Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

IMPOSTÔMETRO

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Atentado ao Parlamento canadense

Mais de 20 tiros são disparados dentro e fora do Parlamento canadense  

Polícia diz que havia inúmeros atiradores; soldado morre e mais duas pessoas ficam feridas

Tiros disparados em três episódios diferentes em Ottawa, incluindo dentro e fora do Parlamento canadense, mataram um soldado e feriram mais duas pessoas, aumentando ainda mais o temor no país nesta quarta-feira, horas depois de um alerta de ataque terrorista ser elevado. De acordo com a polícia, havia inúmeros atiradores, e testemunhas relataram que mais de 20 tiros foram disparados no interior do Parlamento. Com a cidade sob tensão, todos os edifícios públicos foram fechados. Enquanto a polícia informou que uma pessoa foi baleada, o hospital de Ottawa disse que recebeu três pacientes, dois em condição estável, depois do tiroteio. Um dos atiradores teria sido morto. — As autoridades estão trabalhando para descobrir se havia dois ou três homens armados — disse Marc Soucy, do serviço de polícia de Ottawa.

 Uma pessoa ferida é removida do Memorial de Guerra em Otawa, Canadá - MICHEL COMTE / AFP
O primeiro-ministro Stephen Harper, que estava no Parlamento no momento do ataque, foi retirado às pressas e se encontra bem, segundo as autoridades. A Casa Branca disse que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, já foi informado sobre a situação, e a Embaixada do Canadá em Washington foi fechada. Testemunhas relataram que um homem de cabelos pretos compridos, com um fuzil e com um cachecol em volta do rosto, teria baleado um soldado no Memorial Nacional de Guerra do Canadá e corrido para o prédio do Parlamento, que fica ao lado. Dezenas de tiros foram ouvidos no interior do edifício, e um segurança também foi ferido. Embora o parlamentar Bob Zimmer tenha tuitado que o atirador foi morto, a polícia continuava as buscas na região e mais tiros foram ouvidos no Parlamento depois do post. — Há um atirador à solta — disse um policial mais cedo.

Canada Parliament Shooting - MULTIPLE gunmen

Toda a área do Parlamento foi cercada, e uma vítima foi levada em uma ambulância, onde os paramédicos foram vistos fazendo uma reanimação. Um corpo foi visto diante da Biblioteca do Parlamento. As autoridades confirmaram ainda disparos perto do shopping Rideau Centre, próximo ao Parlamento. A polícia lançou um alerta no centro de Ottawa, mais de uma hora depois de os primeiros tiros serem disparados no Memorial de Guerra. “Cidadãos devem permanecer longe dos telhados e das janelas no Centro. Evitem o Centro”, disse a polícia no Twitter.

Um turista holandês disse que ouviu pelo menos quatro tiros no Memorial de Guerra no momento em que o soldado foi ferido, e que o atirador correu em direção ao prédio do Parlamento, carregando um grande rifle. Pelas mídias sociais, diversos parlamentares afirmaram que estavam bem, mas com medo. Imagens postadas no Twitter mostram pilhas de cadeiras bloqueando portas no interior do prédio. — Ouvi pop, pop e pop e pensei que era um dinamite para construção — relatou John McKay, um membro do Parlamento, à rede canadense CTV.

Nesta quarta-feira, o Canadá havia elevado o nível de alerta, dois dias depois de um homem atropelar dois militares, matando um deles. Perseguido pela polícia, o suspeito foi morto, num caso em que as autoridades disseram ter claros vínculos com terrorismo.
No início do mês, os deputados canadenses aprovaram a participação do país na coalizão internacional, liderada pelos EUA, contra os avanços do Estado Islâmico na Síria e no Iraque. Harper prometeu enviar aviões de combate para o Iraque nos próximos seis meses.
Em seu primeiro comentário após o tiroteio, Harper classificou o incidente como "um ataque deplorável", e afirmou ser importante que governo e Parlamento continuem funcionando.

Fonte:  REUTERS 

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada