Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Governo Dilma representa a incomPeTência geral já estamos na estagflação - Banco Central manda recado que já fez sua parte. Agora é ...

Governo ainda não fez sua parte contra inflação

Há expressiva desaceleração no ritmo da atividade econômica, que já se reflete na geração de empregos formais, e por isso nova alta nas taxas de juros foi desconsiderada

O Comitê de Política Monetária decidiu na quarta-feira manter as taxas básicas de juros em 11% ao ano, embora a trajetória da inflação ainda desperte preocupações. Os alimentos deram uma trégua, mas há outros segmentos que não param de encarecer, como é o caso dos serviços, que, em média, estão custando mais 9% em relação a um ano atrás, enquanto o índice de inflação registra uma variação de 6,52% acumulada nos últimos doze meses, 0,02 acima do limite máximo da meta de 4,5%.

O receituário de combate à inflação recomendaria nova elevação das taxas básicas de juros, mas, quando se observam os demais indicadores da economia, há uma conjuntura de expressiva desaceleração que pode até desembocar em recessão. O número de empregos formais gerados em junho, em preparação final e início da Copa, se resumiu a 25.3636, com queda de 79,5% em relação a igual mês de 2013. Essa retração se deve especialmente ao desempenho da indústria. Segundo levantamento da Fiesp, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, 16 mil trabalhadores perderam os empregos no setor no ente federativo mais industrializado do país. Com essa queda no ritmo da atividade econômica, a terapia dos juros altos poderia agravar a situação da indústria e do comércio, pois o consumo de bens duráveis depende basicamente do crédito. No entanto, o patamar perigoso em que se encontra a inflação não permite que as autoridades cruzem os braços.

O recado do Banco Central é que a política monetária já faz sua parte, mas o recuo da inflação, sem que a economia caia em um quadro recessivo, depende também de outros instrumentos de que o governo dispõe. E o mais contundente de todos é a política fiscal. Em maio, o setor público apresentou um estrondoso déficit primário, uma temeridade nas condições econômicas atuais. Não é de agora que a equipe econômica do governo vem anunciando uma maior contribuição da política fiscal para o combate à inflação, que, na prática, não se materializa.

Há torneiras abertas nos gastos públicos que não se justificam tecnicamente, como, por exemplo, a que arca com o chamado seguro-desemprego. A economia brasileira já não tem gerado tantos empregos formais, mas, mesmo que houvesse uma demanda maior por mão de obra, não haveria pessoas disponíveis em número suficiente para ocupar esses novos postos. Está claro que há um desemprego voluntário; não são poucos os que preferem permanecer na informalidade enquanto usufruem do benefício, na certeza que terão quem os contrate quando se encerrar o prazo de seis meses em que podem permanecer desempregados. Neste período, gozam de um benefício indexado ao salário mínimo, reajustado acima da evolução da produtividade. Tais regras já deveriam ter sido ajustadas para a realidade do mercado brasileiro de trabalho. Mas isso não ocorre por temor do impacto negativo que a iniciativa poderia ter junto a um potencial eleitorado do governo de Dilma. Empurra-se o problema para a frente. [o pior da política de empurrar para a frente, o tão usado 'empurrar com a barriga' é que o problema cresce e será mais danoso na hora de ser enfrentado.
Tanto que se Dilma for reeleita - o que ocorrerá se Deus realmente deixar de ser brasileiro e decidir castigar os brasileiros - no dia seguinte à proclamação do resultado a economia entra em recessão brusca, incontrolável.
A rreleição da doutora Dilma será o inicio do desmonte de toda a estrutura que ainda mantém o Brasil em posição de destaque.
Será, sem exageros, o CAOS CAÓTICO.]

Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada