Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

IMPOSTÔMETRO

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Outro negócio suspeito faz a Petrobras continuar sangrando



A presidente Dilma sabia? O TCU quer saber
Êpa! Tem jeito de elefante, presa de elefante, tromba de elefante, mas o governo não admite que seja um elefante.  O que será então?
Muita coisa se passou na Petrobras desde que se montou ali um esquema bilionário de desvio de recursos para enriquecer políticos que apoiam o governo e financiar campanhas – a de Dilma, inclusive. O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma auditoria para investigar o pagamento extra de mais de R$ 1 bilhão feito pela Petrobras ao governo boliviano. Tem a ver com a importação do gás boliviano pelo Brasil.

A grana entupiu o tesouro da Bolívia em plena campanha de Evo Morales, o presidente, candidato à reeleição. Por sinal, ele se reelegeu. Pela terceira vez. Aspira mudar a Constituição para poder se reeleger indefinidamente. Qual o problema do pagamento extra? Apenas o seguinte: a quantia foi paga a mais sem que nada estivesse previsto no contrato assinado pelos dois países para a compra do gás boliviano.

Quem autorizou o pagamento a mais? O TCU quer saber. Por que a Petrobras pagou o que não devia? O TCU quer saber. E por que o pagamento, inclusive, retroagiu a meses anteriores ao recebimento da grana pela Bolívia? Calma. Devagar. O TCU quer saber. A presidente Dilma sabia? O TCU quer saber.

Quem sabe ela não se baseou numa parecer “falho” para concordar com o negócio? Não foi assim  no caso da compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras? Pelo menos Dilma diz que foi assim.

Fonte: Ricardo Noblat – Blog do Noblat

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada