta dos absurdos. Se não tivesse feito isso, eles (os presos) não sairiam hoje (quinta-feira) — reclamou D’Icarahy. — O Estado não tem a mesma urgência para soltar que tem para prender. Em vez disso, deveria ter mais cuidado para prender e mais urgência para soltar. A atuação de Siro Darlan, além de brilhante e honrada, foi muito corajosa. [o ilustre desembargador colocou em liberdade vinte e três bandidos, criminosos, que agora estão nas ruas para voltar a delinquir.]

BELTRAME ELOGIA TRABALHO DA POLÍCIA
O processo é fruto de uma investigação da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), iniciada em setembro do ano passado, depois que começou uma onda de protestos na cidade. Inicialmente pacíficos, eles passaram a ter desfechos violentos, marcados por cenas de vandalismo, com a adesão de grupos como os black blocs. O inquérito da DRCI ouviu 38 testemunhas e tem mais de sete mil horas de escutas telefônicas e monitoramento de mensagens eletrônicas, feitos com autorização judicial. No total, são 12 volumes.

Segundo o relatório final do inquérito, o grupo tem comissões voltadas para planejamento de ataques, confecção e distribuição de bombas, coquetéis molotov e “ouriços” (peças com pontas metálicas), que seriam lançados nas ruas para ferir PMs e furar pneus de patrulhas. Ainda de acordo com o documento, uma ação de guerrilha, com uso de explosivos, estava sendo articulada para marcar a final da Copa do Mundo, no último dia 13, no Maracanã. O relatório cita ainda a participação dos suspeitos em atos de vandalismo como o incêndio, em outubro do ano passado, de um ônibus no Centro e de uma patrulha da PM na Glória.

Nesta quinta-feira, o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, disse que não comentaria a decisão do desembargador Siro Darlan. Durante uma cerimônia de formatura de 415 policiais civis, Beltrame afirmou apenas que a polícia vai continuar atenta, trabalhando, e que, se houver ações violentas em manifestações, vai atuar quando for necessário. — Isso não nos intimida. Continuamos trabalhando. A polícia fez um excelente trabalho na Copa. Quem vai dar a resposta sobre o inquérito policial é o julgamento final — afirmou.

O Ministério Público estadual ainda não se pronunciou sobre um eventual recurso contra a libertação dos réus. [se os presos fossem policiais, suspeitos, apenas suspeitos de alguma ação enérgica contra bandidos continuariam presos.]

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada