Visitantes desde 1º junho 2013

Free counters!

COMUNICADO - Novo Site

Nota de Esclarecimento

Importante:

Memória: em 8 setembro 2007, começamos as atividades deste Blog, sob o título Blog da UNR e nossos objetivos estão bem destacados no nosso primeiro post, título 'início das atividades...' .

De imediato, constatamos que estando a esquerda no governo, uma dificuldade se apresentava: contar os erros, as traições, as covardias, os assassinatos, as falcatruas cometidos pela esquerda durante o Governo Militar OU contar os crimes que a esquerda, a petralhada à frente, continua cometendo nos dias atuais? (apesar de fragorosamente derrotada pelos militares a esquerda aproveitou-se da generosidade dos vencedores e voltou tal qual serpente e conseguiu PERDER A GUERRA e vencer a Batalha da Comunicação, passando de vilão a heroína).

A famigerada esquerda conseguiu o poder - agindo disfarçada de democrata - e passou a mostrar, de forma descarada, ser pior que antes.

Diversos motivos, que não vem ao caso aqui detalhar, tornaram conveniente alterar o nome do Blog da UNR, que passou a denominação de BLOG PRONTIDÃO, mantendo a URL.

Apesar de ser um Blog pequeno, fruto de um trabalho amadorístico, porém de muita dedicação, contando com poucos seguidores, alguns visitantes fiéis, outros eventuais, tivemos a imensa alegria de constatar que incomodávamos a petralhada - o que foi fácil perceber pela necessidade de 'moderar comentários', pelos xingamentos que recebemos a cada postagem, tentativas de invasão (parcialmente exitosas, com modificações de postagens {o mais odioso foram as vezes que conseguiram mudar palavras, trechos de postagens, títulos, e passar a idéia que defendíamos o desgoverno petralha}).

Para tornar mais dificil que os guerrilheiros da informática à serviço do desgoverno - o ministro da Secom, Traumann, foi demitido por admitir publicamente que o desgoverno Dilma, a exemplo do seu antecessor $talinácio Lula, usam a guerrilha virtual - continuassem a nos incomodar, decidimos suspender, temporariamente, a veiculação de POSTs no Blog Prontidão, passando a veicular no Blog PRONTIDÃO TOTAL, usando outra URL.

Claro que alguns leitores não acessaram o Blog Prontidão Total - o que atribuímos a alguma falta de comunicação da nossa parte - porém, de tudo concluímos que podemos e VAMOS PERMANECER firmes e fortes, protegidos da sanha 'assassina' dos guerrilheiros virtuais do desgoverno, contando a verdade, tudo o que soubermos e o nosso amadorismo permitir, do muito de ruim, de nocivo, de pernicioso, que o atual desgoverno pratica, estimula, esconde e apoia.

Voltar ao Blog PRONTIDÃO seria pretender que nossos poucos leitores ficassem pulando de galho em galho - a manutenção da nossa 'linha editorial', que vem desde 2007, é eloquente e fiel aos fatos ao provar que nossos ideais permanecem firmes, estamos apenas mais fortes.

Vamos continuar com a denominação Blog PRONTIDÃO TOTAL, na URL que atualmente atende àquele Blog, mantendo nossa postura de apresentar sempre a VERDADE - verdade que representa os fatos (aliás, não podemos esquecer, verdade e fato são unos)e não a verdade conveniente (tática usada pela esquerda petralha).

Felizmente, temos dois leitores, afinal, escrevemos e vamos continuar escrevendo para dois leitores: "Ninguém" e "Todo Mundo".

Por favor, nos honre com sua visita, clicando aqui: Blog Prontidão Total ou em qualquer link disponível, em azul, neste texto

ou colando em seu navegador: http://brasil-ameoudeixe.blogspot.com.br/

ou Blog Prontidão Total

BRASIL! ACIMA DE TUDO

IMPOSTÔMETRO

Ad Sense

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Duas prioridades: TSE explicar tudo sobre a segurança das urnas eletrônicas e porque não aceita que sejam auditadas; e, "impeachement" da Dilma,



Agenda na mesa


Nesta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff volta do merecido descanso depois da estafante campanha eleitoral, retomando o expediente no Palácio do Planalto e junto com ele - é de se imaginar - o bom senso. Ao menos esse foi o tom de suas palavras nos primeiros dias após a vitória.

Duas delas receberam especial destaque - diálogo e união - embora não tenham sido acolhidas com grande crédito. Natural. Depois de anos de contradições, espetáculos do crescimento que não se realizaram, ausência de compromisso com a palavra dita e permanente contencioso com a realidade, a desconfiança é mera consequência.
Cabe à presidente recuperar esse patrimônio. Para isso foi eleita. Para isso recebeu a delegação de conduzir o País nos próximos quatro anos. No calor da comemoração prometeu ser uma governante "melhor". Abrandado o entusiasmo, chega a hora de demonstrar.

E explicar o que quis dizer com isso. Começando por conferir confiabilidade às propostas de diálogo e união apresentando à sociedade em geral, ao Congresso em particular, qual seria a agenda em torno da qual o governo pretende dialogar com o País. É de se supor que um grupo que está há 12 anos no poder não tenha dificuldade para detectar quais são as demandas que realmente interessam ao público. 

Uma tarefa que não pode ser delegada ao departamento de propaganda do Palácio do Planalto nem procurar de maneira sorrateira atender aos interesses partidários.  Nos últimos quatro anos o governo teve como pauta quase que exclusiva a reeleição da presidente Dilma. Por pouco não teve interrompido seu projeto de poder. De onde se depreende que tenha compreendido a necessidade de mudar a qualidade da relação com a sociedade. 

Começou tropeçando no plebiscito, pois é evidente que não é por aí que se pacifica nem se unifica muito menos se mobiliza a população em torno de coisa alguma. O Brasil já viveu momentos esplêndidos de energia positiva na luta pela redemocratização, no pós-impeachment de Fernando Collor, a incorporação da estabilidade como valor social na implantação do Plano Real. 

Está nas mãos do governo mostrar que não quis outro mandato apenas para contabilizar mais uma vitória sobre os tucanos.
Ordem unida. No entender dos especialistas o aumento da taxa de juros denota autonomia do Banco Central

Pois liberdade de decisão de fato haveria se a decisão fosse tomada no curso da campanha, e não após as eleições, de modo a não atrapalhar o discurso da candidata que acusava o adversário de "gostar" de juros altos.

Bem entendido. O pedido de auditoria feito pelo PSDB ao Tribunal Superior Eleitoral não contesta o resultado da eleição. Ao contrário. A ideia seria pôr fim às teorias conspiratórias que nessa eleição chegaram ao auge da paranoia.
Se bem que esse não é o melhor caminho para dirimir as dúvidas da desconfiança difusa, baseada no fato de que só o Brasil adota na integralidade esse sistema, pois a auditagem acaba dando margem a outras interpretações.
O ideal seria que o TSE insistisse em explicar de maneira simples e didática o funcionamento e o sistema de segurança das urnas eletrônicas.

Fonte: Coluna de Dora Kramer, Estadão

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada