Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Palestinos, inseguros mesmo na nesga de terra que Israel concordou em que vegetem


Em Gaza, há poucos lugares seguros para os palestinos
Número de habitantes deslocados para abrigos oficiais dobrou, mas refugiados continuam em perigo
Eles fugiram de noite, usando seus celulares como lanternas pelo breu das estradas. Bombas israelenses assobiavam ao redor. Levaram uma bandeira branca e arrastaram crianças aos prantos — uma família de 25 pessoas dirigiu-se para a casa de um parente mais distante na Faixa de Gaza.
Quando amanheceu, dividiram a família entre vários grupos. A avó, Naama Abu Hamad, 62 anos, insistiu. Dessa forma, disse ela, não poderiam morrer todos com um único golpe e perder “uma geração inteira”. À medida que o Exército de Israel pressionava a Faixa de Gaza, tomando diversas áreas próximas à fronteira israelense, as dificuldades enfrentadas pelos civis iam se aprofundando. Segundo autoridades locais e internacionais, Israel cortou a eletricidade que fornece à área da Faixa de Gaza — que representa quase toda eletricidade que chega ao local. Um tubo de esgoto explodiu, vazando água potável durante dias, mas os trabalhadores não conseguem consertá-lo por causa do risco de ataques aéreos.
O número de habitantes deslocados pela guerra para abrigos oficiais mais do que dobrou em 24 horas, passando de 22 mil para 47 mil, de acordo com as Nações Unidas. Contudo, o número real é provavelmente muito maior, já que a maioria das pessoas, como Abu Hamad, refugiam-se com os amigos e a família.  — Esperamos que este número aumente nas próximas horas, à medida que os ataques terrestres evoluam — disse, na sexta-feira à noite, Adnan Abu Hasna, porta-voz da ONU que atende refugiados palestinos.
Durante todo o dia e toda a noite, os ataques aéreos e de artilharia continuaram. 

Escolher um lugar seguro virou um exercício de adivinhação; no Hospital Shifa, na Cidade de Gaza, membros de uma família disseram que haviam fugido de sua casa para uma área que eles consideravam mais segura, apenas para ficarem presos em um bombardeio no hospital, que matou um membro da família. Por volta do meio-dia, um ataque aéreo matou três crianças no quarto delas. Outros três ataques à tarde mataram mais quatro crianças. E, depois das 21h, um projétil de artilharia matou oito pessoas em sua casa, incluindo quatro crianças
Famílias continuaram a se deslocar para dentro da já superlotada Cidade de Gaza. Na parte da manhã, carroças puxadas por burros carregados com crianças e idosos seguiam ao longo da estrada principal do Norte. A fronteira Norte de Israel se apresentava fantasmagórica e deserta. Cachorros solitários substituíam os taxistas que costumam esperar sob as árvores. Para o Leste, conchas assobiavam entre o barulho de tiros de metralhadora e o chilrear dos pássaros nas oliveiras.
À tarde, na Cidade de Gaza, viam-se mais pessoas se aventurar nas filas de pão do que durante a primeira semana da guerra. Os moradores disseram que as casas estavam tão lotadas que sair era um alívio, apesar do perigo.  Em uma rua da Cidade de Gaza, uma pequena explosão no topo de um prédio de apartamentos de blocos de concreto sinalizou o que o exército israelense chama de "bater no teto" — um aviso para evacuar. As pessoas correram mais para baixo do bloco. Dez minutos depois, uma enorme nuvem de fumaça se ergueu sobre o edifício.
“Foi uma noite negra”, disse na sexta-feira Abu Raed al-Najjar, apresentador de TV, depois de visitar uma mercearia de esquina com dois de seus convidados, jovens sobrinhas ainda vestindo os pijamas com o qual fugiram. “Flashes iluminavam a noite, e a casa estava tremendo”.  Na casa, as torneiras estavam secas e a eletricidade fora embora, deixando a família sufocada e entediada durante o Ramadã. Normalmente, a água e a eletricidade são intermitentes, disse Najjar. — Quando a água vem de volta, a eletricidade dispara, e não podemos bombear água para o tanque de telhado — disse ele.
Agora, as autoridades estão reduzindo o fornecimento de energia de 12 horas por dia para três ou seis, dependendo da área. A ONU fornece combustível para geradores em hospitais e outros serviços essenciais, mas os funcionários estão preocupados que eles possam quebrar se forem usados quase todo o dia.
Fonte: O Globo


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada