Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

Blog Prontidão Total

Blog Prontidão Total

Este espaço é primeiramente dedicado a DEUS, a PÁTRIA, a FAMÍLIA e a LIBERDADE.

Vamos contar VERDADES e impedir que a esquerda, pela repetição exaustiva de uma mentira, transforme mentiras em VERDADES.

Escrevemos para dois leitores: “Ninguém” e “Todo Mundo” * BRASIL Acima de todos! DEUS Acima de tudo!

NOS VISITE!!! ENTRAR!!! CONTINUAR>>>


COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

sábado, 2 de agosto de 2014

Licitação no Ministério da Justiça, superfaturada, causa prejuízos de quase R$ 1 MILHÃO aos cofres públicos

MJ não justificou os US$ 400 mil usados em compra de veículos
O equipamento foi acordado com o governo pelo valor unitário de US$ 1.494.672,78 (R$ 3,3 milhões, pela cotação do dólar da véspera do pregão, de R$ 2,20)
Não fecha a conta usada para explicar a compra de 44 veículos equipados com geradores de imagens a serem usados na fiscalização das fronteiras brasileiras. O pregão internacional milionário, realizado pelo Ministério da Justiça no mês passado, foi suspenso após acusações de superfaturamento, conforme o Correio revelou na última quinta-feira. O equipamento foi acordado com o governo pelo valor unitário de US$ 1.494.672,78 (R$ 3,3 milhões, pela cotação do dólar da véspera do pregão, de R$ 2,20). Com o desconto para compras grandes, a mesma empresa, a American Science & Engineering (AS&E), oferece o produto nos Estados Unidos por US$ 634,5 mil. [57% a menos do que o preço que o Brasil quer pagar usando o resultado da licitação superfaturada.
Pergunta-se: não seria melhor deixar os ladrões da fronteira continuarem roubando? a vantagem seria que eles não virão a Brasília.]

Ainda sem disponibilizar a pesquisa de preço que teria sido feita antes do pregão, o ministério apresentou, após três dias, justificativas para a discrepância dos valores. O total, 135% superior ao ofertado no mercado dos EUA, envolve, de acordo com o órgão licitante, cinco anos de garantia e assistência técnica, frete, “kit em português”, treinamento para 12 operadores em cada máquina, seguros e adaptação do veículo às normas locais de trânsito.

Todos esses adereços, sustenta o MJ, são responsáveis pela diferença identificada a partir da tabela de preços da AS&E registrada no General Services Administration (GSA), uma agência do governo dos EUA responsável por compras administrativas. Luciano da Silva Fernandes, um dos representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no pregão, disse ao Correio que o modelo adquirido pelo Brasil é mais completo do que o listado no órgão norte-americano. Segundo ele, um sistema que permite a operação do veículo quando estacionado encareceu o produto em US$ 135 mil.
No documento da AS&E registrado nos EUA, a empresa especifica o valor da garantia de cinco anos para a aquisição de até 25 unidades: US$ 305,7 mil por cada uma delas. Quanto maior a contratação, menor o valor do serviço. Como o leilão do Ministério da Justiça envolvia 44 veículos, o preço, pela lógica, tenderia a ser menor do que o mencionado. O Correio apurou, ainda, com empresas acostumadas com esse trâmite que o frete dos equipamentos custaria em torno de US$ 16 mil, com margem para negociação.

Feitos cálculos simples, sobrariam ainda mais de US$ 400 mil, equivalente a R$ 900 mil. Pela explicação oficial do ministério, esse montante estaria distribuído entre os demais acessórios. O Tribunal de Contas da União (TCU) não respondeu, ontem, por que a área técnica do gabinete do ministro José Jorge, relator do caso, concluiu um parecer validando a licitação sem ouvir o MJ, conforme informou o chefe de gabinete, Marcelo Martins Pimentel. A Controladoria-Geral da União (CGU) também não se manifestou, limitando-se a dizer que o pregão está suspenso.


 O Tribunal de Contas da União (TCU) voltou atrás e reavaliará um parecer técnico que já estava pronto e referendava a licitação do Ministério da Justiça suspeita de superfaturamento na compra de veículos com geradores de imagens a serem usados na segurança das fronteiras. A decisão foi tomada ontem pelo relator do caso, o ministro José Jorge, um dia após o Correio revelar, com exclusividade, os questionamentos em torno do pregão internacional milionário realizado em 2 de julho com apenas um participante, a empresa norte-americana American Science & Engineering (AS&E).

O processo chegou ao gabinete de José Jorge há duas semanas, no início da manhã de 18 de julho. Por telefone, ele confessou ontem que nem mesmo conhecia o caso. “Estou sabendo dessa história agora, mas já mandei a área técnica ver direito isso”, comentou. Segundo o ministro, havia um parecer pronto para ser levado ao plenário da Corte, indicando a normalidade do processo licitatório interrompido após acusações de sobrepreço e favorecimento. “O parecer era favorável, dizia que estava tudo normal, mas merece uma revisão”, reforçou.

Em tese, quando provocado a investigar algum caso específico, o TCU deve acionar os órgãos públicos envolvidos, cobrando deles esclarecimentos, para a partir daí definir os desdobramentos. O chefe de gabinete de José Jorge, Marcelo Martins Pimentel, informou à reportagem, no entanto, que o Ministério da Justiça não tinha sido nem mesmo procurado para a elaboração do parecer técnico que serviria de base ao posicionamento do ministro. “Vamos procurar informações no ministério. É uma situação bem complexa”, disse.

O governo brasileiro aceitou pagar pelos equipamentos de segurança o valor unitário de US$ 1.494.672,78. O preço é 135% superior ao praticado no mercado dos Estados Unidos, sede da AS&E, que ontem, mais uma vez, não se pronunciou sobre o assunto. A União previu a aquisição inicial de 44 veículos, podendo chegar a 220: ou seja, o contrato teria potencial de R$ 725 milhões. O mesmo produto negociado no Brasil custa US$ 685,8 mil nos EUA. Com o desconto para grandes compras, o preço cai para US$ 634,5 mil. A importação proveniente de licitação internacional é isenta de impostos.



Fonte: Correio Braziliense


Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada